Linha Livre com Geraldo Castro | Ação Parlamentar
Sábado, 10 de abril de 2021.

Hildo Rocha pede providências do governo federal para evitar colapso total do sistema de saúde do Maranhão

O deputado federal Hildo Rocha utilizou a tribuna da Câmara dos deputados para mostrar a situação crítica que se encontra a pandemia no Maranhão e pediu ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da saúde ajuda institucional ao estado.

O parlamentar também encaminhou oficialmente, por escrito, ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a solicitação de implementação de medidas a fim de evitar que o Sistema de Saúde do Maranhão entre em colapso. De acordo com o parlamentar, a capacidade máxima de atendimentos, na capital e no interior, atingirá o limite em duas semanas. “A situação em que se encontra o Estado do Maranhão, no que diz respeito à pandemia da COVID-19, é crítica”, enfatizou o deputado.

Risco de colapso total 

Hildo Rocha citou estudo do infectologista e professor da Universidade Federal do Maranhão, Antônio Augusto Moura, que chama a atenção das autoridades da saúde pública do Maranhão e do Brasil para o fato de que, nas próximas semanas, a rede hospitalar pública do Estado estará colapsada. Rocha ressaltou que também na rede hospitalar privada do Estado do Maranhão não tem mais vaga em leitos de UTI.

“Por isso, solicito ao Presidente Bolsonaro e ao Ministro da Saúde que acudam o Estado do Maranhão e implantem hospitais de campanha, aumento de leitos de UTI’s no Maranhão e aumento de vacinação em todo o estado. Em Imperatriz já tem um hospital de Campanha, mas precisa de reforço, já está em colapso. Outras cidades do Maranhão também precisam de apoio do governo federal. Portanto, solicito ao Presidente Jair Bolsonaro e ao Ministro da Saúde, que tomem as providências necessárias para que a gente possa salvar a vida de maranhenses”, argumentou Hildo Rocha.

sem comentário »

Projeto aprovado com apoio de Hildo Rocha facilita vacinação contra Covid-19

O deputado federal Hildo Rocha trabalhou a favor e ajudou na aprovação do Projeto de Lei 534/21, do Senado Federal, que autoriza os estados, os municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra a Covid-19 com registro ou autorização temporária de uso no Brasil. A matéria será enviada à sanção do presidente Jair Bolsonaro.

“Ter contribuído para a aprovação desse projeto é, para mim, motivo de grande alegria. Trabalhei bastante e defendi essa proposta porque sei que boa parte da população brasileira ainda continua sofrendo e está muito preocupada com essa doença terrível chamada novo Coronavírus”, destacou Hildo Rocha.

Setor privado 

No caso do setor privado, as doses deverão ser doadas ao Sistema Único de Saúde (SUS) enquanto estiver em curso a vacinação dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. Após a conclusão dessa etapa, o setor privado poderá ficar com metade das vacinas que comprar, e estas deverão ser aplicadas gratuitamente, nos trabalhadores das respectivas empresas compradoras das vacinas. A outra metade deverá ser remetida ao SUS.

A proposta também autoriza a União, os estados e os municípios a assumirem a responsabilidade de indenizar os cidadãos por eventuais efeitos colaterais provocados pelas vacinas.

Todas as medidas previstas no projeto se aplicam apenas às vacinas com uso autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e o setor privado deverá fornecer ao Ministério da Saúde todas as informações sobre a compra, a doação e a aplicação das vacinas contra a Covid-19.

Em 48 horas, o ministério deverá atualizar os painéis de informação sobre a aquisição e aplicação dessas vacinas com os dados repassados.

Responsabilidade civil 

A responsabilidade civil por possíveis efeitos colaterais da vacina é uma exigência feita por alguns laboratórios, como Pfizer/BioNTech e Janssen, cujas vacinas ainda não chegaram ao Brasil. Para cobrir esses riscos, a administração pública poderá constituir garantias ou contratar seguro privado nacional ou internacional.

Atualmente, o País só tem duas vacinas à disposição (a CoronaVac e a Oxford-AstraZeneca). A Pfizer já recebeu aval da Anvisa, mas as negociações para a compra ainda não foram concluídas.

Grupos prioritários 

O plano divide a população prioritária em 27 categorias, começando com pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas (em asilos, por exemplo); pessoas com deficiência institucionalizadas; povos indígenas vivendo em terras indígenas; trabalhadores de saúde; pessoas de 80 anos ou mais; e assim sucessivamente. A população prioritária estimada é de cerca de 77 milhões de pessoas.

sem comentário »

Jenipapo dos Vieiras ganha mais um Sistema de Abastecimento de Água viabilizado pelo deputado Hildo Rocha

Um antigo sonho dos moradores do povoado Copaíba, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado ao longo da BR-226, se tornou realidade neste final de semana. Agora, a comunidade dispõe de água de qualidade nas torneiras. A inauguração aconteceu neste final de semana, durante ato liderado pelo prefeito Arnóbio, na presença do deputado federal Hildo Rocha, parlamentar que viabilizou os recursos financeiros para a execução da obra.

“Há muito tempo o povo do Copaíba necessitava de um sistema de distribuição de água de qualidade. Graças a Deus, e com a ajuda do deputado federal Hildo Rocha, nós conseguimos transformar um sonho em realidade. Hoje, Copaíba está de parabéns por essa importante obra que deputado Hildo Rocha trouxe para a população daqui”, destacou o prefeito.

O Sistema inaugurado é composto por poço de 260 metros de profundidade, reservatório com capacidade para 40 mil litros e ligações domiciliares, bomba e rede de distribuição que leva água para 190 famílias. De acordo com Hildo Rocha, a análise química revelou que o poço fornece água com pH elevadíssimo. “Essa Água daqui é mineral, água de excelente qualidade que chegou para mudar a vida da comunidade”, afirmou Hildo Rocha.

Uma obra, dois presidentes 

Hildo Rocha lembrou que dois presidentes da República exerceram papel decisivo na materialização do projeto. “Essa obra foi realizada graças ao trabalho de dois presidentes da República. No governo do ex-presidente Michel Temer a obra foi empenhada e iniciada. O presidente Jair Bolsonaro manteve o empenho, manteve os seis milhões que o presidente Michel Temer destinou para o Maranhão, a meu pedido, e agora quase um milhão e 200 mil estão beneficiando a comunidade Copaíba”, enfatizou o parlamentar.

A Secretária de Assistência Social, Clerismar Almeida, ressaltou que a perspectiva da atual administração municipal é de que além desse grande benefício o deputado Hildo Rocha possa contribuir para que outras comunidades também sejam beneficiadas com abastecimento de água e outras ações.

“Acredito que o deputado Hildo Rocha irá nos ajudar a conseguir muitos benefícios para o nosso município. Hoje, nós temos a felicidade de participar da inauguração de um projeto importantíssimo que representa melhoria da qualidade de vida. Creio que outros benefícios virão porque nós temos o apoio de um deputado federal atuante que se preocupa com a população do Estado que ele representa no Congresso Nacional”, comentou Clerismar.

Um soldado valente que defende o Maranhão 

Gelda Sousa de Oliveira, moradora do povoado Copaíba, destacou que o Hildo Rocha tem uma característica que o torna diferente de muitos parlamentares.

“É um deputado valente, que briga, que se esforça pelo bem-estar do nosso povo, luta pelo Maranhão não apenas nos períodos de campanhas eleitorais. Hildo Rocha é uma pessoa dedicada, é um dos soldados valente que nós temos no estado do Maranhão, afiançou a moradora.

“Deputado Hildo Rocha, nós queremos sempre a sua presença aqui na nossa comunidade, com o seu jeito humano e atuante para trazer asfalto, mais água, estradas, asfaltamento e tantas outras coisas que Jenipapo dos Vieiras necessita”, enfatizou Giancarlos Albuquerque, ex-prefeito do município

“Desde 2004 que a gente sonhava conseguir um poço artesiano com água potável para a nossa comunidade. Hoje, para a nossa felicidade, nós podemos comemorar a realização desse antigo sonho”, declarou Pituba, morador da comunidade.

sem comentário »

“A cultura está em festa”, diz Octávio Soeiro sobre aprovação do Auxílio Municipal

Vereador Octávio Soeiro comemorou projeto aprovado

O vereador Octávio Soeiro (Podemos), usou a tribuna da Câmara de São Luís, na manhã desta terça-feira (23), para destacar a aprovação do projeto de lei que cria o Auxílio Municipal Emergencial destinado aos fazedores de cultura de São Luís.
Soeiro que foi favorável ao Auxílio Emergencial Cultural, disse que as manifestações culturais precisavam dessa assistência por parte da Prefeitura.
“Hoje com muita alegria que eu votei a favor do auxílio emergencial aos fazedores de cultura. Um projeto que ampara os artistas locais e agremiações carnavalescas que foram afetados pela pandemia”, disse o vereador.
O parlamentar aproveitou para parabenizar a gestão do prefeiturável, Braide.
“Seguimos, fazendo do nosso mandato, um mandato de todos! Parabéns, prefeito Eduardo Braide pela sensibilidade e valorização da nossa rica cultura! A liberdade3 aplaudiu, a Madre de Deus festejou. O São Cristóvão abençoou”, finalizou.
*SOBRE O AUXÍLIO*
O Auxílio Municipal Emergencial – Carnaval de São Luís será pago em parcela única e terá valor mínimo de R$ 1.000,00 (mil reais) e máximo de R$ 10.000,00 (dez mil reais). Os recursos para o auxílio são próprios e somam o total de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais).
*COMO FUNCIONA*
A Secretaria Municipal de Cultura publicará editais de chamamento, com os critérios para a solicitação do Auxílio Municipal Emergencial, que será destinado às seguintes categorias: cantores e cantoras; agremiações carnavalescas; blocos e grupos tradicionais; bandas e grupos musicais. Todos os interessados deverão comprovar participação nos circuitos oficiais do Carnaval promovidos pelo Município ou o Estado nos últimos dois anos.
sem comentário »

Dr. Gutemberg pede cumprimento de Lei sobre serviços básicos de saúde nos terminais de ônibus

Já pensou em aferir a pressão arterial, checar a glicemia, fazer teste de Covid-19 e realizar outros serviços básicos de saúde, enquanto aguarda o seu ônibus? Essa é a proposta da Lei nº 4.655/2006 de autoria do vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC), que regulamenta a instalação de ambulatórios de pronto atendimento médico nos terminais de ônibus de São Luís. Em meio ao cenário de pandemia e com a nova gestão do Poder Executivo, o médico e vereador, voltou a defender a aplicação imediata de sua lei.

“Ainda em 2006, elaborei essa Lei pensando na saúde dos usuários do transporte público. Agora, acredito que, com a gestão do prefeito Eduardo Braide, finalmente, vamos tornar essa lei uma realidade. Já estou conversando com o prefeito Braide, que sempre é muito solícito aos nossos pedidos e coloca a saúde como prioridade em sua administração”, avalia o vereador.

O vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís explica ainda que os ambulatórios poderão realizar outros serviços, tais como: vacinação, aferição de temperatura, exame para medir a oxigenação no sangue, distribuição de preservativos, emissão do cartão SUS e outros. Os ambulatórios vão auxiliar ainda em campanhas educativas, como a de conscientização para o diagnóstico precoce do câncer de mama, entre outras.

“Os ambulatórios podem auxiliar em diversas campanhas. Levar esses serviços para mais perto do povo, nos Terminais de Integração, onde há grande circulação de pessoas, facilita na identificação da Covid-19 e outras doenças, como as doenças cardíacas e diabetes. Além disso, essa também é uma forma de descentralizar alguns serviços da Atenção Básica”, conclui Gutemberg Araújo.

sem comentário »

Projeto de Hildo Rocha inclui Luffa Operculata (Cabacinha) na lista de medicamentos distribuídos pelo SUS

Cabacinha pode ser incluída na lista do SUS

Começou a tramitar na Câmara dos Deputados Projeto de Lei 492/2021, do deputado Hildo Rocha, que tem como finalidade assegurar a inclusão e a presença obrigatória da Luffa Operculata na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename).

A Luffa Operculata, popularmente conhecida como Cabacinha, é uma planta cucurbitácea originária da América do Sul e nativa do Brasil. Na medicina popular, essa planta tem sido utilizada no tratamento da sinusite, rinite e problemas de adenoide.

Trabalho pioneiro da professora Terezinha Rego 

Hildo Rocha destacou que o medicamento que tem como principal ingrediente a Luffa Operculata foi desenvolvido de maneira pioneira no mundo por meio de estudos da professora Terezinha Rego, da Universidade Federal do Maranhão.

Gratuidade 

O parlamentar explicou que o tratamento médico gratuito, à população de baixa renda, se insere no rol dos deveres do estado. “Propiciar o acesso gratuito a um tratamento rápido e eficaz, por meio de uso de medicação acessível e produzida em nosso país é de fundamental importância de controle e cura de crises alérgicas”, argumentou Hildo Rocha.

Assim, depois de aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado Federal o projeto irá à sanção do presidente Jair Bolsonaro.  “Esse medicamento com o meu projeto virando lei será disponibilizado para todos os brasileiros de baixa renda através da farmácia básica”, assegurou Hildo Rocha.

CFM mostra que parte da população sofre de rinite 

Cerca de 40% da população brasileira sofre com alergias respiratórias. Atualmente, 26% das crianças e 41% dos adultos sofrem de rinite, de acordo com dados do Conselho Federal de Medicina.

O parlamentar maranhense pede à população que ajuda a fim de que o PL 492/2021 seja aprovado. “Você pode ajudar a aprovar o projeto de lei da Cabacinha para isso basta acessar o link de votação popular //forms.camara.leg.br/ex/enquetes/2270429), no portal da Câmara dos Deputados”, solicitou Hildo Rocha.

sem comentário »

Hildo Rocha acredita que “com a presença e as ações do presidente Jair Bolsonaro em Alcântara o CLA se viabilizará”

O deputado Hildo Rocha, parlamentar responsável pela relatoria do Acordo de Salvaguarda Tecnológica (AST) que viabiliza o uso comercial do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) participou ontem da cerimônia na qual o presidente Jair Bolsonaro fez a entrega de títulos de propriedade de terras. O evento foi realizado nas instalações da Força Aérea Brasileira em Alcântara.

Reivindicação da comunidade Cajueiro 

Hildo Rocha destacou que por diversas vezes esteve em Alcântara, acompanhado de ministros e de outras autoridades do poder executivo. O parlamentar lembrou que numa dessas visitas, ele esteve na comunidade Cajueiro onde há uma obra federal inacabada, uma quadra coberta que há muito tempo a comunidade espera.

“Em uma das visitas que fizemos a Alcântara solicitei ao ministro Marcos Pontes que viabilizasse a conclusão da quadra coberta do povoado Cajueiro. Embora o ministro tenha demonstrado boa vontade não houve avanços. Então na última reunião da bancada federal com o ministro Marcos Pontes e equipe do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, fiz cobranças ao ministro e graças a Deus houve avanços. O próprio Ministro da Educação, Milton Ribeiro garantiu, na presença do presidente Jair Bolsonaro, que viabilizará a conclusão daquela obra paralisada há mais de seis anos”, informou o deputado.

Confiança 

Hildo Rocha disse que está muito confiante com o futuro de Alcântara e a consolidação do Centro de Lançamento de Foguetes instalado na cidade. “Desta vez, o próprio presidente Jair Bolsonaro esteve em Alcântara e trouxe diversos ministros. Isso é bom porque proporciona maior engajamento de toda a estrutura do governo. O desenvolvimento da Base de Alcântara só será pleno se o entorno também se desenvolver. Portanto, fico imensamente feliz por constatar que o presidente Bolsonaro também tem essa percepção e tem se debruçado sobre essa questão”, comentou Hildo Rocha.

Mais de duas décadas de espera 

Rocha enfatizou que na década de 1980, quando foi iniciada a implantação do CLA, o governo adquiriu uma fazenda para abrigar algumas famílias que foram remanejadas do seu local de origem.

“Lamentavelmente, passados mais de 20 anos, inúmeras famílias ainda não tinham recebido os documentos de titulação das propriedades que foram asseguradas a eles na época. Hoje, ao formalizar a entrega de 125 títulos de propriedade, o presidente Bolsonaro deu uma valiosa contribuição a fim de quitar essa dívida que o Poder Público tinha perante essas pessoas. Cada família recebeu uma gleba rural de 15 hectares e um lote urbano de mil metros quadrados, com uma residência”, comemorou Hildo Rocha.

“Sei das dificuldades das cidades pequenas e nós devemos ajudar os seus moradores. E essa é uma forma de dar dignidade ao homem do campo”, disse Bolsonaro em seu discurso. “Não existe preço por estar em suas mãos um título de propriedade, para dizer que é seu, agora vocês podem investir, podem buscar recursos, podem fazer financiamentos e melhorar aquilo que, agora, são de vocês’”, acrescentou o presidente.

sem comentário »

Fevereiro marca um ano de enfrentamento à pandemia pelo Congresso Nacional: deputado Hildo Rocha relembra projetos de sua autoria na luta contra a Covid-19

Autor de inúmeros projetos referentes ao enfrentamento da pandemia do Coronavírus, e relator de matérias alusivas ao tema, o deputado federal Hildo Rocha lembra que neste mês a aprovação da primeira lei federal para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 completou um ano.

Em fevereiro de 2020, o Brasil ainda estava apenas assustado com as péssimas notícias de elevado número de mortos, sobretudo na Europa. O Executivo enviou ao Congresso uma proposta de medidas emergenciais (PL 23/20) com justificativas assinadas pelo então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

Agilidade nas votações  

Hildo Rocha ressalta que em tempo recorde de apenas dois dias, deputados e senadores aperfeiçoaram e aprovaram o PL 23/20 que foi transformado na Lei 13.979, regulamentando medidas emergenciais do poder público para enfrentar a chegada da pandemia ao país.

O dispositivo contém as primeiras regras para isolamento ou quarentena de pessoas; entrada e saída do país, com possibilidade de fechamento temporário de portos, aeroportos e rodovias; possibilidade de realização compulsória de testes laboratoriais e vacinação; dispensa temporária de licitação para compra de bens, serviços e insumos sanitários; entre outros procedimentos.

“Essa lei é o ponto inicial de uma longa, árdua e sofrida jornada de trabalho do parlamento brasileiro na luta contra o novo coronavírus, epidemia devastadora que já provocou mais de dois milhões de mortes mundo afora. Depois dessa, o Congresso Nacional aprovou dezenas de leis que tem como finalidade essencial a luta contra a terrível pandemia do Coronavírus”, comentou o parlamentar.

Lei 13.987/20 • benefício para 40 milhões de crianças e adolescentes matriculados na rede pública de educação básica 

Por sua importância e pelo impacto positivo que proporcionou especialmente para a população de baixa renda, merece destaque a aprovação da Lei 13.987/20, originada no Projeto de Lei 786/2020, de autoria do deputado Hildo Rocha.

Esse dispositivo legal assegura que os pais e responsáveis dos alunos de zero a 17 anos matriculados na educação infantil (creche e pré-escola), ensino fundamental e ensino médio poderão receber os gêneros alimentícios adquiridos pelas escolas com os recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), durante a pandemia.

Segundo o Censo Escolar 2019, o Brasil tem quase 40 milhões de crianças e adolescentes matriculados na rede pública de educação básica. Na rede privada, estima-se que haja pouco mais de nove milhões de estudantes.

Segurança jurídica para gestores públicos 

A legislação impedia os prefeitos de fazerem a distribuição da merenda fora do ambiente escolar. O projeto de Hildo Rocha mudou as regras proporcionando assim segurança jurídica para que os prefeitos e governadores possam distribuir os alimentos nas casas dos pais dos alunos das escolas públicas de todo o país.

O texto também garante que o dinheiro do PNAE continue a ser repassado pela União a estados, municípios e Distrito Federal para a compra de merenda escolar, mesmo com aulas suspensas. Como as escolas públicas estão fechadas por causa da pandemia, os alimentos deverão ser distribuídos imediatamente aos pais ou aos responsáveis pelos estudantes matriculados.

Proteção aos Agentes de Saúde 

Além de ter apresentado inúmeros projetos, o deputado Hildo Rocha foi relator de matérias relevantes, que tinham como finalidade proporcionar mecanismos para o fortalecimento da luta contra a pandemia. Um bom exemplo é a emenda que o parlamentar maranhense apresentou ao Projeto de Lei 1409/2020, do deputado Dr. Zacharias Calil (DEM-GO).

A proposta autoriza que, em casos de pandemia, como a atual causada pelo novo coronavírus, sejam tomadas medidas imediatas que garantam a saúde e a preservação da vida de todos os profissionais considerados essenciais ao controle de doenças e à manutenção da ordem pública.

Entretanto, de acordo com o deputado Hildo Rocha, o projeto de lei do Dr. Zacharias estava incompleto porque não contemplava os agentes comunitários de saúde e nem os agentes de combate às endemias. Durante os debates acerca da proposta, Hildo Rocha apresentou emenda, propondo a inclusão da categoria. Os argumentos de Hildo Rocha foram acatados e os benefícios à categoria foram incluídas na lei.

Rocha foi o relator do PDL 87/2020 que passou no Plenário da Câmara em regime de urgência. A medida visa suprir demanda por álcool em gel em meio à crise do coronavírus. A Anvisa restringia a comercialização de álcool líquido 70%, por entender que o produto é inflamável. Assim a venda era restrita apenas a laboratórios, hospitais e empresas que esterilizam materiais. Nas lojas de varejo e farmácias apenas em pequenas embalagens.

O texto aprovado determina a suspensão de parte da Resolução da Anvisa (RDC 46/2002) que veda a comercialização de álcool com graduação acima de 54° GL (54%) em embalagens maiores que 500g. O intuito da Anvisa, na época em que a resolução entrou em vigor, era evitar queimaduras graves pelo manuseio incorreto do produto.

Audiências públicas 

Hildo Rocha participou intensamente dos debates e votações de leis específicas para a guerra contra o Coronavírus e participou de dezenas de audiências públicas promovidas pela comissão externa da Câmara, que acompanha as ações contra a Covid-19. O colegiado fez mais de 100 audiências públicas ouvindo cerca de 450 convidados.

Outros projetos relevantes aprovados durante a pandemia 

Ao longo da pandemia, cerca de 70 propostas foram discutidas, aperfeiçoadas, votadas e transformadas em leis. Além das já citadas, também merecem destaque:

EC 106/20 • o chamado “orçamento de guerra” – texto que criou orçamento específico para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 e flexibilização de regras fiscais, administrativas e financeiras durante o período de calamidade pública.

Lei 14.107/20 • que abre crédito extraordinário de R$ 1,995 bilhão para viabilizar a compra de tecnologia e a produção da vacina de Oxford contra a Covid-19. A lei teve origem na Medida Provisória 994/20, aprovada pela Câmara dos Deputados. O dinheiro serviu para custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca. A empresa desenvolve a vacina em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Lei 14.006/20 • altera a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, para estabelecer o prazo de 72 (setenta e duas) horas para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize a importação e distribuição de quaisquer materiais, medicamentos, equipamentos e insumos da área de saúde registrados por autoridade sanitária estrangeira e autorizados à distribuição comercial em seus respectivos países; e dá outras providências.

O vírus no Brasil 

O primeiro registro oficial de contaminação pelo novo coronavírus no Brasil ocorreu em 26 de fevereiro, 20 dias após a sanção da lei de medidas emergenciais. Era um morador de São Paulo que havia acabado de chegar da Itália. A primeira morte por Covid-19 ocorreu em 12 de março, também na capital paulista.

Daí em diante, a pandemia cresceu ao ponto se manter num longo platô em torno de mil mortes diárias entre em junho e julho. Dezembro e as festas de fim de ano vieram acompanhados de um grave repique no número de casos e de mortes.

O infectologista Marcelo Daher, que também é diretor da Associação Brasileira de Clínicas de Vacinas, alerta que as recentes mutações do novo coronavírus registradas no Reino Unido, África do Sul e na Amazônia brasileira precisam ser enfrentadas com “mais união entre a política e a ciência”.

“Precisamos manter o uso da máscara, o álcool em gel, o distanciamento social, evitar aglomerações e que a população entenda que a gente ainda vai precisar ter um número muito grande de pessoas vacinadas para vencer essa guerra”.

sem comentário »

Deputado Hildo Rocha inaugura Fábrica de Farinha administrada por mulheres da comunidade Leite

O deputado federal Hildo Rocha entregou, neste final de semana, mais uma Unidade de Beneficiamento de Mandioca. Desta vez a entidade beneficiada é a Associação Clube de Mães Amor de Maria, da comunidade Leite, no município de Itapecuru Mirim.

Autor da emenda parlamentar que possibilitou a construção da obra, o deputado Hildo Rocha destacou que a Unidade inaugurada tem uma característica importante: será administrada somente por mulheres integrantes da Associação contemplada por meio dessa ação.

“Hoje estamos concretizando um grande projeto que surgiu de uma ideia do vereador Emerson e do seu pai, o empresário Zé Ceará. Eles pediram a minha ajuda a fim de tornar possível a implantação dessa mini usina de Beneficiamento de Farinha de Mandioca”, ressaltou Hildo Rocha.

Melhor qualidade de vida para as mulheres da comunidade 

O deputado disse que o empreendimento irá contribuir para melhorar a qualidade e impulsionar a produção de farinha, contribuindo assim para a melhoria da renda familiar das associadas.

“É uma ação que proporciona melhor qualidade de vida tanto para as mães que fazem parte da Associação quanto para mulheres de comunidades vizinhas que também poderão fazer uso das instalações e dos equipamentos aqui existentes. O produto que antes eram vendidos a R$ 1,50 será beneficiado, agregando valor, passando a ser vendido em até R$ 6,00 reais. Ou seja, o suado trabalho das mulheres desta região passa a ser recompensado porque o que elas produzem passa a ter valor agregado”, argumentou o parlamentar.

O prefeito Benedito Coroba, destacou a importância da ação do deputado Hildo Rocha, e solicitou que o parlamentar continue ajudando o município. “Eu sei o quanto o senhor tem ajudado o município de Itapecuru Mirim. Então, eu quero lhe fazer esse agradecimento e lhe pedir que continue, com o seu mandato profícuo, ajudando o nosso município”, disse Coroba.

Conquista especial 

Joseane Marques, presidente da Associação Clube de Mães Amor de Maria, disse que a implantação da Unidade de Beneficiamento de Farinha de Mandioca e uma conquista especial para as agricultoras da comunidade.

“Hoje é um dia especial para a nossa comunidade pois estamos recebendo um benefício muito grande que vai servir para a nossa comunidade e para pessoas que moram em localidades vizinhas. Nós estamos de parabéns. Quero agradecer ao deputado Hildo Rocha, ao vereador Emerson e ao Sr. Zé Ceará por essa conquista tão especial”, frisou Joseane.

Gratidão 

O vereador Emerson Ceará também destacou a importância do empreendimento. “O sentimento é de felicidade e de gratidão ao deputado Hildo Rocha por ele ter atendido o nosso pedido, por ter nos proporcionado condições de entregarmos mais uma obra importante, obra esta que melhora os produtos, melhora a qualidade de vida, proporciona mais renda para as mulheres de inúmeras comunidades de Itapecuru Mirim”, declarou o vereador.

De acordo com o empresário Benedito Mendes, as emendas parlamentares que o deputado Hildo Rocha consegue para a realização de obras que ajudam a melhorar a produção e a produtividade do setor rural são importantes porque proporcionam melhoria da qualidade de vida de milhares de pessoas.

“O deputado Hildo Rocha tem contribuído muito para incentivar a produção do setor rural, por meio das suas ações ele contribui para melhorar a vida dos pequenos agricultores de diversas regiões do nosso Estado”, explanou BB Mendes.

Prestígio político 

A quantidade de políticos e lideranças regionais que participaram do ato denota a importância do empreendimento inaugurado e reafirma o grande prestígio que o deputado Hildo Rocha é detentor. O ato foi prestigiado pelo prefeito Benedito Coroba e pelo vice-prefeito Maurício Nascimento.

Também participaram do evento o presidente da Câmara Municipal de Itapecuru Mirim, Cleomar Rodrigues e os vereadores Emerson Ceará; Irmão Antônio; Roberto da Brigada e Allan Capistrano; o Secretário de Agricultura de Itapecuru Mirim, Jerônimo Mendes; a presidente da Associação Clube de Mães Amor de Maria, Joseane Marques; os empresários Benedito Mendes e Zé Ceará.

Comitiva cantanhedense 

O evento contou ainda com a presença de uma comitiva composta por políticos e lideranças de Cantanhede: prefeito Zé Martinho; vereador Dicó e os secretários municipais Wilson Brito (Agricultura); Alex Baima (Adjunto de Saúde). Além dessas personalidades também participaram da inauguração o ex-prefeito de Vargem Grande Dr. Miguel Fernandes, integrantes da Associação e populares residentes na comunidade leite e povoados da região.

sem comentário »

Agricultores de Brejo irão ganhar unidade de beneficiamento da mandioca viabilizada pelo deputado federal Hildo Rocha

Apesar das imensas limitações decorrentes da pandemia do Coronavírus, o deputado federal Hildo Rocha conseguiu levar adiante inúmeras ações em diversos municípios maranhenses, proporcionando obras de infraestrutura das cidades e melhorias das condições de trabalho de agricultores familiares.

Em Brejo, por exemplo, brevemente será inaugurada uma unidade de beneficiamento de farinha de mandioca, empreendimento financiado com recursos públicos federais originários de emenda individual do parlamentar. A obra, realizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), está bastante adiantada.

Compromisso com a comunidade 

O deputado Hildo Rocha destacou que a obra é fruto do esforço do vereador João Leriano e do presidente da Associação do Povoado Bom Princípio, Antônio Nôca.

“Leriano e o Sr. Antônio solicitaram o meu apoio, em nome das comunidades. Eu indiquei a emenda para a Codevasf e a obra está em execução. Esse é, portanto, mais um compromisso que havíamos firmado com algumas comunidades rurais de Brejo que estamos conseguindo viabilizar”, disse Hildo Rocha.

Fiscalização 

Recentemente, o engenheiro da Codevasf esteve no local a fim de fiscalizar o andamento e a qualidade técnica da obra. O vereador João Leriano também participou da vistoria. De acordo com Leriano, o empreendimento irá beneficiar moradores e agricultores familiares dos povoados Bom Principio I e II, Caminho Novo, Carobinhas, Caburé, Piabas, Bexiga, Boa Vista, Carnaúba Torta e Santa Alice, entre outras comunidades.

“Em nome dessas comunidades eu agradeço ao deputado Hildo Rocha por ele ter proporcionado mais um importante benefício para o nosso município. Essa unidade de beneficiamento de farinha de mandioca irá melhorar a qualidade da farinha produzida em Brejo, vai agregar valor ao produto e, consequentemente, vai contribuir para a melhoria da renda familiar dos nossos agricultores”, comentou Leriano.

sem comentário »