Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por Mais água
Quarta-feira, 30 de setembro de 2020.

Oferta de água em São José de Ribamar começa a ser ampliada

FOTOS POÇO ASSISTENCIA (6)A Odebrecht Ambiental, empresa concessionária do sistema de água e esgoto do município de São José de Ribamar, está executando ações que visam ampliar a oferta de água para os moradores da cidade.

Neste momento, três novos poços, localizados nos bairros Moropóia (região da sede), Parque Vitória e Parque Jair (estes dois últimos estão situados na chamada região limítrofe com a capital São Luís), estão sendo perfurados.

 

O trabalho faz parte de um plano de ação, com prazo de execução de 90 dias, que prevê, além da construção de novos poços – bairros do município de Paço do Lumiar, cuja concessionária é a mesma empresa, também estão sendo beneficiados —  implantação e recuperação de 23 quilômetros de rede de abastecimento beneficiando moradores das duas cidades.

“O trabalho já está ganhando ritmo acelerado e ampliará, de acordo com as etapas estabelecidas em cronograma, a oferta de água de qualidade na cidade amenizando, ainda, a situação de rodízios”, afirmou o prefeito Gil Cutrim.

 

Em São José de Ribamar, os próximos bairros que terão novos poços implantados, de acordo com o cronograma da empresa, são Jardim Tropical, Alto do Turu, Novo Cohatrac, Vila Sarney Filho e Tijupá Queimado. Os trabalhos nestas localidades terão início no próximo mês.

 

É importante destacar que os novos poços (em construção e os que serão implantados) serão de alta capacidade, construídos com materiais de última geração, buscando vazões superiores a 100 m³/h, além de contarem com sistema de tratamento de água.

 

A Odebrecht Ambiental assumiu a concessão do sistema de água e esgoto das duas cidades este ano. São José de Ribamar e Paço, durante décadas, tiveram os seus sistemas gerenciados pela CAEMA, que pouco ou nada investiu para melhorá-los. Só para se ter uma ideia, Ribamar não possui um palmo de rede de esgotamento sanitário e apenas 18,9% da sua população, formada por mais de 200 mil habitantes, é abastecida com água potável. O município registra, ainda, um índice de perdas de água alarmante.

 

A cada 1.000 litros de água, apenas 326 litros chegam aos consumidores.

O restante (674 litros) é desperdiçado no sistema de abastecimento.

 

Nos próximos 35 anos, período de validade da concessão, a empresa investirá R$ 450 milhões em quatro eixos (água, esgoto, gestão comercial e combate as perdas) que terão os seguintes objetivos: recuperar e ampliar o número de poços, implantação de unidades de tratamento, recuperação de redes e reservatórios, automação dos sistemas, recuperação das redes de esgotamento existentes e implantação de novas, recadastramento dos clientes e das redes existentes, instalação de hidrômetros, monitoramento constante dos sistemas, instalação de macro medidores e setorização dos serviços.

 

sem comentário »