Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por 2021 | Arquivo por dezembro
Domingo, 23 de janeiro de 2022.

Prefeito TOCA SERRA encerra o ano com 84% de aprovação e se consagra como um dos melhores gestores do Maranhão.

Pedro do Rosário na Baixada Maranhense, às margens da MA 006, com uma população de 25 mil habitantes e mais de 60% morando na zona rural, segundo o IBGE, vive dias de verdadeira revolução administrativa e em sua infraestrutura. 

 

O Prefeito Domingos Erinaldo Sousa Serra, o Toca Serra do PCdoB, tem transformado a cara da cidade, neste primeiro ano da sua gestão, onde você anda no município, encontra as marcas da gestão construindo uma nova história, são estradas vicinais, construção de pontes, colocação de bueiros, construção de escolas, postos de saúde, implantação de asfalto em povoados da zona rural e na sede do município, aquisição de veículos e equipamentos novos para o município.

 

Pagamento sempre em dia para os servidores e fornecedores do município foi uma marca principal na administração, na cultura, esportes e lazer, o gestor realizou o maior campeonato municipal de futebol masculino de todos os tempos, com premiação de 20.000,00 (vinte mil reais), realizou a festa das mães, festa dos pais, gincana cultural, desfile beleza negra, valorizando as comunidades Quilombolas do município.

 

No aniversário da cidade realizou um mega evento com show do artista nacional Wesley Safadão, e está concluindo a construção do tão sonhado estádio municipal de futebol. 

 

Além de tudo isso o prefeito Toca Serra tem sido um gestor presente em seu município, sempre aos fins de semana e feriados é possível vê-lo em algum povoado da zona rural, vistoriando obras ou batendo papo com os amigos. 

 

Toca Serra tem um bom trânsito entre a classe política do estado e na esfera federal, e isso tem se revertido em investimentos no município de Pedro do Rosário, através das emendas parlamentares dos deputados federais e estaduais, por meio dos convênios e execução direta pelo governo do estado.

 

O próprio governador Flávio Dino e o presidente da Assembleia Legislativa do estado, deputado Othelino Neto, já estiveram no município e anunciaram várias obras, como construção da Praça da Família, pavimentação de ruas e a construção do IEMA, entre outras. 

 

Assim o gestor municipal de Pedro do Rosário se consolidou como uma Liderança regional e um dos melhores prefeitos do Maranhão, na última pesquisa de opinião realizada no município pelo Instituto EXATA, 84% dos Pedro Rosarienses aprovam a forma como Toca Serra tem administrado o município, e se as Eleições municipais fossem hoje 60% dizem que o reelegeriam. Eis os números da pesquisa sobre a administração Toca Serra.

 

 

Jornalista Zaqueu Serra, registro profissional 1817-MA.

 

 

sem comentário »

Morre ex-secretário Canindé Barros

Canindé Barros deixa um grande legado

Morreu neste domingo (26), o ex-secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros. Ele tinha 70 anos e estava enfrentando diversos problemas de saúde, dentre eles insuficiência renal. Ele estava internado no hospital São Domingos.

Canindé Barros foi secretário de Trânsito e Transportes na gestão de Tadeu Palácio (2004/2008), na gestão de João Castelo (2012) e na gestão de Edivaldo Holanda Júnior (2015 a 2020).

Canindé tentou ser vereador de São Luís e deputado estadual, mas nunca conseguiu obter votos necessários para um mandato eletivo.

O ex-secretário da SMTT foi um dos alvos de investigação da CPI dos Transportes na Câmara de São Luís. Chegou a ser convocado para depor na última semana, mas com problemas de saúde não pôde comparecer para falar sobre o caótico sistema de transporte de São Luís.

Francisco de Canindé Ferreira Barros deixa um legado extenso, pois foi o secretário que mais vezes comandou a SMTT, e quem fez as principais modificações no trânsito e no transporte da capital.

Canindé também conseguiu realizar a Licitação Pública do Sistema Integrado de Transporte da capital, fato este tão desejado pela população, que muito se cobrava a realização da renovação do sistema. 

Na administração Canindé houve também a maior renovação de frota da história da cidade, com quase metade dos ônibus com ar condicionado e um patamar de menos de 10 anos de uso. Foram muitas as intervenções no trânsito de São Luís, que deram mais mobilidade na cidade.

Canindé Barros foi sem dúvida um grande administrador do setor de trânsito e transporte, e deixa uma lacuna gigantesca, pois não se curvava ao poder dos empresários do setor de transporte, que estão há muitos anos “dando as cartas” nas administrações que já passaram, e, até mesmo na atual de prefeito Eduardo Braide onde estão recebendo um farto subsídios financeiro.

 

sem comentário »

Com Emendas de Leonardo Sá, Toca Serra Assina Convênio com a SECID para investimentos na Infraestrutura de Pedro do Rosário.

Prefeito Toca Serra com o deputado Leonardo Sá

Na tarde de quinta-feira dia 23 de dezembro o prefeito Toca Serra do PCdoB, do município de Pedro do Rosário na Baixada Maranhense, esteve na secretaria de estado das cidades e do desenvolvimento urbano do maranhão, SECID, em São Luís, na companhia do deputado estadual Leonardo Sá.

Na oportunidade aconteceu a  assinatura de dois convênios com Investimentos de dois milhões e seiscentos mil reais, (2.600.000,00) na Infraestrutura do município,  sendo um milhão e quinhentos mil reais para implantação de asfalto no bairro novo e bairro dos Tocos na sede, e um milhão e cem mil reais para estradas vicinais na região dos núcleos até o limite com o município de Araguanã.
O prefeito Toca Serra agradeceu ao deputado estadual Leonardo Sá por destinar esse recursos tão importantes para o seu Município, agradeceu também ao deputado federal licenciado e atual secretário de estado das cidades, Márcio Jerry, pela agilidade para formalização e assinatura dos dois convênios, o deputado Leonardo Sá, disse que tinha alegria e satisfação em destinar esses recursos para Pedro do Rosário, porque sabe que os mesmos serão aplicados para melhoria da qualidade de vida da população Pedrorrosariense, que sempre vai ao município e é bem recebido pelo povo, e só pode retribuir esse carinho com trabalho, e suas emendas parlamentares serão bem aplicadas pelo prefeito Toca Serra.
sem comentário »

MA: Alcântara e Açailândia terão nova ferrovia com investimento de 5,2 bilhões

O projeto de construção da estrada de ferro que ligará Alcântara à Açailândia, no Maranhão, já pode sair do papel. Isso porque o governo autorizou o grupo empresarial Grão Pará Multimodal a iniciar as obras. A proposta foi apresentada no âmbito do programa Pro Trilhos.

“Aquilo que foi pensado quando a política pública foi desenhada está se configurando, com esses pedidos de autorização, com empresas dos mais diversos segmentos, querendo construir seus ramais, ligando plantas industriais a ferrovias concedidas; plantas industriais ou ativos minerários a portos. Isso vai trazer um benefício em termos de sustentabilidade, eficiência e Custo Brasil”, afirma o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

 

A ferrovia terá 520 km de extensão. A expectativa é de que sejam investidos R$ 5,2 bilhões. Ao todo, devem ser criados quase 100 mil novos postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

Marco Legal das Ferrovias

O Pro Trilhos foi instituído a partir do novo Marco Legal das Ferrovias. A proposta estimula a ampliação da malha ferroviária nacional pela iniciativa privada. Atualmente, o projeto da Lei das Ferrovias aguarda sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Aprovada pela Câmara dos Deputados no último dia 13, a matéria permite que a União autorize a exploração de serviços de transporte ferroviário pelo setor privado sem ser por concessões ou permissões. Para novas ferrovias, os interessados vão poder pedir autorização diretamente ao agente regulador.

Para o deputado federal Zé Vitor (PL-MG), a medida atrairá investimentos para aumentar a oferta de infraestrutura ferroviária e promover concorrência no setor.

“Para muitos é o renascimento das ferrovias, para outros é o fortalecimento, mas para muitos estados brasileiros é o surgimento das ferrovias. Nós temos, apenas na modalidade de autorização, prevista neste Marco Legal das Ferrovias, já oficialmente protocolados no Ministério da Infraestrutura, 47 pedidos, que significam mais de 12 mil quilômetros de ferrovia, mais de R$ 150 milhões em investimento, a presença de ferrovias em 15 estados brasileiros”, considera.

Entre as novidades regulatórias estão as regras do procedimento de outorga em regime de autorização para a construção, operação e exploração de trechos ociosos ou abandonados. Essa possibilidade é similar ao que já ocorre com os terminais portuários privados, e é considerada como ponto chave para a expansão e o melhor aproveitamento da malha ferroviária do Brasil.

Fonte: Brasil 61

sem comentário »

Derrubada do veto 44: vice-presidente do Congresso Nacional, Marcelo Ramos, enaltece trabalho de Hildo Rocha em favor dos agentes de saúde e de combate às endemias Externa Caixa de entrada

A atuação do deputado federal Hildo Rocha, que resultou na derrubada do veto 44, foi enaltecida pelo vice-presidente do Congresso Nacional, Marcelo Ramos, parlamentar que presidiu sessão histórica que resultou em mais uma vitória dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias na luta por melhores condições de trabalho.

O veto presidencial derrubado versa sobre capítulo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLN 3/21) que trata sobre reajuste do piso salarial de agentes comunitário de saúde e de agentes de combate às endemias, entre outras questões. A rejeição do parlamento ao veto do presidente da república tem significado especial porque fortalece a luta da categoria e abre assegura condições orçamentárias para o cumprimento da lei que assegura a obrigatoriedade de reajuste salarial da categoria.

 

Protagonismo reconhecido 

De acordo com o deputado Marcelo Ramos, do PL do Amazonas, o reconhecimento ao protagonismo do deputado Hildo Rocha, na luta em defesa de melhores condições de trabalho dos agentes de saúde e dos agentes de combate às endemias, é apenas uma questão de justiça.

“Isso tudo não teria acontecido sem a dedicação e o esforço de V.Exa., junto com as lideranças dos agentes comunitários de saúde. Preciso registrar isso por uma questão de justiça. V.Exa. realmente tomou isso como a pauta principal do seu mandato. Várias vezes me procurou e participou de todas as reuniões de negociação para garantir a derrubada desse veto. Então, preciso registrar isso, Deputado Hildo Rocha, por uma questão de justiça, a fim de que todos os agentes comunitários de saúde, não os só do Maranhão, mas também os do País inteiro, tenham clareza do protagonismo de V.Exa. Sem V.Exa. este momento não estaria acontecendo agora. Parabéns, Deputado Hildo Rocha!”, enfatizou Marcelo Ramos.

Outras vozes 

Além do reconhecimento do vice-presidente do Congresso Nacional, outras vozes também ecoaram em reconhecimento ao trabalho do deputado Hildo Rocha.

“Parabéns, Hildo Rocha, parabéns Ilda, parabéns Conacs, parabéns a todos os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias. Vencemos uma grande luta, mas, maior foi a vitória” ressaltou o deputado Weliton Prado (Pros/MG).

“Com certeza, esse resultado foi fruto de um trabalho feito a quatro mãos, deputados, líderes, Conacs. Em nome da nossa categoria, eu agradeço ao deputado Hildo Rocha e a todos os parlamentares que nos ajudaram a vencer mais uma batalha na luta por nossos direitos”, declarou Ilda Angélica, presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às endemias.

Vitória conquistada com muita luta 

Ao lado de lideranças das entidades representativas da categoria, o deputado Hildo Rocha agradeceu pelas palavras de apoio e também comemorou a derrubada do veto e explicou quais serão os próximos embates a serem vencidos.

“Agora, o veto seguirá para o Senado. Se o Plenário confirmar a derrubada do veto os agentes de saúde vão ter reajuste no próximo ano. Além de ter a garantia do reajuste, a derrubada do veto facilitará a aprovação da PEC-22 porque o impacto que será criado, em função da aprovação da PEC será mínimo. Já temos, inclusive, o compromisso do presidente da câmara, deputado Artur Lira, de votar logo a matéria já na primeira quinzena de março. Essa conquista fortalece a luta da categoria e ampliar as perspectivas de uma vitória plena, em 2021”, enfatizou Hildo Rocha.

Importância 

O parlamentar maranhense ressaltou que a atuação dos agentes de saúde e dos agentes de combate às endemias, é de fundamental importância para a saúde preventiva.

“São os grandes guerreiros da saúde, que estão em todos os Municípios, estão nas casas. Durante o período da pandemia, esses profissionais atuaram diretamente na prevenção junto à população, mostraram, portanto, a grande importância que eles têm para todo o povo brasileiro. Nós não poderíamos deixar de reconhecer isso. E a melhor forma de reconhecer e valorizar o trabalho de um profissional é justamente a sua remuneração. É reconhecer que ele é importante para o Sistema Único de Saúde, é importante para a saúde pública brasileira”, argumentou Hildo Rocha.

sem comentário »

BARBÁRIE: JOVEM É ASSASSINADO NA PORTA DE CASA EM CAJARI.

Rodrigo Costa foi assassinado cruelmente em Cajari

A pistolagem está solta no Maranhão e a insegurança toma conta de todos os lugares no Estado, com os crimes, assaltos, assassinatos, roubos entre outros, sem que seja tomada alguma providência.

 

Na noite de sexta-feira, às 21 horas homens armados utilizando um automóvel Logan de cor prata, foram até a Travessa das Flores em Cajari, cidade a 214 km de São Luís, bateram em uma residência e chamaram pelo nome de um rapaz que estava em casa, e, quando este saiu atiraram contra a vítima que morreu no local.

 

O crime chocou os moradores da cidade pois Rodrigo Henrique Gomes Costa, 27 anos, não tinha envolvimento com nada que desabonasse a sua conduta, era bastante conhecido no município, pessoa de excelente trato e com muitas amizades.

 

Após cometerem o brutal assassinato, sem chances de defesa para a vítima, de forma covarde, os bandidos fugiram no Logan Prata, e aí efetuaram vários disparos pelas ruas da cidade tomando rumo à MA-317 que dá acesso a sede do município.

 

A morte de Rodrigo Henrique Gomes Costa revoltou os moradores de Cajari, pelo modus operandi dos bandidos, haja vista a falta de segurança naquela cidade onde somente dois policiais militares fazem a ronda, não existe delegacia e nem policia civil, sendo subordinada à Regional de Viana, distante mais de 35 kms da sede.

 

O clima é de revolta entre os moradores de Cajari, pois só em 2021 foram mais de cinco assassinatos, sem que nada seja resolvido pela Secretaria de Segurança do Estado, já que na Baixada Maranhense a onda de violência é crescente e o aparato policial é diminuto.

 

 

sem comentário »

Hildo Rocha entrega retroescavadeira para agricultores familiares de Bom Jesus das Selvas

Primeiro foi uma patrulha mecanizada. Agora, o deputado Hildo Rocha fez a entrega de uma retroescavadeira hidráulica para agricultores familiares de Bom Jesus das Selvas. A patrulha mecanizada que já havia sido entregue há alguns meses e a retroescavadeira que foi entregue no último fim de semana, foram compradas com recursos federais originários de emenda parlamentar do deputado Hildo Rocha.

“É mais um benefício que chega a região do Rio do Sonho, que é muito bem representada por meu amigo Vieira. Foi ele, juntamente com a nossa querida deputada estadual Betel Gomes, que solicitaram o meu apoio com a finalidade de atender a uma demanda daquelas comunidades. Hoje, temos a felicidade de fazermos a entrega dessa retroescavadeira que vai ser muito útil para a população de toda a região”, disse o deputado.

Máquina de múltiplas utilidades 

Hildo Rocha destacou que a retroescavadeira é o equipamento mais adequado para fazer tanques escavados para melhorar a piscicultura, que pode ser utilizada na construção de barragens, açudes e abertura de estradas vicinais, entre outras atividades relacionadas com a produção rural.

“Essa máquina pode ser utilizada para diversas finalidades. Portanto, fizemos a entrega de um equipamento múltiplo uso, que ajudará no desenvolvimento dessas comunidades rurais porque vai contribuir para a melhoria da produção e da produtividade. Ou seja, vai ajudar a melhorar a renda das famílias que cultivam a terra, que produzem alimentos”, argumentou Hildo Rocha.

Gratidão e disposição para prosseguir trabalhando em prol do desenvolvimento dos municípios maranhenses 

Empresário e líder da comunidade beneficiada, o Sr. Vieira, também falou sobre a importância da nova máquina que o deputado Hildo Rocha entregou para os agricultores familiares de Bom Jesus das Selvas.

“É um benefício muito bom para a nossa região que ainda é carente. Mas, muitas coisas estão mudando porque o deputado Hildo não mede esforços para ajudar os pequenos produtores rurais. Hildo Rocha é um deputado municipalista, é um parlamentar que gosta de estar nos municípios ajudando as comunidades mais carentes. Portanto eu quero agradecer ao deputado e dizer que vamos continuar essa caminhada sempre em busca de melhorias, em busca de benefícios para o Maranhão e para o município de Bom Jesus das Selvas”, afiançou Vieira.

Apoio aos pequenos produtores rurais 

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Rio do Sonho, Everaldo dos Santos, ressaltou que o terreno arenoso da localidade onde a comunidade está instalada contribui para a rápida deterioração das estradas. Ele também falou da importância da retroescavadeira na produção agrícola familiar.

“Nós moramos numa região que tem muita areia e as estradas acabam se danificando muito rápido. Os reparos que a prefeitura faz, uma vez por ano, são insuficientes. Então, com essa máquina a gente vai desafogar tanto o município como também o nosso povoado. Vamos ter condições de abrir ramais para pequenas propriedades, escavar tanques para criação de peixes, recuperação de açudes, enfim como o deputado falou é uma máquina que vai servir muito para os pequenos produtores rurais de Bom Jesus das Selvas”, disse Everaldo.

Sonhos se transformando em realidade 

Ainda de acordo com Everaldo, alguns produtores já estão se sentindo estimulados a ampliar as plantações de milho e outras culturas. “Antes as dificuldades eram enormes. Mas, agora nós temos máquinas que ajudam a transformar os sonhos em realidade para os nossos pequenos produtores. Nós só temos a agradecer ao deputado federal Hildo Rocha um parlamentar que olha para os pequenos produtores rurais de todo o Maranhão”, afirmou Everaldo.

sem comentário »

Muito mais que o techno: uma história da música eletrônica

Desde as primeiras experiências sonoras até o dub e o techno, a música eletrônica tem uma longa linhagem musical que está sendo celebrada com uma exposição em uma cidade alemã ligada às origens do gênero, Düsseldorf.

 

Philipp Jedicke – DW

 

A música eletrônica é um desses gêneros sobre os quais as pessoas respondem “tudo menos isso”. Se perguntar a alguém de que tipo de música ela gosta, muitas vezes a resposta é: “tudo menos sertanejo” ou “tudo menos música clássica”. Com freqüência também se ouve: “tudo menos música eletrônica”. Mas a pessoa pode não ter notado que ela já ouve música eletrônica frequentemente.

A música eletrônica ou electro é cercada de preconceitos: de que é monótona e unidimensional, muito fria ou algo que só pode ser apreciado sob efeito de álcool ou drogas em uma discoteca escura. Esses clichês são tão comuns como o de que esse gênero origina-se nos anos 80.

Mas a música eletrônica é muito mais abrangente e tem uma longa e diversificada história, explorada na exposição Electro. De Kraftwerk ao Techno, na cidade alemã de Düsseldorf, que incubou pioneiros do gênero como a banda Kraftwerk. A mostra mapeia os mais de 100 anos de história da música eletrônica, desde seus primórdios até composições por inteligência artificial.

Do Theremin ao Hammond

As primeiras experiências com geradores eletrônicos de som ocorreram em meados do século 19 e levaram ao desenvolvimento dos pianos eletromecânicos, que antecedem o teclado eletrônico.

Um dos mais famosos instrumentos eletrônicos pioneiros foi o eterofone, mais tarde batizado de Theremin em homenagem ao seu inventor, o russo Leon Theremin. Desenvolvido nos anos 20 em Leningrado, o som parece emergir como por magia. O aparelho tem duas antenas e um oscilador, e os movimentos das mãos interrompem as vibrações elétricas, modulando o som.

Leon Theremin com seu instrumento musical, que depois ganhou o seu nome – Foto: Topical Press Agency/Getty Images

Logo depois, Friedrich Trautwein criou o trautônio, um precursor do sintetizador eletrônico, tocado aqui com um fio em vez de teclas, que também foi essencial para a música eletrônica.

Também foi importante nessa fase inicial o órgão eletromecânico Hammond, desenvolvido em 1935 como alternativa a um órgão de igreja, que se tornou parte essencial do blues, do jazz e da música funk.

Do Krautrock ao dub

Enquanto nos Estados Unidos compositores como John Cage e Steve Reich estavam ampliando os limites do gênero, na Europa a música eletrônica do pós-guerra é associada ao nome de Karlheinz Stockhausen, um pioneiro em experimentações sonoras no Estúdio de Música Eletrônica em Colônia.

Influenciados pela New Music, muitos representantes do rock experimental e Krautrock também usaram elementos eletrônicos nos anos 60 e 70. Em seguida, bandas como The Who e depois Pink Floyd na Inglaterra usaram fitas reproduzidas na ordem inversa, sintetizadores e samples.

Karlheinz Stockhausen era compositor, inventor e professor – Foto: Erich Auerbach/Getty Images

Nos anos 70, o bastão da música eletrônica foi passado para Düsseldorf, onde a banda Kraftwerk, em seu estúdio Kling-Klang, desenvolveu o som que moldou decisivamente a música eletrônica até os dias de hoje.

Enquanto o rock experimental e bandas de Krautrock como Can ou Neu! adicionaram teclados em seu monótono som motorik, foi o Kraftwerk que deu ao gênero popularidade e credibilidade mundial.

Artistas tão diversos como David Bowie, Afrika Bambaata, Joy Division, New Order, Depeche Mode e Blur foram inspirados pela banda eletrônica alemã, que o jornal The New York Times descreveu uma vez como “os Beatles da música eletrônica dançante”.

“Pense na banda como um técnico de laboratório sintetizando o DNA que forneceu o código para o rap, o disco, o electro-funk, a new wave, a industrial e o techno”, escreveu o jornal americano.

Os artistas franceses também foram centrais para a renascença da música eletrônica. Jean-Michel Jarre trouxe o sintetizador para o mainstream com álbuns revolucionários como Oxygène, antes que artistas parisienses como Laurent Garnier, Air e Daft Punk popularizassem o French house.

A dupla francesa Daft Punk, que ajudou a popularizar o French house – Foto: Matt Sayles/Invision/AP/picture alliance

Enquanto isso, na Jamaica, produtores e músicos pioneiros como Lee “Scratch” Perry aplicaram efeitos eletrônicos a versões instrumentais de músicas reggae, inventando a música dub nesse processo.

Nos Estados Unidos, Detroit e Chicago desenvolveram cada uma as suas próprias variedades de música techno e house, que tiveram grande influência na crescente cultura da música eletrônica de dança (EDM) na Europa, e especialmente na capital do techno, Berlim, onde a Love Parade se tornou a maior festa EDM do mundo.

Lee “Scratch” Perry foi um pioneiro do dub – Foto: Hardy Schiffler/jazzarchiv/picture alliance

Sucessos populares e batidas de trip-hop

Inúmeros subgêneros de EDM, incluindo acid house, drum’n’bass, dubstep, trance e two-step definiram uma nova e crescente cultura mundial de rave nos anos 90.

Enquanto isso, as batidas de downtempo dub e as paisagens sonoras experimentais moldavam o novo som de trip hop que saiu de Bristol com bandas como Massive Attack e Portishead, e da dupla austríaca Kruder & Dorfmeister.

Por volta da virada do milênio, bandas britânicas como The Prodigy, Chemical Brothers e Radiohead combinaram eletrônica e rock, enquanto a islandesa Björk e o artista americano Trent Reznor infundiram elementos indie e rock com batidas elétricas, sons de computador e sintetizadores.

E, em Berlim, Atari Teenage Riot e a cantora e compositora canadense Peaches construíram pontes entre a arte da performance, o punk e o techno.

Gênero musical sempre em evolução

De volta a Düsseldorf, onde bandas como Kraftwerk e Neu! tornaram a cidade sinônimo dos primórdios da música eletrônica, a exposição Electro. De Kraftwerk ao Techno presta agora tributo à ascensão de um fenômeno musical inovador.

As mais de 500 peças em exposição no Kunstpalast incluem instrumentos, geradores de som caseiros, fotografias, gravações de áudio, vídeos e peças de arte visual.

A exposição foi realizada pela primeira vez no Musée de la Musique, em Paris, e foi criada em estreita colaboração com o cofundador do Kraftwerk Ralf Hütter.

 

sem comentário »

Prefeito Toca Serra Realiza Campeonato Municipal de Pedro do Rosário, Com a Maior Premiação da História.

A prefeitura de Pedro do Rosário através da secretaria municipal de esportes e lazer, que tem a frente o secretário professor Dejaci dos Santos, deu início ao campeonato Pedrorrosariense de futebol masculino da primeira divisão no dia 09 de setembro com a participação de 10 times.

Flamengo, Flamenguinho, São Caetano, Ponte Preta, Jamaica, PSG, União, Borussia, Barcelona e Atlético, após 27 jogos chegou-se ao final do campeonato neste domingo dia 12 de dezembro.

 

O prefeito Toca Serra é amante e praticante do esporte, inclusive foi o primeiro artilheiro do campeonato municipal de futebol masculino de Pedro do Rosário, desde o início da sua gestão vem investindo no esporte do seu município, em várias modalidades, futebol masculino e feminino, futsal masculino e feminino, nas categorias de base, sub 16 e 17, adultos e também veteranos.

 

No campeonato municipal de futebol masculino 2021 o prefeito deu a maior premiação da história da competição, 21.500,00 (vinte e um mil e quinhentos reais), sendo 10 mil reais para o campeão, 7 mil reais para o vice campeão, 3 mil reais para o terceiro colocado, 1 mil reais para o quarto colocado, 250,00 para o goleiro menos vazado e 250, 00 para o artilheiro do campeonato.

 

Neste domingo à tarde o Flamengo do Fala Só* sagrou-se campeão e recebeu R$ 10.000,00 o Vice Campeão foi o *Jamaica* que recebeu R$ 7.000,00 o terceiro colocado foi o *Flamenguinho* que recebeu 3.000,00 e o quarto colocado foi a  *Ponte Preta* que recebeu R$ 1.000.00 patrocinado pelo Vereador Nivaldo Ramos, líder do governo Toca Serra na Câmara Municipal, o  artilheiro da competição foi Arielton ( Jeck) de 18 anos do Jamaica e o goleiro menos vazado foi Jocimar ( Negão) do Flamengo do Fala Só.

 

O Prefeito Toca Serra acompanhado do secretário de esportes e lazer Dejaci dos Santos, dos demais secretários, dos vereadores e assessores fizeram a entrega das premiações aos ganhadores, na oportunidade o prefeito parabenizou a todas as equipes que participaram do campeonato, agradeceu a equipe de arbitragem, a guarda municipal e a polícia militar pela segurança, bem como aos narradores, comentaristas e a Jota maranhão da rádio web sucesso que fez as transmissões dos jogos via Internet e anunciou a inauguração do Estádio Municipal Arnolzão para o dia 25 de fevereiro de 2022 e a premiação de 30.000,00 (trinta mil reais), para o campeonato municipal de futebol masculino de 2022.

 

O prefeito Toca Serra já orientou o secretário de esportes, sobre a necessidade de se promover o campeonato de futebol feminino, pois hoje a categoria está crescendo no Brasil inteiro, e as cidades da Baixada Maranhense, é um verdadeiro celeiro de grandes jogadoras.

sem comentário »

Escritora maranhense lança livro de genealogia de duas famílias da Baixada Maranhense em São Luís

Será lançado hoje às 19 horas no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL), antigo Cegel no Canto da Fabril, o livro que conta a saga de duas famílias importantes da Baixada Maranhense. Os Pintos e os Duartes, que viveram e tiveram origem em São João Batista, e seus descendentes estão espalhados por este Maranhão e além fronteira. A jornalista Lourdes Acosta, autora do livro, trabalhou por vários anos em pesquisas para retratar toda história desta primeira edição. O lançamento acontecerá às 19 horas desta sexta feira.

Duas grandes famílias e os amantes da literatura maranhense irão ganhar uma obra épica que viajou aos antepassados, final do século XIX e começo do século XX, para buscar e resgatar as origens, a ascendência e a descendência de mais de três mil pessoas oriundas da Baixada Maranhense, com suas histórias de vida reais, contos e tradições.

 

Trata-se do livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”, que será lançado no próximo dia 10, às 18h, no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL).

 

 

A narrativa da autora maranhense, jornalista Lourdes Acosta, radicada em Macaé/Rio de Janeiro, há mais de 20 anos, é entremeada de dados resultantes da metodologia de pesquisas “in loco” e online, através dos depoimentos e entrevistas que vêm sendo coletadas desde 2017, após o primeiro encontro entre os Duartes e os Pintos. O conteúdo descrito está repleto de aspectos socioeconômicos, geográficos e históricos da Região nos séculos XIX e XX, principalmente, do município de São João Batista.

 

A autora utiliza uma linguagem jornalística, com referências bibliográficas e fontes que servirão como documento de identificação e pesquisa familiar. Em seu formato, a mostra literária revela ainda, as características das localidades e da paisagem em que as primeiras famílias fincaram os pés.

 

 

O patriarcado – O livro começa a partir da chegada de um português na Baixada Maranhense, que se encantou por sua escrava desposando-a e dando início a extensas proles dos Duartes.

 

O registro de entrada do patriarca Duarte no Brasil, foi encontrado no acervo digital do Museu da Imigração do Estado de São Paulo. A história dos Pintos é oriunda de um caboclo nativo, também descendente de raízes portuguesas, que ramificou sua espécie em meios aos engenhos de cana da época, estendendo-a nas terras que arrendava e que ainda hoje, em pleno século XX, perpetuam na Região.

 

 

De acordo com a professora e crítica literária, Niedja Duarte do Nascimento Moraes, esse projeto que foi alinhavado em 2017, quando parte das famílias que residem em São Luís se reuniram para tentar resgatar não somente a ascendência, mas, um pouco da história de seus ancestrais.

 

“Todos ganham com a pesquisa – as famílias que configuram como pano de fundo para o desenvolvimento da obra e os leitores que valorizam a literatura maranhense”, frisou. Já o jornalista, diretor teatral, cineasta e produtor cultural, Jean Bottentuit Duarte, sustenta que “a coletânea de informações formatada no livro é de uma leitura imprescindível, além de prazerosa, pois vem contribuir para o enriquecimento intelectual e cultural de cada leitor, desenvolvendo seu senso crítico e despertando-o para novas experiências”.

 

 

O tenente aposentado da Marinha, Waldenir Duarte Reis, um dos maiores incentivadores do registro literário diz que a obra vem de encontro às indagações familiares e que foi preciso um esforço conjunto.

 

“Nossas famílias sentiram a necessidade de buscar suas origens, então, solicitamos à nossa prima, que além de jornalista e pesquisadora, possui uma veia literária já tendo lançado seu primeiro livro. Somado a isso, a contribuição financeira de muitos nos permitiu editar e imprimir, e agora após uma parada de quase dois anos, em virtude do auge da pandemia de Covid 19, que não nos permitiu aglomerar é que sai o nosso livro tão sonhado”, revelou.

 

 

– Para nós que fazemos parte das famílias Pinto, está sendo um momento ímpar. É maravilhoso e gratificante saber que teremos registrado as nossas origens, pois a família é uma construção de amor, gratidão e união.

 

Foi muito bom estarmos juntos durante todo esse período de construção do nosso livro e devemos isso à nossa prima escritora que se dedicou com muita maestria para construir e finalizar a obra. Espero que todos nós possamos nos encontrar e confraternizar no momento do lançamento.

 

Todas as famílias têm diferenças, mas a essência é pura e verdadeira –, ressaltou a pedagoga Lucília Pinto Dias.

 

Primeira edição – O livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”, tem o selo da Garcia Editorial Ltda, de Juiz de Fora/MG, que editou e imprimiu, sob o comando de Ismael Garcia, que possui quase 10 anos de sucesso no mercado editorial. A Garcia já se consolidou como uma das editoras que mais favorece a publicação de livros de novos escritores.

 

Serviço:

Lançamento do livro “Árvore Genealógica dos Duartes e Pintos do Maranhão”.

Autora: Lourdes Acosta / Data do evento: 10/12/2021.

Local: Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (CEJOL)

Endereço: Rua Grande, 954. Diamante. São Luís – MA.

_____________________

Jornalista Lourdes Acosta

Foto: L.A.

Macaé/RJ, 02/12/2021.

sem comentário »