Linha Livre com Geraldo Castro | Detran-MA evita ação de estelionatário
Quinta-feira, 1 de outubro de 2020.

Detran-MA evita ação de estelionatário

O setor de Custódia e Liberação de Veículos de Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA), acionou, nesta sexta-feira (19), a Polícia Civil/Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, ao detectar que  Johnatan da Cruz Arouche, que possui CNH emitida em Mato Grosso do Sul, tentava retirar com uma procuração falsa sem firma reconhecida, em nome da proprietária, o veículo da marca Peugeot, ano 2008, placa NHH 3132-MA.

“O Detran-MA alerta a população que condutas dessa natureza serão sempre reprimidas e orienta as pessoas que vendem seus veículos a terceiros que façam o comunicado de venda no Departamento, para evitar situações do tipo”, destacou o diretor Geral do Detran-MA, André Campos.

O chefe do setor de Liberação de Veículos, Washington Pinheiro, percebeu que a procuração estava com o carimbo em branco, somente com a assinatura do escrevente do cartório e que a assinatura da proprietária não era idêntica, e se tratava de uma cópia grosseira e de fácil identificação.

A tentativa de retirada do carro apreendido começou na quinta-feira (18) quando Johnatan Arouche apresentou a documentação. Não sendo liberado diante da falta da assinatura da referida proprietária. Ele retornou ao Detran-MA para uma nova tentativa de retirada do veículo com a documentação com firma reconhecida e assinatura aparentemente idêntica da proprietária.

De imediato, o chefe do setor de liberação entrou em contato com a Diretoria Operacional, que acionou a Polícia Civil que adotou providências legais, comparecendo ao Detran-MA e dando voz de prisão ao estelionatário. Ele será autuado pelo crime de estelionato na forma tentada (artigo 14 Inciso II e artigo 171 do Código Penal) passível de pena de 1 a 5 anos. “Apesar de não ser perito, detectei que havia algo de errado na procuração do cartório apresentada pelo autuado”, enfatizou Washington Amaral Pinheiro.

 

Sem comentário para "Detran-MA evita ação de estelionatário"


deixe seu comentário