Linha Livre com Geraldo Castro | Arquivo por 2020 | Arquivo por junho
Quarta-feira, 2 de dezembro de 2020.

Prefeitura de Cajari recupera estradas vicinais

Mesmo com toda dificuldade a prefeita Dra. Camyla Jansen tem trabalhado bastante no municipio de Cajari, recuperando inclusive a MA-317 de responsabilidade do Governo do Estado, que esta prestes a interromper a circulação de veículos e pessoas da sede.A Prefeitura estava esperando o tempo melhorar e as águas baixarem nos campos inundáveis, para iniciar estradas vicinais que estavam sem condições de trafégo para vários povoados.

 

Assim foi iniciada a recuperação da estrada no Iguarapé dos Baiano, onde os moradores tinham feito uma ponte de madeira para a circulação, pelo menos, de motocicletas, veículo bastante utilizado por quem mora naquela região. O inverno muito rigoroso, cortou e derrubou a via de acesso a vários povoados, mas a prefeitura já recuperou o local dando condições de passagem para os moradores. 

 

Assim, os povoados Cambucá, Ladeira, Alegre I e II, Bacuri, São Miguel dos Correas entre outros, já estão acessivel depois da recuperação da via no Iguarapé do Baiano, a oposição vive colocando críticas sobre este setor, mas vários dos membros da mesma, já receberam recursos para realizar a construção de ponte, bueiros e toda estrutura que iria resolver definitivamente o problema.

 

“A oposição fala muito, mas já vieram recursos no passado para realizar a obra do Iguarapé do Baiano, eu estava muito preocupada com a situação dos moradores de Cambucá, Ladeira, Alegre 1, Alegre 2, Bacuri, São Miguel e outros povoados. Enfim, conseguimos realizar o serviço agora que as chuvas suspenderam, e vou atrás dos recursos necessários para realizar a obra em definitivo para não acontecer mais este tipo de problema”, afirmou Camyla Jansen.

 

De acordo com a prefeita a atenção da administração não está centrada só no combate e controle do Coronavirus, sim em todos os aspectos de uma cidade como Cajari que precisa de muita coisa, inclusive ela cita o trabalho de rede de esgoto na sede do municipio o que está acontecendo e afirma que busca junto ao Governo do Estado paraceiria para recuperar a estrada de acesso à sede sem esquecer os demais povoados.

 

“Para a oposição, tudo é muito fácil, temos muito dinheiro e não fazemos porque não queremos, mas a mesma oposição passou tanto tempo administrando Cajari  nada fez para dar dignidade ao nossa população. Eu trabalho com o pensamento voltado para o povo de Cajari” disse Camyla Jansen.

sem comentário »

Descoberto o primeiro remédio contra a covid-19 que pode salvar vidas

A dexametasona reduz a mortalidade nos doentes mais graves, segundo os resultados de um ensaio com milhares de pacientes.

Do El Pais Brasil

Seis meses depois do início da pior pandemia do século XXI, que já matou quase meio milhão de pessoas no mundo todo, pesquisadores no Reino Unido afirmam ter encontrado o que por enquanto é o primeiro tratamento capaz de evitar mortes por covid-19: a dexametasona.

Os responsáveis pelo ensaio clínico Recovery, realizado no Reino Unido com mais de 11.000 pacientes, informaram nesta terça-feira que essa droga reduz a mortalidade entre os doentes muito graves, que precisam de respiração assistida, e também entre aqueles que necessitam de oxigênio. O medicamento não demonstrou benefícios entre pacientes com casos mais leves de Covid-19. Farmacêutico mostra um frasco de dexametasona.

Segundo os responsáveis pelo estudo, a dexametasona pode evitar uma de cada oito mortes entre os pacientes mais graves e salvar uma vida de cada 25 entre aqueles que recebem oxigênio. Esses resultados ainda são preliminares, mas os responsáveis pelo trabalho disseram que em breve os publicarão em uma revistas científicas devidamente revisada por especialistas independentes.

Em todo ensaio clínico há um comitê de especialistas independente, que revisa os dados provisórios e se encarrega de interrompê-lo caso se detecte que um medicamento possui benefícios, para que este comece a ser administrado imediatamente a todos os pacientes. Foi o que aconteceu no dia 8 durante o estudo Recovery, que está analisando vários tratamentos contra a covid-19 entre mais de 11.000 pacientes em 175 hospitais no Reino Unido.

A dexametasona é uma droga bastante conhecida ― foi descoberta em 1957 ― e barata. É um corticosteroide com efeitos anti-inflamatórios e um supressor da resposta imunológica que é usado contra fortes reações alérgicas e doenças autoimunes, como a artrite reumatoide. A Organização Mundial da Saúde (OMS) o considera um medicamento essencial para qualquer sistema de saúde.

Este braço do ensaio britânico analisou 2.104 infectados que foram selecionados aleatoriamente para receber essa droga. Sua progressão foi comparada à de 4.321 pacientes que receberam os cuidados habituais contra a covid-19. A mortalidade entre os que precisavam de respiração assistida foi de 41%, enquanto os que necessitavam de oxigênio tiveram uma taxa de mortalidade de 25%. Entre os pacientes que não precisaram dessas duas intervenções, a mortalidade foi de 13%. No primeiro tipo de infectados, a dexametasona reduziu a mortalidade em um terço. No segundo tipo, em um quinto. Nos pacientes menos graves, não foi observado nenhum benefício.

“A dexametasona é a primeira droga que melhora a sobrevivência na covid-19”, ressaltou Peter Horby, pesquisador da Universidade de Oxford e um dos coordenadores do estudo. “A sobrevivência é maior entre os pacientes que necessitam de respiração assistida, por isso esse medicamento deve ser administrado a todos os pacientes neste estado. A dexametasona é barata, está disponível e pode ser usada desde já para salvar vidas em todo o mundo”, acrescentou o pesquisador em um comunicado à imprensa divulgado por sua instituição.

“Embora sejam preliminares, estes resultados são muito claros, a dexametasona reduz o risco de morte em pacientes com complicações respiratórias graves”, acrescentou o médico de Oxford Martin Landray, outro dos responsáveis pelo ensaio. “É fantástico que o primeiro tratamento que demonstra evitar mortes esteja disponível e seja acessível em todo o mundo”, ressaltou.

Os resultados são especialmente positivos porque chegam pouco depois que os responsáveis pelo estudo anunciaram que um dos possíveis tratamentos mais promissores ― a hidroxicloroquina ― não tem efeitos positivos em pacientes hospitalizados. O ensaio britânico também está testando a eficácia de outros tratamentos, incluído o plasma de pacientes recuperados.

Antoni Trilla, médico do Hospital Clínico de Barcelona e assessor científico do Governo espanhol, recomenda cautela. “Depois de todos os problemas que houve com outras drogas, é necessário aplicar uma dose extra de cautela”, afirma. “São dados preliminares, devemos esperar até ver todos os dados devidamente publicados para julgar”, acrescenta.

O tratamento com dexametasona é aplicado há meses em casos graves de covid-19 na Espanha. “Até agora, é o único que podemos dizer com segurança clínica que melhora o estado dos pacientes”, assinala Pilar Ruiz-Seco, diretora-adjunta de medicina interna do hospital Infanta Sofía de Madri.

“No entanto, antes de endeusar os corticoides [a classe de medicamentos que inclui a dexametasona], é preciso levar em conta que eles têm riscos”, alerta. Até agora, esse tipo de droga era contraindicado para combater os vírus porque ficou demonstrado com outras infecções, como a MERS, que ele aumenta a replicação viral, por isso a OMS o desprezou em seu ensaio Solidarity“, explica. Além disso, esse medicamento debilita o sistema imunológico, o que aumenta o risco de infecções por bactérias. “Usar corticoides contra um vírus representa uma mudança de paradigma, mas faz sentido porque reforça a teoria de que o que realmente mata na covid-19 é a parte inflamatória [a resposta imunológica exagerada, como a tempestade de citocinas]”, afirma Ruiz-Seco.

Os resultados preliminares do Recovery apoiam outros trabalhos anteriores que haviam visto benefícios na dexametasona, incluído um estudo retrospectivo de cerca de 400 pacientes realizado no Hospital Puerta de Hierro de Madri.

Este trabalho, ainda não revisado por especialistas independentes, mostra que os corticoides reduzem a mortalidade em 41%. Outro estudo, realizado na Espanha antes da pandemia e publicado na The Lancet Respiratory Medicine, aponta que a dexametasona alivia a inflamação pulmonar grave causada por infecções graves. “Apesar desses resultados, ainda há caminho a percorrer, por exemplo: identificar quais pacientes devem receber o medicamento, quando e em que dose”, afirma Cristina Avendaño, presidenta da Sociedade Espanhola de Farmacologia Clínica e coautora do primeiro estudo.

sem comentário »

Uma análise perfeita sobre Sérgio Moro

CEZAR BITENCOURT

14.jun.2020 (domingo) – Este artigo escrito  no Site 360 por Cezar Bitencourt, 70, Doutor em Direito Penal pela Universidade de Sevilha, na Espanha. Lá, defendeu a tese “Evolución y crisis de la pena privativa de libertad”. 

Fiz questão de trazer este artigo para os leitores por tratar-se de uma análise extremamente importante, para se entender os acontecimentos que envolveram o ex-juiz na eleição do atual presidente Jair Bolsonaro.

 

Não se ignora que o agora ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro, ao demitir-se do Ministério da Justiça, presta um grande serviço à opinião pública, ao sair “atirando” e acusar as interferências políticas do presidente da República na autonomia da Polícia Federal. Denunciou a preocupação e o interesse do presidente Jair Messias Bolsonaro com o resultado de inquéritos policiais que tramitam no Rio de Janeiro. Como grande especialista que é em “delação premiada”, o bacharel Sergio Moro demite-se do Ministério da Justiça “delatando” o presidente da República pela prática de crimes comuns (advocacia administrativa e falsidade ideológica) e crime de responsabilidade. Este pela insistência em interferir diretamente na autonomia da Polícia Federal, exigindo relatórios de investigações, “para satisfazer a interesse pessoal”.

 

Essas acusações ao presidente imputadas por Sergio Moro são de extraordinária gravidade, especialmente o de falsidade ideológica, ao afirmar que não assinou a demissão do diretor da Polícia Federal, delegado Maurício Leite Valeixo. Completou essa denúncia assegurando que o mesmo não manifestou o pedido de sua exoneração, ao contrário do que constou no Diário Oficial da União. Curiosamente, no entanto, no dia seguinte saiu nova publicação da exoneração da referida autoridade, desta vez sem a assinatura do então ministro da Justiça.

 

Destacou ainda que não houve nenhum erro e nenhuma justificativa para a Presidência interferir diretamente na autonomia da Polícia Federal querendo escolher, politicamente, superintendentes regionais, principalmente o do Rio de Janeiro, e, ainda, a demissão do diretor-geral, sem sua anuência. Em outros termos, Sergio Moro afirmou em pronunciamento coletivo, nas redes televisivas, que o presidente faltou com a verdade, pois não assinou o decreto exonerativo e que apenas ficou sabendo desse ato pelo Diário Oficial, durante a madrugada (falsidade ideológica).

No entanto,  Sergio Fernando Moro, como qualquer delator, sempre é levado a extremos para conseguir o benefício que deseja, inclusive, mentir ou “dedurar os parceiros”, exatamente por que também se encontra na alça de mira do douto PGR, que o aponta, neste caso, em requisição de inquérito, como autor, possivelmente, da prática do crime de “denunciação caluniosa”, entre outros.

 

Contudo, parece que o calvário do bacharel Moro está apenas começando, pois sua maré de infortúnio ameaça a aproximação de dias revoltos pela frente e o antigo “rei das delações”, muitas delas ilegítimas, na medida em que decretava as prisões para forçar as delações, aliás, admitido publicamente por alguns procuradores, tendo, inclusive, um deles afirmado que canário só canta na gaiola. Na verdade, os ares parecem efetivamente ter mudado e aqueles tempos gloriosos, do então poderoso Moro, correm o risco de serem destruídos com ameaças vindas do passado.

 

Nestes últimos dias a mídia anunciou que, diretamente da Espanha, o advogado Rodrigo Tacla Duran denunciou que, no passado, houve uma tentativa de extorsão de US$ 5 milhões realizada por um grande amigo de Moro, seu compadre, o advogado Carlos Zuccoloto.

Só essa divulgação irritou profundamente o ex-todo poderoso juiz da Lava Jato, que declarou na imprensa que estava indignado com essa revisita nas operações da Vaza Jato para atingi-lo.

 

Afinal, o que há por trás disso para deixar o bacharel Moro tão indignado com o retorno de um réu que ele perseguiu –como a tantos outros, pois hoje se sabe que ele foi um juiz parcial– por todos os meios em vários países do exterior, gastando absurdamente o dinheiro do contribuinte, sem conseguir trazê-lo de volta? E agora, espontaneamente, Tacla Dura resolve retornar à, digamos, cena do crime para negociar uma delação com o procurador-geral da República, certamente, para atingi-lo, segundo a ira de Moro, via seu compadre Zuccoloto.

 

O que há de tão escabroso por trás disso, capaz de despertar a ira de Moro, não sabemos, mas o Conselho de Controle da Interpol reconheceu a autenticidade da documentação apresentada por Tacla Duran, tanto que retirou seu nome de procurados internacionalmente. Por outro lado, certamente, o senhor Moro sabe o que está por trás de tudo isso, afinal, que ele não era um juiz imparcial ficou muito claro pelas denúncias do site The intercept, afora o nosso conhecimento pessoal, denunciado em alguns habeas corpus que impetramos perante o STJ e o STF (v. g. HC. nº 85.519). De uma coisa temos a convicção, que ele não deve ser corrupto, só era especialista em fraudar distribuição de processos para ele, como demonstramos em nossos HCs.

 

Uma coisa é certa, de estilingue, Moro virou alvo, e seu algoz, Tacla Duran, ele conhece e a munição que ele tem, e o próprio Parquet (PGR), seu velho aliado, também conhece e agora sob nova direção. Alguém tem dúvida de que o douto PGR não denunciará o presidente pelos crimes apontados por Moro? Mas, provavelmente, denunciará o “delator” Moro pelo crime de “denunciação caluniosa” contra o presidente, porque não apresentou provas suficientes e convincentes do que afirmou.

 

Assim, mataria 2 coelhos com uma cajadada: além da instauração de um processo criminal, tornaria Sergio Moro inelegível! Aliás, um verdadeiro “banquete” festivo, com a desgraça alheia, no caso, de um concorrente efetivo, outrora poderoso.

 

Na realidade, o chefe do Ministério Público já deixou antever essa opção naquela sua requisição de inquérito à Polícia Federal. Além do fato novo, com tudo o que pode resultar da delação do famoso advogado Tacla Duran, que, aliás, já está tirando o sono de Moro. Ele sabe por que. Nós ainda não!

Cezar Bitencourt, 70, é Doutor em Direito Penal pela Universidade de Sevilha, na Espanha. Lá, defendeu a tese “Evolución y crisis de la pena privativa de libertad”.

 

 

sem comentário »

Hildo Rocha entrega retroescavadeira para população de Barra do Corda

Barra do Corda, município localizado no centro do Maranhão, que abriga uma enorme população indígena conta a partir de agora com uma moderníssima retroescavadeira que foi doada para a Associação Comunitária Indígena Ourives. O equipamento foi comprado pela Codevasf, com recursos públicos federais provenientes de emenda parlamentar individual do deputado Hildo Rocha.

 

Vidas transformadas

Hildo Rocha destacou que a retroescavadeira terá inúmeras utilidades para as comunidades beneficiadas. “Essa máquina será utilizada para construção de tanques escavados, com o objetivo de criar peixes; na retirada de materiais de construção e na manutenção de estradas e caminhos de acesso que ligam as comunidades entre si e à sede do município de Barra do Corda. A retroescavadeira também servirá para fazer açudes, recuperar e ampliar açudes. Agora as comunidades indígenas tem à sua disposição uma máquina supermoderna, fácil de operar, resistente, econômica e versátil, que muito contribuirá para transformar a vida de dezenas de comunidades indígenas de Barra do Corda”, destacou o parlamentar.

 

Benefício assegurado pelo governo federal

Hildo Rocha ressaltou que o benefício chegou graças a um pedido da vereadora Cassi. “A vereadora Cassi fez o pedido de uma retroescavadeira para servir as comunidades indígenas de Barra do Corda. Eu destinei os recursos, por meio de emenda parlamentar, para que a Codevasf, empresa pública federal, adquirisse e depois fizesse a doação desse equipamento para a Associação do Ourives. Hoje estou aqui em Barra do Corda fazendo a entrega oficial ao presidente da entidade”, explicou.

 

Apoio do presidente Bolsonaro e da Prefeitura

O deputado reconheceu a atitude do presidente Jair Bolsonaro que liberou a emenda utilizada para viabilizar a aquisição do equipamento. O parlamentar enfatizou que os custos de operação e manutenção do equipamento serão pagos pela Prefeitura Municipal de Barra do Corda.

 

“Para fazer essa máquina funcionar é necessário que tenha pelo menos um operador, combustível e manutenção regular. São custos que inicialmente serão arcados pelo município, através de compromisso feito pelo prefeito Eric Costa. Quando as comunidades já estiverem produzindo elas poderão arcar com os custos do equipamento”, declarou Hildo Rocha.

 

O prefeito Eric Costa agradeceu ao deputado Hildo Rocha e lembrou que em Barra do Corda moram mais de quatro mil indígenas agrupados em dezenas de aldeias. “Estamos recebendo um grande presente que o deputado Hildo Rocha deu para Barra do Corda, especialmente para servir às comunidades indígenas. É uma grande conquista que, conforme o deputado disse, foi solicitada pela vereadora Cassi, que muito bem representa as comunidades indígenas do nosso município”, afirmou o prefeito.

 

O presidente Associação Comunitária Indígena Ourives, Cláudio Moreno Damião Guajajara, também agradeceu ao deputado Hildo Rocha e ressaltou que por meio dessa ação muitas pessoas serão beneficiadas.

 

“Em nome de todas as comunidades beneficiadas, quero agradecer ao deputado Hildo Rocha por essa importante conquista. É um presente que vai servir para ajudar muitas pessoas nas comunidades. Nós estamos de parabéns, felizes e agradecidos”, afiançou Claudio Moreno.

sem comentário »

Senador pede prisão de Weintraub e seu afastamento imediato do MEC

Do Congresso em Foco

Senador quer ver ministro preso ou afastado

Em petição apresentada nesta segunda-feira (15) ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pediu a prisão temporária ou preventiva do ministro da Educação, Abraham Weintraub. Moraes é o relator do inquérito 4781, que investiga os atentados contra o STF.

Leia a íntegra da petição.

Segundo Randolfe, a participação do ministro em manifestação pró-governo no último domingo (14) reitera a conduta ofensiva às instituições e demonstra “descaso pela democracia, pela diversidade, pelos Poderes Constitucionais”.

Além destes crimes, o senador afirma que o ministro praticou crimes de responsabilidade, relacionados ao exercício da função pública, por ter atentado contra a Constituição Federal. Em reunião ministerial de 22 de abril, vídeo que veio a público mostrou que o chefe da pasta da Educação fez ameaças a ministros da Suprema Corte.

“As falas reiteradas de um dos principais ministros do Governo de Jair Bolsonaro é inaceitável e anacrônica. Não se pode permitir, de forma alguma, qualquer tipo de ameaça contra a democracia e contra minorias. O Ministro precisa se compor e aceitar que está sob a égide do Estado Democrático de Direito. Não há espaço para ameaças às instituições e à Constituição Federal”, diz o pedido.

aparelhos celulares e computadores pessoais e de trabalho utilizados por ele, bem como a decretação da quebra de sigilo de seus dados. Com a justificativa de evitar maiores danos às investigações, Randolfe também solicitou afastamento imediato de Weintraub do cargo de ministro da Educação.

O ministro foi procurado para comentar por meio da assessoria do MEC, mas até o momento não enviou resposta. .

sem comentário »

Seul apela à Pyongyang após ameaças de irmã de Kim Jong-un


14.jun.2020 (domingo) – 15h37

O governo sul-coreano apelou, neste domingo (14.jun.2020), à Coreia do Norte para que respeite os acordos bilaterais alcançados até agora, depois de Pyongyang ter advertido romper os seus laços com Seul e de ter ameaçado com uma potencial ação militar.

“O governo [sul-coreano] está levando a sério a situação atual e o sul e o norte devem respeitar todos os acordos” que alcançaram anteriormente, afirmou o Ministério da Unificação da Coreia do Sul, em declaração divulgada pela agência de notícias Yonhap.

A declaração do Ministério vem horas depois de Kim Yo-jong, a influente irmã mais nova do líder norte-coreano, Kim Jong-un, e vice-diretora do Departamento da Frente Unida (um poderoso organismo do partido único que gere as relações com o sul) ter defendido a ruptura com o país vizinho e autorizado o Exército a tomar as medidas necessárias.

O direito de realizar a “próxima ação” recai sobre o Estado-Maior do Exército da Coreia do Norte, disse Kim Yo-jong, citada pela agência de notícias estatal KCNA. A irmã do ditador afirmou que “seria melhor tomar uma série de medidas de retaliação do que fazer declarações”.

Como seria a “próxima ação” contra a Coreia do Sul não pôde ser lido do texto norte-coreano salpicado de insinuações. No entanto, Kim Yo-jong aparentemente aludiu à possível destruição do escritório de ligação intercoreano, na cidade fronteiriça de Kaesong. “Uma cena trágica do escritório de ligação norte-sul completamente inútil e em colapso será mostrada em breve”, disse a irmã do governante.

Após a ameaça, o governo em Seul pediu à liderança comunista de Pyongyang que cumprisse todos os acordos bilaterais. A situação foi vista como “muito séria”, afirmou o Ministério da Unificação.

Na sequência da mensagem, as autoridades sul-coreanas realizaram neste domingo (14.jun) uma reunião de emergência entre representantes do Ministério do Exterior, da Defesa, da Unificação e da Segurança Nacional para discutir a situação, e afirmaram que estão acompanhando de perto os movimentos militares no vizinho do norte e que estão preparados para qualquer situação.

Nos últimos dias, a liderança comunista em Pyongyang aumentou o tom das suas acusações contra a Coreia do Sul por não impedir ativistas de enviar numerosos panfletos por meio de balões, através da fronteira entre as duas Coreias. A ação dos folhetos é “um ato de ataque preventivo que precede uma guerra”, afirmou a Coreia do Norte. Os panfletos em questão exigem, na maioria das vezes, a derrubada do regime autocrático norte-coreano.

sem comentário »

Prefeitura de Cajari recupera trechos da MA-317 e combate pandemia com rigor

Prefeita Dra.Camyla Jansen e equipe da Saúde

Preocupada com a circulação de veículos na MA-317 que faz a ligação da MA-014 com a sede do município de Cajari, a prefeita Dra. Camyla Jansen tomou para si a responsabilidade de recuperar os principais trechos da rodovia que ameaçam cortar por conta das fortes chuvas que caíram na Baixada Maranhense.

Máquina trabalhando na recuperação da MA-317

Camyla Jansen não esperou o Governo do Estado responsável e mandou realizar obras de terraplenagem nos locais mais atingidos, uma vez que a estrada estava muito ruim e com rompimento em meia pista.

“Não poderia deixar a população de Cajari sem acesso à sede da cidade, haja vista o comércio, a passagem de ambulâncias, as pessoas que trabalham e ganham seu dinheiro e dependem da estrada. Já fiz pedidos ao Governo e espero que possa haver sensibilidade para a recuperação total da estrada” afirmou a prefeita.

Obras de drenagem na sede do municipio

Ao mesmo tempo, mesmo lutando com a pandemia do Coronavirus, a prefeitura de Cajari, tem realizado serviços de drenagem na sede do município já que é um tipo de obra que muitos gestores não gostam de fazer em virtude de ficar enterrado.

Camyla Jansen, no entanto afirma ser de suma importância estes serviços para melhorar a condição de vida da população, e diz que se tivesse mais recursos faria muito mais.

“Se tivesse mais recurso, faria na cidade inteira, pois este tipo de obra traz dignidade para as pessoas e é uma maneira de evitar doenças, e, são ações de saúde”.

COMBATE AO CORONAVIRUS

Boletim de sábado, divulgado pela Secretaria de Saude de Cajari.

A Prefeitura de Cajari elaborou um Plano de Ação de combate ao Coronavirus e tem monitorado diariamente a população, tanto na sede como nos povoados. Note-se que o Boletim traz os números de todos os povoados, os casos confirmados e os monitorados. Até agora, apenas 5 óbitos ocorreram no município o que faz da cidade uma como menos mortes por este terrível vírus. As equipes da Secretaria de Saúde têm feito um trabalho hercúleo, visitando os bairros e povoados, e todos os dias no fim do expediente é emitido um boletim, com os números atualizados.

A prefeita Camyla Jansen acompanha tudo de perto e cobra a máxima atenção, pois não quer que a população sofra as consequências com a pandemia. Também foi colocado como prioridade o trabalho de desinfecção nas casas com permissão dos moradores, pratica levada a efeito diariamente em todos os setores da cidade.

Redação: Geraldo Castro

 

 

sem comentário »

Prefeitura de São Luís altera trânsito no trecho da Avenida Magalhães de Almeida em frente ao Largo do Carmo a partir de segunda-feira (15)

Ação se faz necessária devido à reforma do conjunto que compreende Largo do Carmo, Praça João Lisboa, Rua de Nazaré e entorno, realizada pela Prefeitura em parceria com o IPHAN

Em função das obras de revitalização do Complexo Largo do Carmo, Praça João Lisboa, Rua de Nazaré e entorno, realizadas pela Prefeitura de São Luís, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), vai interditar o trecho da Avenida Magalhães de Almeida (Centro), a partir da Rua da Paz, em frente à Igreja do Carmo, até a altura da Rua de Santana. A ação terá início nesta segunda-feira (15), a partir das 6h. A requalificação deste espaço, que conta com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), integra o São Luís em Obras, programa criado pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior que tem trabalhando atuando em várias frentes.

Por conta da interdição, a SMTT criou um desvio que consiste na seguinte mudança de rota: todo o fluxo que passaria pelo trecho que será interditado em frente ao Largo do Carmo, seguirá pela Rua Humberto de Campos, via que é a extensão da Rua da Paz e dá acesso à Rua da Palma.

Desse modo, os veículos que vem das ruas do Egito, do Sol e da Paz, sentido Mercado Central, deverão seguir pela Rua Humberto de Campos, descendo pela esquerda da Rua da Palma até a Rua 14 de Julho (onde haverá inversão de fluxo), seguindo para retomar a Avenida Magalhães de Almeida ou Rua de Santana, atrás do Ferro de Gomar.

Em função dessas mudanças, será proibido estacionar em toda a extensão das vias por onde será feito o desvio de tráfego: Rua Humberto de Campos, Rua da Palma e 14 de Julho.

Para fins de orientação e disciplinamento, a SMTT disponibilizará agentes de trânsito na área, além da colocação de cones para ajudar na orientação. O fluxo de veículo em frente ao Correios e na Rua da Palma sentido Rua de Nazaré permanecerão normais.

OBRA

A reforma integra o programa São Luís em Obras, criado pelo prefeito Edivaldo em agosto do ano passado e que abrange um leque de ações nas áreas de infraestrutura como reformas de praças, mercados, logradouros públicos, unidades de saúde e ainda pavimentação de ruas e avenidas de diversos bairros da cidade. Somente no Centro, a Prefeitura realiza ainda obras no Parque do Bom Menino, praças da Saudade, Misericórdia e da Bíblia, reforma do Mercado da Praia Grande e construção da Praça das Mercês.

A reforma da Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Rua de Nazaré e entorno está fase de recomposição do piso, construção da rampa de acesso à Igreja do Carmo e remoção dos bancos, que serão revitalizados. O projeto prevê ainda um novo paisagismo, ampliação dos espaços para pedestres, com adequação total às normas de acessibilidade; a uniformização do pavimento; reordenamento do serviço de engraxate, entre outros.

sem comentário »

O AMOR É O AMOR!

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.

Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.

O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Corintios 13: 4-7

 

Muito me pergunto o que é o AMOR, como surge, como se manifesta, como acaba(?), quanto tempo dura, quando é verdadeiro, quando falseia , se é eterno, quais os tipos de AMOR?

Na Biblia, Jesus Cristo pregou o amor, deu sua vida como prova de amor, pregou  a paz e a concórdia e moreu para redimir os pecados de seu Povo que o desconheceu e até hoje o espera. No texto acima, I Corintios 13 existe uma verdadeira lição sobre o AMOR.

Como nasce um verdadeiro e grande amor?

Da paciência de um outro para o outro, da compreensão mútua entre aqueles que se propõem a viver um grande AMOR, duradouro para toda vida, na construção de objetivos concretos, do cultivo da vivência, regado a cada dia com carinho, carícias e delicias e adubando sempre a verdade como princpio básico como nos ensina a Palavra de Deus.

Amor materno, amor fraterno, amor paterno, amor físico são muitas das divisões deste sentimento que deve ser puro, cistalino, companheiro, familiar. Asim deve ser o AMOR! Aí se pergunta; quantas vezes se pode amar a outra pessoa, ou se pode amar diversas pessoas?

Muitos confundem o AMOR com posse, como se o outro ou os outros fossem suas propriedades, mas não é assim. O AMOR materno é único, insusbituivel , divino, maravilhoso junto com o amor familiar, do pai, filhos, netos, sobrinhos, irmãos e os demais.

Mas o AMOR físico, carnal, sexual tem os seus altos e baixos, seus instabilidade, mas quando é construído deste o príncipio com alicerceres bem feito e fortes, não há como acabar e torna-se eterno.Alguns componentes costumam entrar na vida de quem ama de verdade; o ciúme, a inveja de outros que não tem o amor como parâmetro tentam destruir o AMOR.

Neste Dia dos Namorados resolvi escrever este pequeno texto para reafirmar a minha convicção de como vejo e sinto o AMOR. Amo grandemente, amarei sempre, do meu jeito, com o meu entendimento e a fidelidade a quem eu amo, a quem dedico este maravilhoso sentimento, hoje tão comun entre alguns. Eu te amo, frase tão natural na boca de muitos, mas no pensamento e no coração soando muitas vezes falso e sem  firmeza.

Fernando Pessoa, poeta, disse sobre o Amor:

Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa

Volto à Biblia Sagrada:

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.

Ainda que eu tenha o dom de profecia, saiba todos os mistérios e todo o conhecimento e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei.

Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá.

Amar é tudo! Não tem idade.Não tem cor.Não tem religião.

O AMOR É O AMOR!

Texto: Geraldo Castro – Radialista

Para Idonéa, Juliana, Kárita, Maria Eduarda, Maria Clara, Suzana, Ana Cândida,Luciano, Luis Paulo, Marcos Paulo, João Marcos, Eduardo, Livia e Lícia.

Yolanda Neto Castro (In memorian)

 

 

sem comentário »

Em pronunciamento realizado na Câmara Hildo Rocha defende eleições na data constitucional

O deputado federal Hildo Rocha utilizou a Tribuna da Câmara para, mais uma vez, defender a aplicação do que reza a Constituição Federal no que se refere às eleições municipais deste ano. De acordo com o parlamentar, algumas teses defendidas nos debates acerca do tema não levam em consideração que eventuais alterações nas datas dos pleitos só poderão ocorrer mediante mudança na Constituição de 1988.

 

“Eu vejo algumas pessoas defenderem prorrogação de mandatos, inclusive parlamentares, colegas nossos, como se nós tivéssemos competência ou mesmo legitimidade para fazer tal mudança. Nós não temos essa competência. Infelizmente, não podemos tratar sobre tamanho de mandato. Essa é uma competência exclusiva dos constituintes. Não cabe a nós, isso é bastante claro. Portanto, a eleição tem que acontecer este ano porque é uma cláusula pétrea contida na nossa Constituição, está no art. 60, que diz ser obrigatória a periodicidade do voto. A constituição é clara, os mandatos são de 4 anos e as eleições para o Legislativo e o Executivo municipais devem acontecer no primeiro domingo de outubro”, argumentou o deputado.

 

Projetos para criação de segurança sanitária

Rocha disse que mais importante do que defender alternativas que implicariam em rasgar a constituição é criar os protocolos indispensáveis para que as eleições sejam realizadas no primeiro domingo de outubro (dia 4) conforme determina a Constituição Federal.

 

“O nosso grande desafio é criar condições para que o processo eleitoral se desenvolva com total segurança sanitária. Pensando nisso, apresentei propostas viáveis capazes de proporcionar as condições necessárias para a realização do pleito”, destacou o parlamentar.

 

Argumentos inconsistentes

Hildo Rocha disse que conversou com o Presidente Rodrigo Maia, acerca da tese que prega o adiamento do pleito para novembro. “Rodrigo alegou que alguns médicos afirmam que em novembro não haverá mais nenhum risco com relação à pandemia. Considero essa hipótese inconsistente. Então, se esse é o argumento principal, eu quero que esses médicos assinem uma nota técnica dizendo isso. E se porventura o que eles dizem empiricamente não ocorrer? Por isso que é necessário a segurança sanitária para as eleições”, comentou.

 

Nova estrutura eleitoral

O deputado afirmou que é desnecessário mudar a data. “Nós não podemos mais ter essa estrutura eleitoral que temos hoje. Sendo em outubro ou sendo em novembro, temos que mudar a estrutura eleitoral, temos que ampliar a quantidade de urnas. Isso o TSE não quer fazer. Por isso, a instituição fica protelando e atrapalhando. Nós é que devemos mudar as normas, isso é responsabilidade nossa, responsabilidade do Congresso Nacional, não é do TSE”, asseverou.

 

Projetos de Hildo Rocha criam segurança sanitária para as eleições

O parlamentar lembrou que já tramitam na Câmara dos Deputados dois projetos de lei de sua autoria garantindo segurança sanitária para o dia da votação, data que, de acordo com o deputado, realmente ocorrem grandes aglomerações de pessoas.

 

“Nós temos que fazer algumas mudanças e temos projetos para isso. Uma urna, uma seção eleitoral que tem 300 eleitores pode ser dividida em duas ou em três seções eleitorais. É lógico que o TSE vai precisar de mais recursos para comprar urnas, para ampliar a quantidade de seções eleitorais. Nós não vamos ter dificuldades de encaminhar recursos para o TSE, temos recursos para serem utilizados na compra de novas urnas eletrônicas. Portanto, esse debate está atrasado”, assegurou Hildo Rocha.

 

Teses demagógicas

O parlamentar considera demagogia a defesa da ampliação dos mandatos de vereador e de prefeitos. Rocha voltou a dizer que apenas parlamentares constituintes são detentores de competência para alterar a duração dos mandatos de todos cargos eletivos, inclusive vereadores e prefeitos.

 

“Nós não temos capacidade legal para isso, a Constituição não nos permite. Nós temos que deixar de escutar quem está falando por interesse próprio”, argumentou.

 

Reconhecimento aos bons prefeitos e vereadores

Segundo Hildo Rocha, há excelentes prefeitos que a população gostaria de mantê-los nos cargos por mais dois anos assim como existem os que tiveram desempenho abaixo do esperado.

 

“Eu mesmo tenho prefeitos aliados que eu gostaria que continuassem, porque são bons gestores, trabalham bem, trabalham corretamente. Mas existem aqueles que deixam a desejar. Tenho certeza que se perguntarem se a população quer dar mais dois anos de mandato para prefeitos e vereadores grande parte, mais de 80%, será contra. O ponto em comum entre os bons e os ruins é que ambos se elegeram em 2016 para um mandato de 4 anos”, justificou Rocha.

sem comentário »