Linha Livre com Geraldo Castro | Casos de Polícia
Domingo, 29 de novembro de 2020.

Casos de Polícia

Polícia prende secretário de Finanças de Satubinha com grande quantia em dinheiro, cheques e documentos

 O secretário de Finanças do município de Satubinha, José Ribamar Fernandes Sousa , 60 anos, foi preso, na madrugada do domingo (21), durante uma fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 85 da BR-135,  no município de Itapecuru-Mirim. O secretário seguia em direção a São Luís.

No interior do veículo, um Fiat Estrada, cor verde, de placas NIQ 3999, foram encontrados 9 projéteis calibre 38; 2 projéteis calibre 12; certa quantidade de chumbinho calibre 5,5 mm; 2 rádios de comunicação portáteis; 4 celulares; e a quantia de R$ 32.780,00 em espécie.

O delegado Odilardo informou que no veículo do secretário foram encontrados também vários documentos da Prefeitura, talões de cheque, cheques assinados e preenchidos, e comprovante de pagamentos a várias pessoas. Todo esse material apreendido aponta indícios de agiotagem no município de Satubinha.

Em relação à quantia apreendida, o secretário alegou que seria para efetuar os pagamentos dos funcionários municipais de Satubinha, nesta segunda-feira (22). José Ribamar Fernandes foi conduzido à Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim e autuado pelo crime de porte ilegal de munição, pelo delegado plantonista, Odilardo Muniz Lima Filho.

Ele foi ouvido e, em seguida, liberado, mediante pagamento de fiança arbitrada pelo delegado, no valor de cinco salários mínimos, quantia equivalente a R$ 3.110,00.

Os documentos e a quantia apreendida devem ser encaminhados à comissão de delegados que investiga crimes de agiotagem, em São Luís, presidida pelo delegado Maymone Barros Lima.

MAIS POLÍCIA…

Polícia Civil busca autores de homicídio em Barreirinhas

 A Polícia Civil investiga um homicídio ocorrido no Povoado Mumbuca, município de Barreirinhas, na madrugada desta segunda-feira (22), que vitimou Robson Aguiar da Silva, 24 anos.

Os suspeitos do crime foram identificados como Alteredo e Herculano, pai e filho. De acordo com informações da delegada Viviane Fontenelle Azambuja, da Delegacia de Barreirinhas, os autores e a vítima tinham uma rixa antiga, motivada por uma dívida. No ano passado, Robson teria cobrado o valor e na ocasião acabou ferindo um deles com uma faca.

O crime ocorreu em uma festa que estava acontecendo naquele povoado.  Segundo relatos de testemunhas, a vítima estava saindo local, quando foi agredida a pauladas na cabeça, vindo a óbito no local. Logo após o crime, os autores se evadiram.

A delegada Viviane informou que os policiais estão em diligências a fim de localizar os autores do homicídio.

 

Polícia Civil instaura inquérito para apurar fuga de preso em delegacia de São Luís

 

A Polícia Civil já instaurou inquérito para apurar a fuga do preso Glayson Marcena de Sousa, 26 anos, ocorrida no sábado (20), da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), na Vila Palmeira, em São Luís. Segundo informações do delegado Paulo Hertel, Glayson fugiu por um buraco feito no teto de uma das celas. No momento da fuga, um carcereiro plantonista e um vigilante faziam a segurança do local.

 

Além de Glayson, outros quatros presos também estavam detidos nas carceragens. Todos já foram transferidos para uma Unidade Prisional de São Luíis, até que sejam finalizados os reparos no local.

 

O foragido é primo legitimo do assassino confesso do jornalista Décio Sá, Jhonatan de Sousa Silva. De acordo com subdelegado Geral, Marcos Afonso Junior, não há ligação de Glayson com o esquema montado para assassinar o jornalista. “Ele (Glayson) estava preso por tráfico desde o mês de junho. No bojo das investigações não encontramos nenhuma ligação dele com o assassinato”, comentou o delegado.

 

A SPCC já instaurou um inquérito administrativo para apurar se houve falhas na estrutura física ou ainda de algum funcionário. As imagens das câmeras do circuito interno já estão sendo analisadas pela Polícia. Equipes da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e da DRFV realizam diligências a fim de localizar o foragido.

 

Glayson, que é natural de Rio Maria (Pará), respondia por tráfico de drogas, associação e porte ilegal de arma. Ele foi preso no dia 5 de junho deste ano, juntamente com Jhonatan de Sousa Silva, em uma residência de luxo localizada na Rua General Artur Carvalho, no Bairro do Turú, em São Luís. Na época da prisão foram apreendidas com a dupla, duas armas, sendo uma escopeta calibre 12 e uma pistola ponto 40; e ainda 10 quilos de crack.

 

 

Sem comentário para "Casos de Polícia"


deixe seu comentário