Terça-feira, 21 de janeiro de 2020.

Edivaldo inicia obra de drenagem profunda e pavimentação na região da Divinéia

 

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) começou a semana cumprindo mais um compromisso assumido com a população. Foram iniciadas as obras de drenagem profunda e pavimentação na região da Divinéia.

 

O sistema de drenagem que será implantado na região da Divinéia terá cerca de 11,5 km de extensão de rede. A obra compreende a implantação de tubulação, galerias e a retificação de um trecho do canal do Planalto Turu.

 

Esta é mais obra de infraestrutura realizada na gestão do pedetista que vai solucionar problemas estruturais na cidade. O bairro Divinéia sofre com os alagamentos durante o período chuvoso devido à falta de rede de escoamento da água das chuvas.

 

O trabalho vai garantir o desenvolvimento urbano, social e econômico da região, valorizando o local e proporcionando mais bem-estar para a população, que aguarda por esta obra há pelo menos 20 anos.

sem comentário »

Cajari pode ficar isolado se MA-317 não for recuperada

Trecho da MA-317 cheio de buracos

Vem ano vai ano e a história é a mesma de sempre em relação a MA-317 que proporciona acesso ao município de Cajari na Baixada Maranhense, cerca de 214 kms da capital São Luís.

 

Falta pouco pra estrada cortar

Sim, a mesma história. Ou seja; este ano a estrada vai cortar as chuvas já começaram e não demora muito pra ficar intrafegável estes 14 quilômetros de rodovia de responsabilidade do Governo do Estado.
Há exatos cinco anos em 2014 a ex-governadora Roseana Sarney entregou esta estrada completamente pavimentada, sinalizada depois de muitos anos de pedidos do povo cajariense.

De lá pra cá não houve mais manutenção por parte do Governo do Estado, e, no passado as águas cobriram a pista da MA-317, que com o intenso movimento de carros pesados, máquinas agrícolas, arrozeiros entre outros hoje pede socorro às autoridades.

A Prefeitura de Cajari através da Dra. Camila Jansen fez alguns reparos na estrada, mas é preciso uma grande recuperação, ou a população de Cajari voltará a sofrer com este problema de ficar isolada.
Faz-se necessário que os deputados votados em Cajari destinem emendas para a recuperação total da MA-317.

sem comentário »

Prefeitura de São Luís realiza grande ação de limpeza na área da Cidade Operária neste sábado (11)

Na ação, uma inciativa da gestão do prefeito Edivaldo, faz alerta sobre o descarte inadequado dos resíduos volumosos, estimula uso dos Ecopontos e recolhe lixo nas rua do bairro Recanto dos Signos; no domingo (12) acontece ação de conscientização ambiental na Feirinha são Luís

Prefeitura de São Luís realiza grande ação de limpeza na área da Cidade Operária neste sábado (11)
Durante o período de chuvas, os cuidados com o descarte correto dos resíduos domésticos devem ser redobrados. Os acúmulos do lixo atrelado com a quantidade de água parada podem causar graves problemas à saúde com o risco da proliferação de mosquitos causadores de doença como a dengue. Diante disso, a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, faz um alerta sobre a necessidade do descarte correto do lixo e realiza, neste sábado (11) o primeiro bota-fora do ano de 2020, no bairro Cidade Operária e no domingo (12) faz ações de conscientização ambiental na Feirinha São Luís, Centro Histórico. A ação é parte da política de gestão de resíduos sólidos posta em prática pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Neste sábado (11), as equipes da Prefeitura estarão no bairro Recanto dos Signos, região da Cidade Operária, a partir das 8h30, onde serão recolhidos os resíduos volumosos e inservíveis pelas ruas do bairro. Durante as ações do bota-fora, a população deve deixar em sua porta os resíduos que não são recolhidos pelo caminhão da coleta domiciliar como eletrodomésticos que não funcionam, pneus, móveis fora de uso, entulho de obras, resto de poda e capina e sucata, entre outros. Para tanto, a Prefeitura trabalhou de forma antecipada com a comunidade com a finalidade de explicar o funcionamento da ação.

Além do recolhimento do lixo, a ação terá a participação do personagem Cidadão Limpeza com atividades educativas e tirando dúvidas dos moradores da região. As ações de conscientização continuam no domingo (12) na Feirinha São Luís, a partir das 9h, com bate papo de educação ambiental com o Cidadão Limpeza.

A campanha bota-fora tem como objetivo coletar resíduos volumosos e inservíveis que muitas vezes são descartados de forma irregular, além de evitar situações que incluem o entupimento de bueiros e, consequentemente, alagamentos na cidade durante o período chuvoso. A iniciativa visa ainda incentivar na população a utilização dos 17 Ecopontos espalhados pela cidade.

As atividades do bota-fora são permanentes e contemplam os bairros de São Luís, em 2019 atingiu quase 400 toneladas de resíduos em diversos bairros contemplados. Para solicitar o serviço, as comunidades podem encaminhar ofício ao Comitê Gestor de Limpeza Urbana, localizado na Prefeitura de São Luís. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone 0800 098 1636.

sem comentário »

Edivaldo acompanha início da pavimentação de ruas no Tirirical

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) iniciou mais uma frente de obras nesta quarta-feira (8): a terraplenagem e pavimentação de vias no Tirirical.

Nesta primeira etapa, serão contempladas a Rua das Caravelas, importante “válvula de escape” entre a Avenida dos Franceses e a BR-135, e a Travessa Ruachuelo.

O início de mais esta obra faz parte da determinação de Edivaldo em manter o ritmo de trabalho do programa São Luís em Obras acelerado. À imprensa, o pedetista disse que à medida que as chuvas forem dando uma trégua o cronograma de obras vai avançando em toda a cidade.

Com mais esta obra Edivaldo Holanda Junior garante a mobilidade urbana e a segurança viária de todos que trafegam pela região, além da valorização dos logradouros e a qualidade de vida dos moradores que há cerca de 50 anos esperavam por esta obra.

Ainda este mês novas frentes de serviços serão lançadas por Edivaldo, que consolida sua gestão como a que mais executou obras que garantiram o desenvolvimento urbano de São Luís nas últimas décadas.

sem comentário »

Edivaldo começa 2020 com saldo positivo de trabalho

Na primeira segunda-feira de 2020, o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) retomou sua agenda de vistoria às obras que está executando em São Luís. Hoje, ele esteve acompanhando os trabalhos na Praça da Bíblia, Centro. O espaço está sendo totalmente requalificado. As obras estão em estágio avançado e já é possível perceber a transformação do espaço. A Praça da Bíblia será uma das primeiras obras a serem entregues nos primeiros meses deste ano.

O pedetista começa o último ano de sua gestão com saldo positivo. Em 2019, foram cerca de 200 quilômetros de nova pavimentação em diversos bairros, somando-se as obras já concluídas e as que ainda estão em andamento. Também estão sendo reformadas praças no Rio Anil e as praças da Misericórdia e Saudade, na região central da cidade. A reforma do estádio Nhozinho Santos, do Parque do Bom Menino, de mais de 20 unidades de saúde, dos mercados da Cohab, do Coroadinho e das Tulhas, a drenagem e pavimentação da região da Santa Bárbara entre tantas outras fazem parte do pacote lançado por Edivaldo por meio do programa São Luís em Obras.

Todas estas obras somadas às que ainda serão iniciadas este ano como a macrodregagem, na Divineia, a reconstrução do mercado do São Francisco, a requalificação da Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Fonte do Bispo e a implantação da Praça das Mercês entre muitas outras que já foram entregues desde que ele assumiu o comando da Prefeitura em 2013 devem garantir que Edivaldo entregue o cargo com bons índices de aprovação e popularidade e como um dos prefeitos que mais investiu no desenvolvimento urbano de São Luís.

sem comentário »

De volta com o Linha Livre

Depois  de muito sacrifício o meu blog está de volta. Foram vários dias de estresse até que meu colega Robert do Setor de Desenvolvimento da Mirante conseguisse colocar a estrovenga outra vez no AR.

Agora é procurar os melhores assuntos pra poder bem informar os leitores ,com reportagens, matérias de interesse da população. Então, a partir desta quinta-feira aguardem as reportagens.

 

 

sem comentário »

Record esconde notícia da canonização da irmã Dulce, primeira santa brasileira

247  – Assunto de destaque no final de semana em todos os sites, nos jornais e na grande maioria dos canais de TV, a notícia da canonização de Irmã Dulce, a primeira santa nascida no Brasil, passou batida pela Record. A análise é de Maurício Stycer no UOL.

No sábado (12), véspera da cerimônia no Vaticano, o assunto teve grande destaque nos telejornais noturnos das maiores emissoras. O “Jornal Nacional” (Globo) exibiu duas reportagens num total de 6 minutos e 20 segundos. O “SBT Brasil” igualmente apresentou duas matérias ao longo de 6 minutos. O “Jornal da Band” foi outro a mostrar duas matérias sobre o assunto num total de 5 minutos e 22 segundos. Os três telejornais produziram parte do material com repórteres em Roma. A EBC também contou com equipe na Itália para produzir material jornalístico para a TV Brasil – o vice-presidente, Hamilton Mourão, representou o governo na cerimônia. O “RedeTV News” não teve cobertura no local, mas mesmo assim não poupou esforços e apresentou uma grande reportagem de 5 minutos e 40 segundos sobre a canonização.

Já no “Jornal da Record” não houve nenhuma menção a Irmã Dulce. Já o Vaticano foi citado, de forma crítica, por realizar o Sínodo da Amazônia, numa reportagem do telejornal sobre a Conferência de Ação Política Conservadora realizada em São Paulo. No “Domingo Espetacular”, com três horas e meia de duração, a cerimônia religiosa realizada pela manhã no Vaticano não mereceu, igualmente, qualquer menção. Para os dois principais jornalísticos da Record no final da semana, a notícia não existiu.

sem comentário »

Reforma tributária: em entrevista à Rádio CBN, Hildo Rocha garante que não haverá aumento de preços de bens e serviços

O deputado Hildo Rocha, foi entrevistado nesta segunda-feira (14) pelos jornalistas Milton Young e Cássia Godoy durante a primeira hora do jornal da Rádio CBN de São Paulo. O tema tratado foi a proposta de reforma tributária apresentada pelo deputado federal Baleia Rossi, de São Paulo. Rocha foi eleito presidente da Comissão Especial, na última quarta-feira.

Durante a entrevista Hildo Rocha garantiu que o Projeto de Emenda à Constituição não causará aumento de preços de bens e serviços de qualquer natureza. Rocha explicou que o objetivo principal é simplificar a legislação e, consequentemente, facilitar o recolhimento de impostos, diminuindo assim o custo do pagamento de tributos por parte das empresas.

“A reforma pretende, fundamentalmente, simplificar os impostos sobre o consumo. Não estamos trabalhando para aumentar a carga tributária, estamos trabalhando para simplificar e diminuir o preço final dos produtos e serviços. Não haverá qualquer aumento no preço de serviços ou de bens para o consumidor final, pelo contrário, com esse novo sistema tributário, criam-se condições para que as empresas diminuam seus preços”, enfatizou o parlamentar.

Imposto único sobre o consumo

Rocha explicou que o ICMS, o IPI , o PIS, a Confins e o ISS serão convertidos em apenas um imposto que será denominado de Imposto sobre Operações de Bens e Serviços, o IBS.

Pacto federativo respeitado

A repórter e apresentadora da rádio CBN, Cássia Godoy, questionou se os estados e municípios continuarão tendo a liberdade, a independência para determinar as alíquotas que serão cobradas dos tributos de competência dessas instâncias governamentais.

“Sim. Os municípios e os Estados poderão modificar as suas alíquotas. Teremos alíquotas de referência nacional, mas os entes da federação poderão, por meio do seu parlamento, modificar as alíquotas”, explicou.

Propostas em tramitação

O repórter e apresentador Milton Young comentou que além da proposta do Baleia Rossi, que está em discussão na Comissão Especial da Câmara, existe outra sendo debatida no Senado Federal e o Executivo Federal ainda promete enviar para o Congresso uma terceira proposta de Reforma Tributária. O fato de termos mais de uma proposta, ajuda ou atrapalha essa discussão?

“A proposta do Baleia Rossi, é muito semelhante à proposta que está no Senado. A proposta de Baleia Rossi que é baseada no estudo do economista Bernardo Appy é muito semelhante à que foi produzida pelo meu amigo Luiz Carlos Hauly. Quando o Governo encaminhar a sua proposta, ela entra pela Câmara, pois toda proposta do Poder Executivo Federal tem que iniciar a sua tramitação pela Câmara Federal. Com certeza, ela será apensada a essa proposta do Baleia Rossi, e nós vamos discuti-la também na Comissão”, explicou o deputado.

Foco na diminuição da regressividade

Rocha enfatizou que a Comissão pretende se concentrar na proposta do deputado Baleia Rossi, pois ela modifica os tributos brasileiros mais regressivos, os mais injustos, os mais complexos de todos, que são os impostos sobre o consumo. A proposta do Baleia elimina cinco tributos e em seu lugar fica apenas um.

“Assim, vamos diminuir a regressividade. O povo brasileiro sente muito, paga muito sobre o consumo. Mais de cinquenta por cento do que se paga de impostos no Brasil é referente ao consumo. Para os mais pobres equivale praticamente a cem por cento do que ele paga de impostos. Variando entre vinte a quarenta por cento do total do rendimento dos mais pobres. Então, nós temos que fazer as mudanças, imediatamente, nesses impostos, que são os mais perversos de todos, são os mais regressivos”, destacou o parlamentar.

Grande viabilidade de aprovação da proposta do baleia

O repórter Milton Young quis saber por que é tão difícil mexer na  Legislação Tributária e o que a proposta do Baleia tem de tão diferente que deve ser algo mais fácil de se transformar em realidade.

“Nós estamos focando apenas nos tributos sobre uma das bases tributáveis. No Brasil nós temos, atualmente, três bases tributáveis: consumo, patrimônio e a renda. Nós vamos tratar apenas dos impostos incidentes sobre o consumo. A proposta apresenta fases de transição para os contribuintes e para os entes federativos. Isso irá contribuir para aprovação da PEC 45/2019, a PEC do Baleia”, afirmou Hildo Rocha.

sem comentário »

Alunos da Casa Familiar Rural, da Prefeitura de São Luís, comemoram festas juninas com animado arraial

A Casa Familiar Rural faz parte da rede municipal de ensino e desenvolve a pedagogia da alternância pela qual os alunos passam uma semana na escola e outras em atividades domiciliares, sob supervisão dos professores

Alunos da Casa Familiar Rural, da Prefeitura de São Luís comemoram festas juninas com animado arraialO clima de alegria das festas juninas tomou conta das escolas da rede municipal de São Luís que se transformaram em verdadeiros arraiais. A festança, além de promover um ambiente de diversão, também é uma forma de incentivar a valorização da cultura popular e das tradições maranhenses. As ações integram a política educacional da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Para o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, a inclusão das festas juninas no calendário escolar são importantes para o fortalecimento da identidade cultural dos alunos e contribuem para maior aproximação entre a escola e a família. “É nesse momento que muitos alunos podem ter contato com as manifestações culturais maranhenses conhecendo o bumba meu boi, o tambor de crioula, a quadrilha, o cacuriá. Eles também realizam pesquisas, fazem atividades sobre esse tema em sala de aula e participam de arraiais em conjunto com toda a comunidade escolar, incluindo os pais”, pontuou o secretário.

Na Casa Familiar Rural, localizada no bairro Quebra Pote, zona rural de São Luís, a festa junina encerrou o 1º semestre do ano letivo. Todos os alunos se envolveram na organização do arraial, cuidando da decoração e da programação. No cardápio teve bolo, canjica, mingau de milho, pipoca e entre as brincadeiras, corrida de saco, dança das cadeiras, corrida de limão e quadrilha.

De acordo com a gestora da Casa Familiar Rural, Samara Tanabe Viegas, a realização do arraial já é uma tradição da escola e os alunos fazem questão de participar de todas as etapas. “Além de ser um momento da nossa cultura, no qual aproveitamos para fortalecer o aprendizado sobre a arte e a cultura maranhense com ênfase no bumba meu boi, é também uma oportunidade de reforçar a importância de compartilhar esses momentos”, explicou.

O aluno Micael Costa, do 8º ano, se destacou como produtor da festa junina e fez toda a coreografia da quadrilha. Ao final das apresentações foi homenageado pelos colegas e professores e ficou emocionado. “Foi ótimo. Estou muito feliz pelo resultado e por ter tido o apoio dos meus amigos”.

A quadrilha teve a participação de 24 alunos, entre eles Jadson e Graziele Nunes, do 8º ano. Em seu primeiro ano na escola, Graziele achou o São João bem mais divertido. “Aqui é uma ótima escola. A festa foi muito melhor do que todas as que eu já tinha participado”. Para Jadson foi um momento de união para realização da festa. “Nós juntamos as turmas e organizamos tudo. Para mim foi ótimo porque eu amo o São João”.

A Casa Familiar Rural é vinculada à Superintendência da Área de Educação de Jovens e Adultos da Semed e desenvolve a pedagogia da alternância pela qual os alunos passam uma semana na escola e outras em atividades domiciliares, sob supervisão dos professores que realizam visitas técnicas nas casas dos alunos.

Além do currículo comum, têm aulas também de zootecnia, agricultura, horticultura e piscicultura. Os alunos têm faixa etária acima de 14 anos e possuem aulas teóricas e práticas em uma área de muito verde e livre acesso à natureza.

sem comentário »

Com emenda da bancada federal, sugerida por Hildo Rocha, Dnit inicia recuperação da estrada entre Matões do Norte e Alto Alegre

O deputado Hildo Rocha, parlamentar federal que utiliza o mandato para defender a duplicação da BR-135, a recuperação de trechos dessa e de outras rodovias de responsabilidade do governo federal no Maranhão, usou a tribuna da Câmara Federal, desta vez, para elogiar o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) pelo início das obras de recuperação da BR-135, no trecho de Matões do Norte até Alto Alegre.

“Quero agradecer e parabenizar o diretor-geral do Dnit, General Santos Filho, por ter sido iniciada a obra de recuperação da BR 135, no trecho de Matões do Norte a Alto Alegre. O órgão havia prometido que imediatamente após o fim do período chuvoso as obras seriam iniciadas. A promessa foi cumprida. As chuvas já diminuiriam, no Maranhão, e os recursos orçamentários estão assegurados, faltando fazer apenas pequenos ajustes”, destacou Hildo Rocha.

Asfalto, base e sub-base novos

De acordo com o parlamentar, será implantado novo asfalto, base e sub-base. “Há uma emenda de bancada, que foi sugerida por mim, com a finalidade de garantir os recursos para pagar esse empreendimento do governo federal no Maranhão”, afirmou o deputado.

Críticas, cobranças e cortesia

O deputado disse que inúmeras vezes utilizou a tribuna da Câmara reclamando da demora do início dos serviços e lamentando as dificuldades que os usuários da estrada estavam passando em função da precariedade da BR-135, especialmente no trecho entre Matões do Norte até Peritoró.

“Demorou, mas a obra já iniciou. Espero que seja feita com qualidade. Vou fiscalizar para ter a certeza de que o serviço será executado da forma como deve ser feito a fim de assegurar que a obra tenha boa qualidade e, consequentemente, grande durabilidade. De qualquer forma, eu parabenizo o diretor-geral Santos Filho e toda a diretoria do Dnit”, declarou o deputado.

BR-222 (Entroncamento/Chapadinha)

Rocha ressaltou que o contrato que estava sendo questionado na justiça federal, referente à recuperação da BR-222, trecho de Entroncamento de Itapecuru até Chapadinha, já está resolvido.

“Os questionamentos feitos pela Justiça Federal do Maranhão já foram solucionados. Espero que o Dnit consiga iniciar a obra o mais rápido possível porque esse trecho de apenas 140 km também está muito ruim, uma buraqueira total. Reconheço que a demora não é apenas por parte do Dnit, houve um problema com a Justiça Federal que suspendeu o contrato e ocasionou o atraso da obra. Mas o caso está resolvido. Espero que o Dnit dê celeridade e comece logo a recuperação”, afiançou Hildo Rocha.

sem comentário »