Linha Livre com Geraldo Castro | Rodoviários não cumprem determinação de manter 60% da frota
Sábado, 26 de setembro de 2020.

Rodoviários não cumprem determinação de manter 60% da frota

NA BAHIA..

Os rodoviários deflagraram greve nesta quarta-feira (23) por tempo indeterminado. Apesar da determinação da Justiça para que 60% da frota seja mantida no horário de pico (período de maior movimento na capital – das 5h às 8h e das 17h às 20h) e 40% no horário de menor movimento, os ônibus não estão circulando nesta manhã em Salvador.

A reportagem de A TARDE percorreu os bairros de Pernambués, Costa Azul, Sussuarana, Brotas, além da Avenida Tancredo Neves, Paralela, Bonocô, ACM, BR-324 nas imediações da Brasilgás, o Centro Administrativo da Bahia (CAB) e a Estação Pirajá e não avistou veículos do transporte coletivo urbano trafegando na cidade.

Alguns micro-ônibus do Transporte Complementar e veículos clandestinos estão circulando. Taxistas também aproveitam para pegar mais de um passageiro nos pontos de ônibus.

O diretor de comunicação do sindicato da categoria, Ubirajara Sales, disse que a orientação do sindicato para os rodoviários é para obedecer a determinação judicial. “Orientamos os companheiros para isso (cumprir a decisão da Justiça), mas não podemos obrigar as pessoas a irem para a garagem”, argumenta.

O vice-presidente do sindicato, Euvaldo Alves, tem o mesmo discurso. “Fiz ronda nas garagens e os rodoviários não estão nem indo para a garagem. Nem estamos precisando impedir a saída de carros. Não temos como controlar que a determinação da justiça seja cumprida”.

O não cumprimento da decisão judicial pode acarretar multa diária no valor de R$ 50 mil.

Ao contrário dos movimentos dos anos anteriores, quando era comum a presença de sindicalistas nas portas das garagens, esse ano essa situação não foi flagrada pela equipe de reportagem. O clima é tranquilo nas garagens das empresas Joevanza, Vitral, BTU, União, Boa Viagem e São Cristovão.

Apesar da paralisação dos motoristas, a maioria dos pontos de ônibus e estações de transbordo não estão lotados.

O segurança Saulo Rodrigues, 31 anos, tentou arriscar e foi para o ponto de ônibus da Avenida Bonocô às 6 horas e até as 7 horas não tinha passado nenhum ônibus. “Estou pensando em voltar para casa porque não tem ônibus”.

Interior – A greve também atinge o transporte intermunicipal em Feira de Santana. Passageiros recorreram as vans e carros particulares para se deslocarem para outros municípios.

Em Itabuna, representantes do sindicato da categoria na cidade disseram que não aderiram ao movimento, mas que vão fazer uma assembleia na sexta-feira (25) para avaliar se também vão parar.

Nas cidades de Vitória da Conquista, Eunápolis e Barreiras, não há greve e os ônibus circulam normalmente.
Reivindicação – Os rodoviários querem a volta do pagamento do quinquênio e reajuste salarial calculado com base no índice de inflação medido pelo Dieese mais 3% de ganho real. De acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), que intermedia a negociação, o patronato não ofereceu contraproposta.
Confira alternativas de locomoção na falta dos ônibus:
Chame Táxi Contato: 08002847576/3241-2266/ 3241-8888 / chametaxisalvador.com.br
Elitte Táxi Contato: 3432-4040 / www.elittetaxi.com.br
Táxi de Salvador Contato: 7811-6405 / 123*1805 / 8835-4800 / 8821-2131 / 9317-3540 / 9305-7521 / 8218-2625 / taxidesalvador.com.br
Rádio Táxi Salvador Contato: 3324-4333 / 08002844336 / www.rtsba.com.br
Ligue Táxi Contato: 3277-7777
Teletáxi Contato: 3341-7329
Mototáxi Os pontos costumam funcionar em locais de movimentação de cada bairro
Vans Geralmente, fazem o mesmo percurso das linhas convencionais
Transporte solidário entre amigos que cotizam a despesa do combustível.
Informações de A Tarde de Salvador

Sem comentário para "Rodoviários não cumprem determinação de manter 60% da frota"


deixe seu comentário