Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por Nota de Esclarecimento.
Quinta-feira, 29 de outubro de 2020.

Ministério dos Transportes publica Nota de Esclarecimento

Depois da repercussão causada pela revolta causa pela suspensão da licitação para a duplicação da BR-135, e as diversas públicações e entrevistas de políticos e da própria população contra este adiamento, o Ministério dos Transportes enviou Nota de Esclarecimento, colocando os motivos pelos quais se deu a suspensão da referida licitação.

A repercussão foi muito grande e a mobilização feita pela Imprensa e Mídia da capital maranhense, alcançou Brasilia e mostrou a insatisfação dos maranhenses com a suspensão da licitação para a duplicação da BR-135. A primeira voz a se levantar contra esta ação, foi a do deputado estadual Eduardo Braide, que tratou do assunto na segunda-feira e na terça, e recebeu apoio da Assembléia Legislativa, e, principalmente da população, pois esta é uma obra de alta prioridade, para o desenvolvimento do Maranhão. O deputado federal, Pedro Fernandes, hoje Secretário de Cidades, também é peça importante neste contexto e fez várias críticas ao acontecimento.

Ainda ontem, o deputado Jota Pinto, esteve na Câmara Municipal, onde conclamou os vereadores e se unirem aos demais segmentos da sociedade, para protestar contra a suspensão da obra. Através da Assessoria de Imprensa, o Ministério dos Transportes respondeu ontem, terça feira, com uma Nota de Esclarecimento, em que coloca que a duplicação da BR, será efetiva e faz parte das obras do PAC. Eis a nota do Ministério dos Transportes:

Esclarecimento
Duplicação da BR-135, no Maranhão
Em função das notícias veiculadas pela imprensa do Maranhão, a respeito da suspensão da licitação para duplicação da BR-135, no trecho entre Estiva e Bacabeira, o Ministério dos Transportes esclarece que o edital para contratação das obras, relançado em maio deste ano, foi revogado em 28 de setembro de 2011, por razões de natureza técnica, constatadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). As deficiências no projeto poderiam comprometer a execução e provocar, até mesmo, a paralisação do empreendimento.

Com o objetivo de esclarecer e superar tais deficiências, o DNIT já acionou a projetista responsável para que sejam promovidos, no menor prazo possível, os ajustes que contemplem todas as intervenções necessárias para a imediata licitação da obra.

Trata-se de uma obra de engenharia com vários desafios técnicos, devido às condições geológicas do terreno e da maciça ocupação da faixa de domínio do traçado da rodovia por diversos tipos de interferência, tais como: adutoras, instalações elétricas, cabeamento óptico, além da existência de 18 km de uma ferrovia instalada ao longo do acostamento da BR.

A duplicação de 26 km na BR-135/MA, nesse trecho, é uma obra do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), priorizada por sua importância para o Estado do Maranhão. A ampliação de capacidade da rodovia garantirá melhores condições para o escoamento de produtos da petroquímica Premium, da Petrobras, já em fase de implantação.

Assessoria de Comunicação
Ministério dos Transportes
Fones: (61) 2029-7038/7039
sem comentário »