Segunda-feira, 18 de novembro de 2019.

Em vistoria ao Mercado das Tulhas prefeito Edivaldo confirma que o Mercado da Cohab será o próximo a iniciar reforma

As reformas integram o Programa São Luís em Obras, que está com mais de 20 frentes de trabalho pela cidade; entre as ações estão as de melhoria da infraestrutura da cidade, reforma de espaços públicos, unidades de saúde e de educação, entre outros serviços

Em vistoria ao Mercado das Tulhas prefeito Edivaldo confirma que o Mercado da Cohab será o próximo a iniciar reformaO prefeito Edivaldo Holanda Junior vistoriou, nesta quinta-feira (10), as obras de reforma do Mercado das Tulhas, na Praia Grande, importante mercado da capital e um dos pontos turísticos mais visitados do Centro Histórico de São Luís. A reforma estrutural é ampla, dos pilares às instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, até o piso e o telhado. A reforma integra o Programa São Luís em Obras, que está com mais de 20 frentes de trabalho pela cidade beneficiando bairros da cidade com asfaltamento, construção de praças e mercados, reformas de unidades de saúde e de educação, intervenções de trânsito, entre outras. Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo confirmou que o Mercado da Cohab será o próximo a iniciar reforma.

“O Mercado das Tulhas é um espaço de importância histórica para São Luís e estamos realizando uma reforma estrutural, como há muitos anos não acontecia, para devolver aos feirantes e à população um local totalmente renovado, do piso ao teto, com acessibilidade e conforto. Lembrando que estamos também reformando, ou melhor, construindo um novo mercado no Coroadinho e na próxima semana devemos iniciar os trabalhos no mercado da Cohab. Pela primeira vez na história da cidade, mercados da capital recebem este volume de investimentos”, destacou o prefeito Edivaldo, que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda dos secretários municipais Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos) e Ivaldo Rodrigues (Agricultura, Pesca e Abastecimento).

O superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no Maranhão; Mauricio Itapary e o presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Osmar Filho, também acompanharam o prefeito na vistoria.

Ainda durante a vistoria, o prefeito Edivaldo destacou as frentes de asfaltamento no Conjunto Vinhais, Cohatrac, Angelim e na Avenida Guajajarás, que somam quase 50 quilômetros de asfalto, obras que foram iniciadas há poucos dias e que avançam com vias já concluídas. “Temos também obras de infraestrutura, na área de educação e da saúde. Enfim, estamos intensificando a cada dia os trabalhos, desde que findou o longo período de chuvas deste ano”, ressaltou.

“O Mercado das Tulhas passará por uma reforma completa em toda a sua estrutura, incluindo a parte elétrica, sistema de combate a incêndio, cobertura, piso, sistema de esgoto sanitário, ou seja, será um novo mercado, que trará mais emprego e renda para a cidade. Todo este projeto foi aprovado pelo IPHAN e está sendo observada a questão da preservação dos aspectos históricos e arquitetônicos do local”, comentou Maurício Itapary, superintendente do IPHAN no Maranhão.

O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, destacou o rigor na execução das obras. “Estamos em dias com o cronograma dos projetos já em andamento. A proposta é erguer estruturas modernas, com benefícios que não haviam antes, como acessibilidade, conforto ambiental para os feirantes e usuários, sistema de combate a incêndio, novas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias”, comentou Antônio Araújo.

“Já estamos com obras avançadas no Coroadinho e no Mercado das Tulhas. Eu considero que este é um momento histórico importante da administração do prefeito Edivaldo, em que se assume o compromisso de recuperar importantes equipamentos públicos, como este, do Mercado das Tulhas, de enorme valor histórico e de grande atração turística”, ponderou o secretário Ivaldo Rodrigues.

APROVAÇÃO

A vice-presidente da Associação dos Feirantes da Praia Grande, Aradiane Pacheco Cruz, disse que há mais de 40 anos o Mercado das Tulhas não passava por uma reforma estrutural tão ampla e que os feirantes, de modo geral, estão se adaptando à nova rotina de trabalhar nas barracas cedidas pela Prefeitura de São Luís, instaladas nas adjacências do mercado. “O mercado precisava desta reforma, pois recebemos todos os dias muitos turistas e algumas situações eram vergonhosas, como problemas nos esgotos e nos banheiros, além do aspecto geral da feira, que estava nitidamente precisando de renovação”, acrescentou.

A feirante Lúcia Furtado trabalha há cerca de 55 anos no Mercado das Tulhas. Ela vende refeições e o ponto forte do seu negócio é o almoço. Hoje, enquanto o mercado está sob reforma, ela instalou-se em uma barraca externa ao mercado. A Prefeitura cobriu o local com tendas de lona, armadas em estruturas metálicas, que oferecem sombra aos feirantes e frequentadores. “Enquanto a obra anda a gente trabalha aqui. Continuamos a trabalhar, a ganhar o sustento diário da família e, por isso, não tivemos um grande prejuízo”, ponderou a experiente feirante, que trabalha no mercado desde novembro de 1964.

MERCADO DAS TULHAS

Construído no início do século XIX, o Mercado da Praia Grande, também conhecido como Mercado das Tulhas, ou Casa das Tulhas, era inicialmente um conjunto de barracas destinadas a celeiro público, no Centro de São Luís.

Hoje, o local é tombado pelo Governo Federal, e de área considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Por conta disto, o projeto de manutenção e reparação da edificação segue padrões rígidos para manter os elementos construtivos originais do espaço, conservando um bem cultural que faz parte do Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da Cidade de São Luís.

No Mercado da Praia Grande, o telhado está sendo desmontado e o piso demolido. A obra prevê ainda a recuperação do sistema de esgoto e de abastecimento de água, além da reforma dos banheiros. O mercado possui pontos comerciais em todo seu entorno como lojas, restaurantes, bares, lojas de artesanato e ateliê de pintura.

O objetivo das obras na Casa das Tulhas é melhorar os serviços prestados ao público consumidor, garantindo a segurança aos frequentadores e trabalhadores do local, visando à acessibilidade e conforto e promovendo a revisão e modernização das redes de instalações de todo a área do mercado.

sem comentário »