Linha Livre com Geraldo Castro | Forbes lista os seis líderes milionários evangélicos no Brasil
Quarta-feira, 30 de setembro de 2020.

Forbes lista os seis líderes milionários evangélicos no Brasil

edir macedo“Religião sempre foi um negócio lucrativo.” Assim começa uma reportagem da revista “Forbes” sobre os milionários bispos fundadores das maiores igrejas evangélicas do Brasil –Edir Macedo, Silas Malafaia, Valdemiro Santiago, R. R. Soares, entre outros.

A revista destaca o crescimento dos evangélicos –de 15,4% para 22,2% da população brasileira na última década–, em detrimento dos católicos.

OS SEIS LÍDERES EVANGÉLICOS MILIONÁRIOS, SEGUNDO A “FORBES”

Nome Fortuna Igreja
Edir Macedo R$ 2 bi Igreja Universal do Reino de Deus
Valdemiro Santiago R$ 400 mi Igreja Mundial do Poder de Deus
Silas Malafaia R$ 300 mi Assembleia de Deus Vitória em Cristo
R.R. Soares R$ 250 mi Igreja Internacional da Graça de Deus
Estevam Hernandes Filho e bispa Sônia R$ 120 milhões Igreja Renascer
  • Fonte: “Forbes”

ValdemiroHoje, os católicos romanos somam 64,6% da população, ou 123 milhões de brasileiros. Os evangélicos, por sua vez, já somam 42 milhões, em uma população total de 191 milhões de pessoas.

Para a “Forbes”, um dos motivos do crescimento de religiões evangélicas se dá graças à teologia da prosperidade, segundo a qual o progresso material é resultado dos favores de Deus.

Enquanto o ainda prega um olhar conservador sobre o além-vida, os evangélicos –sobretudo os neopentecostais– são ensinados a ter prosperidade nesta vida.

A fórmula parece estar funcionando. De acordo com a revista, os evangélicos formam uma parte da nova classe média brasileira, conhecida como classe C. Enquanto isso, os mais ricos e os mais pobres permanecem católicos.

Silas MalafaiaOs evangélicos não só usufruem de seus bens, como doam uma parte de sua renda à igreja –quantia conhecida como “dízimo”. Tal ato faz com que certas igrejas sejam negócios altamente lucrativos, e seus líderes, milionários. É a chamada “indústria da fé”.

Entre os exemplos de líderes bem-sucedidos, a “Forbes” aponta o bispo Edir Macedo, fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus.

Com templos até nos Estados Unidos, o bispo Macedo é o pastor mais rico do Brasil, com uma fortuna estimada em quase R$ 2 bilhões.

Ele é frequentemente envolvido em escândalos, entre eles o de desviar fundos destinados à caridade. Mas nem estas denúncias fizeram os fiéis desistirem.

Macedo tem 10 milhões de livros vendidos, alguns deles extremamente críticos à Igreja Católica e a algumas religiões africanas.

Seu maior movimento aconteceu na década de 1980, quando adquiriu a rede Record, a segunda maior emissora do Brasil. Além disso, é dono do jornal “Folha Universal”, que tem uma circulação de 2,5 milhões de exemplares, e da gravadora Record News.

casal ernandesSeguindo os passos de Macedo, Valdemiro Santiago é ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. Após se desentender com o chefe, ele fundou sua própria igreja –a Igreja Mundial do Poder de Deus, que tem 900 mil seguidores e mais de 4.000 templos, muitos deles adornados com imagens dele. Sua fortuna é estimada em R$ 400 milhões.

Entre outros pastores citados pela Forbes, estão Silas Malafaia, R. R. Soares, Estevan Hernandes Filhos e a bispa Sônia.

Muitos pastores brasileiros conseguiram passaportes diplomáticos nos últimos anos. Alguns, especialmente os mais ricos, são cortejados por políticos em época de eleições. Para finalizar, igrejas são isentas de impostos.

 

Sem comentário para "Forbes lista os seis líderes milionários evangélicos no Brasil"


deixe seu comentário