Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por Segurança
Segunda-feira, 26 de outubro de 2020.

Secretário Aluisio Mendes discute melhorias na segurança pública com prefeitos do Conguarás

Foto 1 SSP - melhorias na segurançaO secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, manteve reunião nesta segunda-feira (24), com prefeitos que integram o Consórcio da Região do Litoral Ocidental Maranhense – Consórcio da Floresta dos Guarás (Conguarás). Na pauta da audiência pública, que ocorreu na cidade de Cururupu, foram tratadas questões relacionadas à segurança pública daquela região.

Presentes também, o secretário Extraordinário de Assuntos Estratégicos, Alberto Franco; prefeitos de nove cidades da região, entre eles, o prefeito Junior Franco (Cururupu), Claudio Cunha (Apicum Açu), Donaria Rodrigues (Serrano do Maranhão), Amaury Almeida (Mirinzal), Fernando Cuba (Cedral), Nilce Farias (Guimarães) e Baldoino Nery (Bacuri).

Durante a audiência pública, Aluisio Mendes destacou uma série de investimentos para região do Litoral Ocidental e encaminhou outras demandas para serem solucionadas a médio e longo prazo. O secretário de segurança assegurou aos prefeitos que já durante o período carnavalesco as cidades que compõem a área litoral do estado receberão reforço efetivo.

“Com a entrada dos novos soldados na Polícia Militar, já nos dias de carnaval, a população poderá se divertir com mais tranquilidade, pois cada serão entregues. “Cada município aqui da região receberá um novo veículo para a Polícia Militar e um para Polícia Civil. O fator inovador é que cada viatura já irá ser entregue com um cartão corporativo para que possa ser abastecida e assim, em nenhum momento, deixar de circular”, completou Aluisio Mendes.

Outra medida anunciada foi que o Corpo de Bombeiros também enviará para cada município, três bombeiros militares para trabalharemmunicípio receberá reforço de policiais. Além disso, vamos destinar uma aeronave do Grupo Tático Aéreo que permanecerá em Cururupu para atender toda a região e garantir ainda mais segurança neste ponto do estado”, comentou.

Mendes afirmou ainda que o Governo do Estado já adquiriu mais de 500 novos veículos, entre viaturas e motocicletas, e que em 60 dias

nas festas de carnaval. Cada equipe estará munida de um kit de primeiros socorros e extintores. A presença dos bombeiros nas cidades que recebem grande número de pessoas visa evitar acidentes e prestar um atendimento em um menor espaço de tempo.  Além disso, ele comentou que irá estudar junto ao Comando Geral do Corpo de Bombeiros a criação de um quartel que ficará instalado na cidade de Cururupu para atender toda aquela região.

Com o intuito ainda de melhor atender a população, Aluisio Mendes disse que estuda a criação de um posto avançado do Instituto de Identificação no município de Cururupu, órgão responsável pela emissão das carteiras de identidade. Segundo ele, com a criação do posto evitaria o deslocamento dos moradores a outras cidades para emitir o documento.

 

Importância

O secretário Extraordinário de Assuntos Estratégicos, Alberto Franco, comentou a importância da audiência da pública. “Essa iniciativa é do Litoral Ocidental, uma vez que a região passa por um novo momento em que os prefeitos estão buscando firmar parcerias que resultem numa melhor prestação de serviços de saúde, educação, infraestrutura e segurança pública. É notório que após a vinda do secretário de Segurança teremos mais ações do aparelho de segurança nesta região. Cabe ressaltar que continuamos executando algumas outras ações em nível de governo”, lembrou.

 

Reformas

Ao ser questionado sobre a estrutura dos prédios das delegacias, o secretário de Segurança assegurou aos prefeitos e as lideranças presentes na audiência pública que todos os distritos policiais dos municípios do estado serão reformados. Ele confirmou que as delegacias que não puderem receber os reparos na construção, ganharão prédios novos. Uma das cidades que receberá um novo prédio é Porto Rico. “Esta é uma das cidades que já está em nosso plano de obras. Recebi o termo de doação do terreno por parte da prefeitura e vamos, assim que finalizado os tramites legais, dar início à obra”, completou Aluisio Mendes.

Já para o município de Bequimão, o secretário de Segurança Pública explicou que a obra estava embargada, porém após a finalização do processo judicial, a SSP vai licitar a conclusão dos serviços.

O prefeito de Cururupu, Junior Franco destacou o compromisso de Aluisio Mendes à frente da pasta da Segurança Pública. “Já tinha estado outras vezes com o secretário de Segurança, e ele, sensível às questões, se colocou à disposição para participar desta reunião. Tenho a certeza que vamos sair daqui com resultados satisfatórios e a solução de nossas demandas”, pontuou o chefe do executivo municipal.

Participaram ainda, o secretário adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos da SSP, Laércio Costa; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel João Vanderley Pereira; o vice-prefeito de Cururupu, Aldo Lopes; presidente da Câmara Municipal de Cururupu, vereador João de Deus Amorim Lopes, além de demais vereadores e comunidade geral.

sem comentário »

PM reforça segurança no período de Carnaval e incorpora novos soldados nas operações

Foto 3 SSP - Plano de SegurançaCom o aumento no efetivo policial em mais 800 homens que foram diplomados soldados, na quinta-feira (20), pela governadora Roseana Sarney, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) vai reforçar o contingente e garantir a tranquilidade dos foliões durante as festas de Carnaval deste ano. Só em São Luís, a Polícia Militar, de acordo com o Plano de Segurança apresentado, em entrevista coletiva à imprensa, no Comando Geral, na manhã desta sexta-feira (21), estão sendo empregados quase 2.500 homens em todos os dias de festa. A média é que no Circuito Deodoro/Madre de Deus e em toda área do centro da cidade estejam nas ruas 600 militares em cada dia de festa. No policiamento a pé, durante o período carnavalesco, a PM empregará um total de 2.332 homens. Além deste, haverá patrulhamento de viaturas, motocicletas e polícia montada.

Os policiais foram distribuídos em todos os pontos de folia, com atenção especial, ao circuito montado na área do Centro da cidade, no qual terá a programação promovida pelo Governo do Estado, que este ano, traz como tema: Carnaval do Maranhão – É Só Alegria no Coração. O comandante do Policiamento Metropolitano, tenente-coronel Marco Antonio Alves, afirmou que o plano estratégico atende o Carnaval e contempla, ainda, outros pontos de festas espalhados pela cidade sem deixar de assistir nenhum bairro da Região Metropolitana. Ele frisou que será um esquema de segurança integrado entre todas as forças policiais.

Além da Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil também adotaram medidas visando um Carnaval seguro tanto aos maranhenses como para os turistas que visitam a cidade neste período. A operação se estende até a quarta-feira de cinzas (4).

“A exemplo do que já foi realizado nos outros anos, este ano reforçamos algumas medidas e aumentamos o efetivo. Com este número, teremos mais mobilidade e não deixaremos uma única área sem ser patrulhada. Nossos policiais estão preparados e os novos soldados estão bem treinados. Todas essas medidas para garantir que 2014 seja o melhor Carnaval já visto na cidade”, destacou o tenente-coronel Marco Antonio Alves.

Conforme explicou o comandante do CPM, o posto de Comando Central estará montado ao lado da Praça do Pantheon. Além do posto central, o policiamento será coordenado por mais dois tenentes-coronéis, estes que serão subordinados ao comandante do CPM. Um dos oficiais permanecerá na Deodoro e outro cobrirá a região da Passarela do Samba. “A inserção de mais estes dois oficiais é para que tenhamos um acompanhamento mais rápido das ocorrências e que as decisões sejam tomadas com mais agilidade”, detalhou.

 

Barreiras

Antes de entrar nos circuitos, o folião passará por barreiras montadas nas principais vias de acesso. Serão montadas 16 barreiras. O Batalhão de Choque coordenará as ações. Em cada barreira, o folião será revistado. A medida de contenção é para impedir que vasilhame de vidro, armas e objetos cortantes adentrem ao circuito. Além das barreiras, o CPM afirmou que o deslocamento de alguns blocos carnavalescos será acompanhado por policiais militares com o apoio de viaturas e motocicletas.

Na área do trânsito, militares da Companhia de Policiamento Rodoviário Independente (CPRV Ind) estarão deflagrando a Operação Lei Seca, impedindo que motoristas conduzam veículos após consumirem bebidas alcoólicas e verificando a circulação irregular de carros e motoristas com carteiras vencidas. “O folião que decidir consumir álcool deve retornar a sua residência de taxi ou escolher alguém para dirigir. Essa atitude evita acidentes e previne a perda de vidas”, pontuou o tenente-coronel Alves.

Equipes do Esquadrão de Polícia Montada (EpMont) percorrerão os locais de difícil acesso. A ideia é cobrir, segundo o CPM, todos os pontos de festas nos principais circuitos.

 

Patrulhões

Entre as novas medidas adotadas pelo Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), este ano uma nova ferramenta foi agrupada na estratégia de segurança. Segundo explicou o tenente-coronel Alves, os patrulhões são policiais militares que estarão embarcados em viaturas visitando os bairros e realizando abordagens em transeuntes. “Esse grupo específico ficará responsável em cobrar dos locais onde estão sendo realizados eventos as licenças necessárias para o funcionamento. Os militares também realizarão abordagens. Essa estratégia é para evitar que ocorra algum incidente”, disse.

Os circuitos Deodoro/Madre Deus, Ceprama e Madre de Deus contarão com seis torres de observação que darão a polícia uma total visualização da movimentação do local. A novidade deste ano é que em cada ponto de observação, contará, além do policial militar, um bombeiro que também permanecerá fixo na torre e em casos de atendimento, com a utilização dos rádios de comunicação informará as equipes em terra e indicará o ponto exato do atendimento.

 

Plantões de Polícia

A Delegacia Geral redimensionou e o reforçou os plantões na Região Metropolitana e, também, o efetivo no interior do estado. Além do funcionamento normal dos plantões da Polícia Civil na Beira-Mar, Vila Embratel, Cohatrac e Cidade Operária, haverá os plantões extraordinários no Parque do Bom Menino e no Maiobão, este que atenderá além do Maiobão, os municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. As equipes policiais serão formadas por delegados, investigadores e escrivães.

Já para as cidades do interior, principalmente aquelas que recebem um grande número de pessoas, a Polícia Civil alerta que os todos os delegados, investigadores e escrivães estarão de plantão nas respectivas delegacias de lotação no interior do estado.

O Corpo de Bombeiros atuará com 93 bombeiros militares distribuídos nos pontos de concentração, Praça Deodoro, Madre Deus e circuitos, além de viaturas de socorro e de combate a incêndio e outros equipamentos. Comerciantes e ambulantes estão sendo treinados para que possam combater pequenos incêndios.

 

Câmeras de segurança

Paralelo às incursões e barreiras policiais, a SSP conta ainda com um Sistema de Videomonitoramento instalado por todo o circuito da folia. As câmeras darão às forças policiais uma visão panorâmica da movimentação dos foliões pelos pontos carnavalescos. Além destas, várias avenidas da capital também estarão sendo monitoradas pelo Central de Videomonitoramento instalado no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

 

Dicas

Segundo tenente-coronel Marco Antônio Alves é importante que a população faça sua parte e sempre circule de forma prevenida. “Nosso intuito é que a população também faça sua parte. Caso algum folião perceba alguém em atitude suspeita, deve chamar imediatamente a viatura mais próxima ou acionar 190”.

O Comandante do CPM frisou que, por motivo de segurança, as pessoas devem evitar a exposição de celulares ou outros aparelhos durante as compras, não andar com grandes quantidades dinheiro na bolsa e evitar lugares escuros e com pouca movimentação.

 

TELEFONES ÚTEIS

Polícia Rodoviária Federal – 191

Polícia Militar – 190

Defesa Civil – 199

Samu – 192

Disque Denúncia – 3223-5800 (capital) e 0300 313-5800 (interior)

sem comentário »

Forças policiais realizam prisões e tomam medidas para combater ataques em São Luís

Foto 1 - SSP medidas adotadasEm  resposta aos episódios ocorridos na noite desta sexta-feira (3), na Região Metropolitana de São Luís, o Sistema de Segurança do Maranhão efetuou a prisão de três pessoas suspeitas de participação nos ataques a ônibus. Além disso, o efetivo tanto da Polícia Militar (PM) como da Polícia Civil foi aumentado e haverá uma série de operações sendo desencadeadas a partir deste sábado (4), sem previsão de término.

As medidas foram discutidas durante reunião realizada no gabinete do secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, com a presença da cúpula das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, visando inibir e combater as ações criminosas registradas na noite da última sexta-feira (3) em quatro bairros da capital.

“As ações que estão sendo deflagradas são uma estratégia de estabilização dessa situação que houve na noite de ontem [sexta-feira]. Temos informações comprovadas do Setor de Inteligência Policial de que esses ataques são uma resposta ao sistema de moralização e de retomada da disciplina do Sistema Penitenciário, determinado pela governadora Roseana Sarney. É uma ação que vai continuar ocorrendo, para que não haja mais mortes nas unidades prisionais do estado”, declarou Aluisio Mendes.

Por determinação do secretário de Segurança, as forças policiais estão distribuídas em todas as regiões cidade para garantir a tranquilidade da população. Na análise do Sistema de Segurança, essas ações de bandidos são uma tentativa de reação às medidas adotadas pelo Governo Estadual por meio da Polícia Militar, visando disciplinar, organizar e combater a criminalidade nas unidades prisionais da capital.

A Polícia Civil ampliará suas equipes nos quatro plantões da capital, bem como da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). O Serviço de Inteligência, com apoio de homens do Batalhão de Choque, de todas as unidades e de duas aeronaves do Grupo Tático Aéreo (GTA), desenvolverá ações e operações de modo a ocupar toda a grande São Luís.

Além das medidas de aumento no efetivo, deflagração de operações simultâneas em pontos estratégicos, equipes do Corpo de Bombeiros também estarão espalhadas em vários pontos de São Luís com uma ação de prevenção a novos episódios que ocorram. “Todo o sistema de segurança está mobilizado de uma forma mais intensa e presente para coibir estes crimes,” afirmou o secretário.

 

Atuação da PM

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Aldimar Zanoni Porto, garantiu que os trabalhos dentro dos presídios de Pedrinhas irão continuar. “Vamos dar continuidade às atividades de revista, patrulhamento e presença permanente de guarnições da PM nas unidades prisionais. Nosso foco é restabelecer a ordem e a disciplina de maneira coerente, para que os internos possam ter sua integridade física preservada e assim, evitando que ocorram novos homicídios nestes locais”, disse.

Ele observou, ainda, que desde a noite de sexta-feira (3), todos os batalhões já intensificaram as ações, aumentando o número de abordagens e prisões, a fim de retirar armas de circulação, recuperar veículos roubados e prender bandidos. “Estamos unidos ao Sistema de Segurança e daremos uma resposta enérgica a essas facções”, ressaltou Zanoni.

 

Investigação

Assim como nos outros episódios em que ônibus também foram queimados e trailers da Polícia Militar foram alvos de ataques de criminosos, fatos ocorridos em outubro e novembro do ano passado, Mendes garantiu que já identificou de onde são as ordens, quem as determinou e quem as cumpriu. “Assim como na outra ocasião prendemos todos os envolvidos, faremos da mesma forma desta vez. Já temos claramente quem deu a ordem como deu e quem a recebeu e como a executou. Estamos trabalhando no sentido de prender os que ainda estão nas ruas, cometendo essas ações. Iremos imputar aos que estão detidos, mais esse crime”, comentou.

Aliado ao trabalho investigação, a delegada Geral, Maria Cristina Resende, afirmou que mais um plantão da Delegacia de Homicídios com uma equipe diária composta por um delegado, quatro investigadores e um escrivão permanecerá dentro do Sistema Penitenciário para registrar as ocorrências relacionadas aos crimes contra a vida nos presídios.

 

Ocorrências

De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), foram registrados quatro episódios envolvendo ônibus coletivo. O primeiro ocorreu no Bairro do João Paulo, onde cerca de cinco elementos interceptaram o veículo, mandaram os passageiros descerem e atearam fogo.

Houve também ataques na Vila Sarney, Ilhinha e uma tentativa no Jardim América. Em todas as ocorrências, as polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros foram acionados. O 9º Distrito Policial (São Francisco) também foi alvo dos bandidos.

O cidadão que presenciar algum fato, atitude suspeita ou tiver informações sobre o envolvimento de pessoas nos ataques pode denunciar através dos telefones 190, do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), ou do Disque Denúncia (3223 5800).

Participaram da reunião na SSP, os subsecretários da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), Mário Leonardo Pereira Júnior e Hamilton Louzeiro; o subdelegado geral, Marcos Affonso Júnior; a superintendente de Polícia Civil da Capital, Katherine Chaves; os comandantes gerais Aldimar Zanoni Porto (Polícia Militar) e João Vanderley (Corpo de Bombeiros).

 

sem comentário »

Reunião com a cúpula da SSP define avanços para as categorias de policiais militares e bombeiros

Foto 1 - SSP - avançosEm mais uma reunião de trabalho da Comissão Paritária, o secretário de Estado de Segurança Pública, Aluisio Mendes, na tarde desta segunda-feira (4) discutiu com representantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, uma série de propostas que tratam de benefícios e melhorias para as duas categorias. O encontro, avaliado pelas lideranças militares como positivo, faz parte do acordo firmado entre o Governo do Estado e os militares em 2011. Durante a reunião, uma serie de avanços foram elencados. As medidas vão beneficiar a tropa e oxigenar as ações de enfrentamento à violência em todo o estado.

A partir deste encontro, passam a integrar a Comissão, um representante da Secretaria de Estado de Gestão e Previdência (Segep) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE). “Algumas demandas precisam do embasamento da Segep e do parecer técnico da PGE. Com a presença destes dois órgãos na mesa de reunião, poderemos em conjunto dar mais celeridade nas tomadas de decisões e, assim, avançar algumas especificidades que competem à Segep e a PGE. Nossas decisões serão sempre pautadas na clareza, transparência e que sejam de total interesse das instituições da PM e dos Bombeiros”, assegurou o titular da pasta da Segurança Pública.

Participaram da reunião também o secretário adjunto de Inteligência e Assuntos, Laércio Costa; os coronéis Franklin Pacheco e João Vanderley, comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, respectivamente; Rosa Maria Mourão, da Segep, além de representantes dos militares.

“Nosso intuito é único e exclusivamente ter um tropa motivada. Meu único interesse é reaparelhar as polícias. Sou um constante defensor de que cada policial militar, bombeiro e policial civil possam ter condições dignas de trabalho. Já estamos em processo de aquisição de mais viaturas e com o ingresso de mais de mil novos homens daremos um choque no crime no estado”, destacou Aluísio Mendes.

 

Foto 3 - SSP - avançosPontos

Na pauta de discussões, foi tratado também sobre as leis de Promoção de Praças e a Leis dos Coronéis. Segundo Mendes, todas as polícias da Federação têm se modernizado, em alguns estados um coronel permanece no maior posto da instituição apenas quatro anos. Em relação à Lei de Promoção de Praças, o secretário de Segurança esclareceu que há um estudo sendo feito para mensurar o impacto no orçamento do Estado. Com a nova lei, caso seja aprovada, ao cumprir o interstício o policial será automaticamente promovido. “Estaremos flexibilizando todas as instituições e dando um gás nos militares. O projeto, assim que for finalizado, será levado para a apreciação da governadora Roseana Sarney”, explicou.

Um dos representantes dos militares, o 3ª sargento da PM, Eliézio Ribeiro Sousa, de Barra do Corda, afirmou que o encontro foi proveitoso. “Estamos aqui pleiteando melhorias para as nossas categorias. Vamos ainda alinhar alguns pontos que ficaram divergentes, porém já avaliamos como proveitoso o encontro. Vamos agora disseminar a informação para os militares do restante do estado. Cada ponto aqui discutido será de suma importância para as categorias”, comentou.

Outro assunto discutido foi sobre a compra da folga dos militares e o valor pago por dia extra de trabalho. O projeto permite ao Estado comprar até oito folgas por mês. A intenção, segundo anunciou Mendes, é que a medida já implantada no início deste ano seja estendida para as cidades do interior e passe a vigorar com uma nova remuneração.

Para ele, o Governo tem total interesse em comprar a folga e reforçar o efetivo policial nas ruas. Além deste ponto, o secretário de Segurança disse ainda que o Estado estuda um reajuste no valor pago atualmente.

Já em relação ao Código de Ética dos Militares, as lideranças foram informadas que o projeto foi enviado para a Assembleia Legislativa. Ficou acertado ainda que a cada dois meses haverá uma reunião da Comissão Paritária.

Os comandantes gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros lembraram ainda que caso tenha necessidade de reuniões extraordinárias mensais os canais de negociações continuarão abertos.

sem comentário »

Pesquisa CNI-Ibope revela que 51% da população condena segurança pública

Brasília – A maioria da população brasileira condena a segurança pública: exatos 51% considera a situação da segurança pública “ruim” ou “péssima”, revela a Pesquisa CNI-Ibope Retratos da Sociedade Brasileira: Segurança Pública, divulgada nesta quarta-feira, 19.10, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). 
Constata a pesquisa que a segurança pública é o segundo pior problema enfrentado pela população brasileira, só perdendo para a saúde, mas quando combinada com as drogas, que aparecem em terceiro lugar na lista das mazelas nacionais, assume a dianteira. 
Segundo o levantamento, 36% dos brasileiros avaliaram como “regular” o serviço de segurança pública. O cenário piora quando se verifica que para 37% das pessoas o serviço piorou nos últimos três anos, permanecendo do mesmo jeito para 47% dos entrevistados.
A pesquisa CNI-Ibope – que ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios entre os dias 28 e 31 de julho – faz um diagnóstico da percepção da população sobre várias questões da segurança pública e sobre temas como pena de morte, redução da maioridade penal, qualidade das instituições, entre outros.
Soluções – A melhor solução para melhorar a segurança pública, apontada  por 58% da população, é combater o tráfico de drogas. Dos entrevistados, 37% sugeriram aumentar o policiamento nas ruas, 27% aumentar as penas pelos crimes cometidos e 24% reprimir a venda ilegal de armas. Outros 17% propuseram ampliar a presença do Estado nas comunidades carentes com políticas públicas, como de educação e saneamento, e igualmente 17% sugeriram ampliar as políticas de combate à pobreza (14%).
Uma parcela significativa da população, de 58%, considera que a polícia não  melhorou nem piorou nos últimos 12 meses. Na avaliação de 42%, para que a atuação policial melhore, é preciso haver aumento de salários, enquanto para 41% é necessário melhorar a formação profissional. Punição exemplar de maus policiais (37%) e a melhora nos equipamentos utilizados pela polícia (36%) são outras ações apontadas para uma atuação mais eficiente da polícia.
Dividida – De acordo com a pesquisa CNI-Ibope, a população está rigorosamente dividida sobre a aplicação da pena de morte no Brasil: 46% são favoráveis e 46% são contrários. A instituição da prisão perpétua, porém, tem a aprovação de 69%  dos brasileiros. O gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, que divulgou o estudo, enfatizou que tais dados demonstram haver grande vontade da sociedade no combate à violência.
As Forças Armadas e a Polícia Federal são as instituições melhor avaliadas pela população, com conceitos de “ótima” e “boa” para 63% (Forças Armadas) e 60% (PF). Em oposição, o Congresso Nacional e o Poder Judiciário são as instituições com pior conceito: nada menos do que 40% dos brasileiros consideram a atuação do Congresso “ruim” e “péssima”, índice que é de 32% no caso da Justiça.
As informações são CNI – Confederação Nacional das Indústria e Ibope.
sem comentário »