Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por Pintos e Duartes
Quinta-feira, 26 de maio de 2022.

Escritora maranhense lança livro de genealogia de duas famílias da Baixada Maranhense em São Luís

Será lançado hoje às 19 horas no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL), antigo Cegel no Canto da Fabril, o livro que conta a saga de duas famílias importantes da Baixada Maranhense. Os Pintos e os Duartes, que viveram e tiveram origem em São João Batista, e seus descendentes estão espalhados por este Maranhão e além fronteira. A jornalista Lourdes Acosta, autora do livro, trabalhou por vários anos em pesquisas para retratar toda história desta primeira edição. O lançamento acontecerá às 19 horas desta sexta feira.

Duas grandes famílias e os amantes da literatura maranhense irão ganhar uma obra épica que viajou aos antepassados, final do século XIX e começo do século XX, para buscar e resgatar as origens, a ascendência e a descendência de mais de três mil pessoas oriundas da Baixada Maranhense, com suas histórias de vida reais, contos e tradições.

 

Trata-se do livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”, que será lançado no próximo dia 10, às 18h, no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL).

 

 

A narrativa da autora maranhense, jornalista Lourdes Acosta, radicada em Macaé/Rio de Janeiro, há mais de 20 anos, é entremeada de dados resultantes da metodologia de pesquisas “in loco” e online, através dos depoimentos e entrevistas que vêm sendo coletadas desde 2017, após o primeiro encontro entre os Duartes e os Pintos. O conteúdo descrito está repleto de aspectos socioeconômicos, geográficos e históricos da Região nos séculos XIX e XX, principalmente, do município de São João Batista.

 

A autora utiliza uma linguagem jornalística, com referências bibliográficas e fontes que servirão como documento de identificação e pesquisa familiar. Em seu formato, a mostra literária revela ainda, as características das localidades e da paisagem em que as primeiras famílias fincaram os pés.

 

 

O patriarcado – O livro começa a partir da chegada de um português na Baixada Maranhense, que se encantou por sua escrava desposando-a e dando início a extensas proles dos Duartes.

 

O registro de entrada do patriarca Duarte no Brasil, foi encontrado no acervo digital do Museu da Imigração do Estado de São Paulo. A história dos Pintos é oriunda de um caboclo nativo, também descendente de raízes portuguesas, que ramificou sua espécie em meios aos engenhos de cana da época, estendendo-a nas terras que arrendava e que ainda hoje, em pleno século XX, perpetuam na Região.

 

 

De acordo com a professora e crítica literária, Niedja Duarte do Nascimento Moraes, esse projeto que foi alinhavado em 2017, quando parte das famílias que residem em São Luís se reuniram para tentar resgatar não somente a ascendência, mas, um pouco da história de seus ancestrais.

 

“Todos ganham com a pesquisa – as famílias que configuram como pano de fundo para o desenvolvimento da obra e os leitores que valorizam a literatura maranhense”, frisou. Já o jornalista, diretor teatral, cineasta e produtor cultural, Jean Bottentuit Duarte, sustenta que “a coletânea de informações formatada no livro é de uma leitura imprescindível, além de prazerosa, pois vem contribuir para o enriquecimento intelectual e cultural de cada leitor, desenvolvendo seu senso crítico e despertando-o para novas experiências”.

 

 

O tenente aposentado da Marinha, Waldenir Duarte Reis, um dos maiores incentivadores do registro literário diz que a obra vem de encontro às indagações familiares e que foi preciso um esforço conjunto.

 

“Nossas famílias sentiram a necessidade de buscar suas origens, então, solicitamos à nossa prima, que além de jornalista e pesquisadora, possui uma veia literária já tendo lançado seu primeiro livro. Somado a isso, a contribuição financeira de muitos nos permitiu editar e imprimir, e agora após uma parada de quase dois anos, em virtude do auge da pandemia de Covid 19, que não nos permitiu aglomerar é que sai o nosso livro tão sonhado”, revelou.

 

 

– Para nós que fazemos parte das famílias Pinto, está sendo um momento ímpar. É maravilhoso e gratificante saber que teremos registrado as nossas origens, pois a família é uma construção de amor, gratidão e união.

 

Foi muito bom estarmos juntos durante todo esse período de construção do nosso livro e devemos isso à nossa prima escritora que se dedicou com muita maestria para construir e finalizar a obra. Espero que todos nós possamos nos encontrar e confraternizar no momento do lançamento.

 

Todas as famílias têm diferenças, mas a essência é pura e verdadeira –, ressaltou a pedagoga Lucília Pinto Dias.

 

Primeira edição – O livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”, tem o selo da Garcia Editorial Ltda, de Juiz de Fora/MG, que editou e imprimiu, sob o comando de Ismael Garcia, que possui quase 10 anos de sucesso no mercado editorial. A Garcia já se consolidou como uma das editoras que mais favorece a publicação de livros de novos escritores.

 

Serviço:

Lançamento do livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”.

Autora: Lourdes Acosta / Data do evento: 10/12/2021.

Local: Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL)

Endereço: Rua Grande, 954. Diamante. São Luís – MA.

_____________________

Jornalista Lourdes Acosta

Foto: L.A.

Macaé/RJ, 02/12/2021.

sem comentário »