Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por Professores
Segunda-feira, 26 de outubro de 2020.

Gil Cutrim concede novo reajuste salarial para professores de Ribamar

Prefeito Gil Cutrim

Prefeito Gil Cutrim

O prefeito Gil Cutrim (PDT) concedeu novo reajuste salarial, de 13,01%, para os professores da rede municipal de ensino de São José de Ribamar.

O benefício, equivalente ao reajuste da categoria ano passado e correspondente ao período de maio de 2015 a fevereiro deste ano, foi implementado nesta semana (dias 21 e 22).

É importante destacar que o Executivo Municipal já encaminhou para Câmara de Vereadores projeto de lei que prevê o reajuste da categoria para este ano, cujo percentual, de 11,36%, é o mesmo da lei que estabelece o piso nacional.

Em menos de seis anos, esta foi a quinta vez que o prefeito concedeu reajuste salarial para os profissionais do magistério de São José de Ribamar – em 2011, o reajuste foi de 15%; em 2012 de 22%; em 2013 de 8%; e em 2014 de 8% — o que demonstra o seu total compromisso com a categoria.

Atrelado a isso, a administração municipal implantou progressões para os docentes, benefício previsto na Lei 900/2010 que Institui o Plano de Carreiras, Cargos, Salários e de Valorização dos Profissionais da Educação Básica, no âmbito do Poder Executivo do município de São José de Ribamar.

Em dezembro, Gil Cutrim, com base na Lei nº 922/11, que instituiu o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração do Funcionalismo, implantou reposicionamento para 581 funcionários de níveis superior, médio e fundamental.

A ação garantiu aumento salarial para os servidores, situação que ratificou o respeito que a administração municipal tem pelo corpo funcional que, diariamente, trabalha em favor da população ribamarense.

 

“Os servidores, nas suas mais diversas áreas, prestam relevantes serviços ao município e contribuem com o trabalho da administração. Continuaremos adotando medidas de valorização do funcionalismo público de São José de Ribamar”, afirmou Cutrim.

 

sem comentário »

Ano letivo será retomado nesta segunda-feira no município de Ribamar

7637Estudantes da rede municipal de ensino de São José de Ribamar retornam as salas de aula nesta segunda-feira (14) para cumprir um calendário escolar que sofreu algumas modificações de datas ocasionadas por uma paralisação de parte dos professores que durou 34 dias no primeiro semestre deste ano.

 

De acordo com o novo calendário escolar – aprovado, inclusive, pelo núcleo do Sinproesemma no município – as aulas terão prosseguimento até o dia 10 de fevereiro do próximo ano, respeitando situações de feriado, como é o caso das comemorações de fim de ano (Natal e Ano Novo), por exemplo.

 

Já o ano letivo de 2015 terá início no dia 16 de fevereiro. “O novo calendário visa, tão somente, fazer com que o conteúdo do ano letivo seja rigorosamente cumprido não prejudicando, desta forma, os alunos da rede municipal de ensino”, explicou o secretário municipal de Educação de São José de Ribamar, Aurino da Rocha.

 

Ele explicou que, felizmente, a administração municipal, categoria e entidade de classe chegaram a um acordo, colocando fim ao movimento grevista desde o fim do mês passado.

 

“Tudo que acordamos com o Sindicato e os docentes será cumprido. Agora é hora de unirmos forças e trabalhar muito para cumprirmos rigorosamente o ano letivo e não prejudicar nossos estudantes”, afirmou.

Vale ressaltar que no mês de maio o Tribunal de Justiça do Maranhão determinou a suspensão imediata do movimento grevista promovido pelo Sinproesemma na rede municipal de ensino de São José de Ribamar.

Em sua sentença, o desembargador Paulo Velten reconheceu que, apesar de ser um mecanismo constitucional assegurado aos trabalhadores, a greve não é prima ratio na solução de conflitos entre patrões e empregados, não podendo, em hipótese alguma, ser utilizada como instrumento de intimidação para efeito de atendimento de reivindicações e, tão pouco, prejudicar o ano letivo dos estudantes da rede municipal de ensino.

Também é importante salientar que nos últimos anos o setor educacional da cidade avançou muito, assim como as ações de valorização dos profissionais do magistério.

São José de Ribamar, por exemplo, é uma das cidades brasileiras que melhor paga os profissionais do magistério. Nos últimos três anos (2011/12/13), os professores receberam três reajustes salariais (15%, 22% e 8%), sendo que o profissional, dependendo da sua situação, pode chegar a ganhar até R$ 6.289,50.

O município de São José de Ribamar paga R$ 25,57 hora/aula para os professores da rede municipal de ensino, enquanto que o município de São Luís e a Carreira Federal (professores do IFMA), por exemplo, pagam R$ 17 e R$ 23, respectivamente.

 

sem comentário »

Professores da Seduc participam de programa de intercâmbio nos Estados Unidos

Foto 2 - DOMINGO - professores nos Estados UnidosVinte professores da rede pública estadual de educação do Maranhão, selecionados para o Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos (PDPI), viajaram neste sábado (22), com destino aos centros universitários norte-americanos em que realizarão atividades de intercâmbio.

O grupo partiu de Recife, onde se encontrava desde a última quarta-feira (19), para realizar os últimos ajustes documentais em relação ao visto norte-americano e recebeu treinamento a respeito de costumes, hábitos, bem como sobre a rotina durante o curso.

O PDPI, idealizado pela Comissão para Intercâmbio entre os Estados Unidos e o Brasil (Fulbrigh), é organizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa (Capes), em parceria com a Embaixada dos EUA no Brasil e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed).

O programa visa capacitar docentes de Língua Inglesa da educação básica em efetivo exercício na rede pública de ensino. Além disso, o curso, que oferece 540 vagas em nível nacional, terá duração de seis semanas, e possibilitará a inserção desses docentes em renomadas instituições americanas de ensino superior.

Para a supervisora de Currículos da Seduc, Rainilde Gomes Campos, essa é uma oportunidade ímpar para os professores. “Os selecionados poderão melhorar consideravelmente a qualidade de suas aulas e o aprendizado dos alunos, por terem uma vivência empírica com a língua e a cultura norte-americanas”, disse.

Durante o processo seletivo, que aconteceu entre fevereiro e março deste ano, os docentes realizaram o TOEFL ITP (teste de proficiência em Língua Inglesa) e tiveram que atender a alguns requisitos básicos, como ser professor concursado e estar em pleno exercício da docência no período de seleção.

O resultado, divulgado no fim do mês de maio, emocionou os professores, que se empenharam e se preparam da melhor forma. “É uma grande alegria poder viajar para uma jornada de aprendizado em outro país. Como docente de língua estrangeira, sempre almejei ter contato direto com a cultura de um país que tenha o inglês como língua nativa”, ressaltou Viviane Coimbra, professora do CE Manuel Beckman.

No momento da viagem, os professores se mostraram ansiosos e confiantes para iniciar sua jornada de atividades acadêmicas e culturais em solo norte-americano, que acontecerá até o dia 4 de agosto.

Todos os professores selecionados serão beneficiados com emissão de visto pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, sem ônus, passagem aérea internacional (ida e volta), traslado entre aeroporto e universidade, uma bolsa no valor de U$ 500, seguro saúde, alojamento em campus universitário e alimentação, além das taxas escolares e materiais didáticos que serão utilizados durante o curso.

Segundo a superintendente de educação básica da Seduc, Lucinete Vilanova, além desses benefícios, já previstos no edital de seleção da Capes, os professores contaram com todo auxílio logístico da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). O secretário Pedro Fernandes determinou que todo o apoio fosse dado a estes professores e assim foi feito. A Secretaria prestou todo suporte necessário”, destacou.

Após o regresso a suas escolas, cada professor deverá apresentar um projeto à Capes, em que insira nas práticas de sala de aula as vivências e metodologias aprendidas durante o programa.

A professora Tatiana Castello Branco, que ministra aulas de língua inglesa aos alunos do CE Benedito Leite (Escola Modelo), ressalta a importância dessa contrapartida. “Vamos trazer à prática do aluno as experiências apreendidas, dinamizando e tornando mais interessante os conteúdos”, garantiu.

 

Confira a Lista de selecionados do programa para o estado do Maranhão

Aline Ellen Aguiar de Holanda – São Luís.

Edysamia Domingas da Silva Lopes – São Luís.

Elberth Santos Araújo – São Luís.

Elis Cristina Loiola Oliveira – Timon.

Elisnane Souza Maciel – Imperatriz.

Eric Willian do Nascimento Carvalho – São Luís.

Flávio Gomes – Vitorino Freire.

Francisco das Chagas Sousa Andrade – Vargem Grande.

Francisco Gabriel Dias da Costa – Imperatriz.

Kionara de Maria Botão Ribeiro e Silva – São Luís.

Maria Zélia Ferreira Lopes – Bacabal.

Mary Micheline Nunes Bandeira – Imperatriz.

Patrícia Rosa Santana Guzman – São Luís.

Rodney Rodrigues Sousa – Santo Amaro.

Rosilda Loiola de Sousa – Paraibano.

Sarah Roberta de Castro Viana – Codó

Tatiana Rodrigues da Costa Castello Branco – São Luís.

Themístocles Vieira – Imperatriz.

Tiago da Costa Barros Macedo – Balsas.

Viviane Lima Coimbra – São Luís.

 

sem comentário »

Educadores ribamarenses recebem reajuste salarial





  



Prefeito Gil Cutrim anuncia reajuste aos professores



A administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB) implantou reajuste salarial para os professores e diretores da rede municipal de ensino de São José de Ribamar.
O projeto de lei, de autoria do Executivo Municipal, concedendo reajuste para os educadores ribamarenses foi assinado pelo prefeito no dia 16 de setembro e aprovado, unanimemente, pela Câmara de Vereadores uma semana depois, o que proporcionou, após a sanção da lei, que o benefício fosse incorporado aos salários dos professores e diretores já no mês passado.
Além da concessão do reajuste salarial para os 795 professores e 91 diretores ribamarenses, a nova lei reajustou o valor do 14º salário pago anualmente pela Prefeitura aos profissionais do magistério.
A concessão do reajuste salarial para professores e diretores da rede municipal de ensino de São José de Ribamar é fruto do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos profissionais do magistério do município, implantado no início do ano pelo prefeito Gil Cutrim.
Além do reajuste salarial, o novo PCCS beneficiará estes profissionais, inclusive os 156 novos professores aprovados em recente concurso público e que tomarão posse em janeiro do ano que vem, com novo aumento salarial, proveniente de promoções que estão previstas no referido Plano.
Com o reajuste salarial concedido, o menor salário do magistério ficou em R$ 1.035,00, podendo ultrapassar o valor de R$ 5.500,00 nas situações de professor em tempo integral e incentivo de doutorado, por exemplo.
Divididos em classes, os professores (com carga horária de 20 horas semanais de trabalho, é importante destacar) ficaram com os seguintes novos salários: Classe I de R$ 900,00 para R$ 1.035; Classe II de R$ 1.100,00 para R$ 1.265,00; Classe III de R$ 1.350,00 para R$ 1.552,00; Já o salário do professor de Escola Tempo Integral, poderá chegar a até R$ 5.533,71.
A remuneração da categoria diretor ficou da seguinte forma: diretor geral em Escola de Tempo Integral de R$ 3.500,00 para R$ 4.000,00; vice-diretor de Escola de Tempo Integral de R$ 2.500,00 para R$ 2.800,00; coordenador de Área de R$ 2.000,00 para R$ 2.300,00; diretor de Escola I de R$ 2.500,00 para R$ 2.800,00; diretor de Escola II de R$ 2.000,00 para R$ 2.300,00; diretor de Escola III de R$ 1.800,00 para R$ 2.100,00; diretor de Escola IV de R$ 1.500,00 para R$ 1.800,00; diretor de Pré-Escola de R$ 1.350,00 para R$ 1.600,00.
O reajuste salarial também elevou de R$ 1.000,00 para até R$ 1.500,00 o valor do 14º salário pago pela Prefeitura desde 2005.
Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Losé de Ribamar.
sem comentário »