Governo inaugura Escola Digna na cidade de Cajari

Governador Flávio Dino conversa com alunos em Cajari.

A cidade de Cajari recebeu ontem, 20/11/2018 a visita do governador Flávio Dino, acompanhado do secretário de Educação, Felipe Camarão e do deputado eleito Marcelo Tavares, e, entregou a nova escola digna do município o Centro de Ensino Quíncio Pinto Muniz depois de uma completa reforma e adequação daquela unidade para quase 500 alunos.

Secretário Felipe Camarão com alunos.

Única escola de Ensino Médio da cidade de Cajari, o C.E. Quíncio Pinto Muniz foi fundado em 1980 e era uma residência que foi adaptada para funcionar como escola. Nesses 38 anos, passou por uma única obra significativa em 1984, sendo que agora foi praticamente reconstruída e ganhou uma nova estrutura.

C.E.Quíncio Pinto Muniz em Cajari, o antes e o agora.

A obra recebeu investimentos na ordem de R$ 1.533.373,00 que garantiram serviços de revisão da cobertura e dos sistemas elétrico e hidráulico, colocação de piso, esquadrias, revestimento, forro PVC e extintores, além de pintura geral, ampliação de salas de aula, reforma e adequação da cozinha com construção de casa de gás e lixeira, reforma dos banheiros e, finalmente, a climatização há muito esperada pela comunidade escolar, para a qual foi instalada uma subestação de energia.

Quadra poliesportiva nova

O investimento contemplou ainda a reforma da quadra poliesportiva com pintura e instalação de alambrado novo, além da limpeza do poço artesiano e instalação de caixa d’água e cisterna.

Na oportunidade o governador Flávio Dino(PCdoB) refirmou seu compromisso com a educação e disse ter ficado muito feliz com a completa reestruturação e reforma da escola que vai beneficiar os alunos do ensino médio da cidade de Cajari. O secretário Felipe Camarão se disse emocionado ao participar da C.E.Quíncio Pinto Muniz, e reafirmou sua dedicação ao programa Escola Digna que ele vem tão bem conduzindo na gestão do atual governo: “Não posso deixar de me emocionar, pois encontramos esta escola em estado deplorável, mais hoje a realidade é outra e tenho certeza que os alunos farão bom uso deste patrimônio”

sem comentário »