Detran alerta pais para a segurança das crianças no trânsito

Aproveitando a Semana da Criança, o Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) relembra os cuidados que todos, principalmente os pais, devem ter com as crianças na hora de trafegar com elas pelas ruas e faixas de pedestres. As crianças estão entre os usuários mais frágeis do trânsito.

 

Dados do Ministério da Saúde apontam que crianças entre 1 e 14 anos, estão 40% das vítimas fatais em acidentes de trânsito. Em todo o mundo, 250 mil crianças morrem, todos os anos, no trânsito, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Os acidentes de trânsito, que incluem atropelamentos, passageiros de veículos, motos e bicicletas, representaram 33% destas mortes, segundo a ONG Criança Segura.

 

O coordenador de Educação para o Trânsito do Detran-MA, Roberval Lopes, explica que nas ruas, os responsáveis devem acompanhar as crianças e segurá-las no pulso ao andar nas calçadas e atravessar as vias. “Quem acompanha uma criança não deve deixar que ela a segure na mão, o responsável adulto é que deve ter essa preocupação e por isso, aconselhamos que segure no pulso em vez da mão, assim, dificilmente a criança se solta”, explica Lopes.

 

Utilizar as ruas como área para a prática de esportes e brincadeiras também deve ser evitado para a segurança das crianças. Muitos acidentes ocorrem por causa da distração, com crianças que surgem correndo atrás de uma bola ou tentando recuperar uma pipa que estava empinando.

 

Quando se fala de educação para o trânsito, os pequenos são parte importante, eles também devem ser orientados sobre as leis e prevenção de acidentes. Ações são realizadas com frequência pelo Detran-MA dentro das escolas, onde as crianças aprendem sobre os sinais de trânsito e pequenas regras que podem ser praticadas no dia a dia, como atravessar as ruas na faixa de segurança.

 

“As crianças aprendem com facilidade e seguem o exemplo dos adultos. Desde pequenas, elas podem conhecer algumas leis. A criança que é orientada desde cedo sobre as normas, com certeza, vai se tornar um pedestre ou condutor mais consciente no futuro, ajudando na redução da violência no trânsito”, destaca o Diretor Geral do Detran-MA, André Campos.

No transporte em veículo automotor de quatro rodas, os menores de 7 anos e meio, ou com altura inferior a 1 metro e 45 centímetros, devem utilizar dispositivos adequados para a sua segurança, conforme a estatura. Bebês devem ser transportados em uma cadeirinha do tipo bebê-conforto; até quatro anos de idade, cadeirinhas; e antes que atinja a altura para o uso do cinto, a criança deve usar os assentos de elevação.

 

No caso das motocicletas, a atenção também deve ser redobrada. A lei diz que a criança a partir dos 7 anos pode ser transportada na garupa da moto, mas o código de trânsito explica ainda que ela tem que ser capaz de se segurar sozinha utilizando as alças laterais da moto, ou seja, deve ter estatura e força suficientes.

Lopes lembra sobre o uso de capacetes. “Flagramos nas ruas muitas crianças utilizando o capacete da mãe, em tamanho adulto, ou mesmo, sendo transportadas sem capacete, o que é muito perigoso e proibido. A criança deve ter um capacete próprio para o tamanho dela, e com todos os itens necessários para que fique bem preso à cabeça e não fique balançando, como a proteção que chamamos de jugular e que deve ser afivelada abaixo do queixo da criança”, ressalta Lopes.

 

Os estudantes Fernando da Silva, de 6 anos e a Larissa Stéfani, de 8 anos, dizem que já conhecem as leis de trânsito e o significado das cores do semáforo. “Amarelo é atenção, vermelho pra parar e verde, pode passar”, falou o garoto. Os dois disseram que não andam nas ruas sem segurarem a mão de um adulto. Larissa Stéfani revelou que prefere atravessar em faixa de segurança que tem semáforo. “Eu tenho medo e minha mãe fala que é preciso esperar o sinal fechar e ver que todos os carros pararam, para atravessar pro outro lado”, comenta ela.

 

Os pais revelaram preocupação em ensinar os filhos sobre as regras de trânsito. Maria Cecília, vendedora, mãe de uma menina de 6 anos, fala que com criança todo cuidado é pouco. “A minha filha adora correr, por isso sempre seguro na mão dela quando estamos na rua. Na hora de atravessar a faixa o cuidado é redobrado”, afirma Maria Cecília.

 

Carlos Humberto Pereira, comerciário, pai de um garotinho de 4 anos, concorda que as crianças merecem mais atenção, e denuncia que, a engenharia de trânsito, muitas vezes, não leva em consideração as crianças como usuárias do trânsito. “O meu filho já está grandinho, mas prefiro ainda atravessar a faixa de pedestres com ele no colo, carregando. Com 4 anos, ele anda devagar, e o tempo da maioria dos semáforos quando está fechado é curto, tenho receio de não conseguir atravessar com ele caminhando. Aconteceu uma vez do semáforo abrir e ainda estarmos no meio da faixa”, lembrou o pai.

 

Dicas importantes:

 

– Não permita que uma criança menor de 10 anos atravesse a rua sozinha. As crianças têm dificuldade de julgar a distância e a velocidade em que os carros estão.

 

– Vista as crianças com roupas de cores claras e vibrantes: amarelo, vermelho, por exemplo. Como elas são menores, muitas vezes os motoristas não conseguem vê-las.

 

– Não permita o uso das vias para andar de patins, skate ou bicicleta. Todos devem fazer essas atividades no parque, clube, praça, ou outro ambiente seguro longe da circulação de veículos automotores.

 

– Se a bola cair na rua não permita que a criança saia para buscá-la, apenas uma pessoa adulta deve se submeter a uma tarefa como essa.

Informações: Dentran -MA

sem comentário »

Assinada ordem de serviço para obras da nova sede da Ciretran de Balsas

André Campos assina ordem de serviço para construção de Ciretran

André Campos assina ordem de serviço para construção de Ciretran

O diretor Geral do Departamento estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), André Campos, assinou, nesta quarta-feira (27), ordem de serviço para obras de construção da nova sede da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Balsas. O evento ocorreu no local onde funcionará a nova sede, no bairro Potosi. O evento contou com a presença do chefe da 4ª Ciretran, Madson Galvão,  vereadores, gestores do setor de segurança, entre outras autoridades.

 

A sede da Ciretran da Região de Balsas vai contar uma área total de mais de 7 mil  m², envolvendo o prédio administrativo 475 m², prédio anexo com 177 m², guaritas, estacionamento com 60 vagas, paisagismo e urbanismo de toda a área, conclusão de acesso para portadores de necessidades especiais, além de iluminação na área operacional e pública.

 

André Campos destacou que esta obra atende as necessidades do Sul do Maranhão. “O Detran do Maranhão tem o projeto audacioso de ter sedes modernas em todas as Ciretrans. Já conseguimos assinar a ordem de serviço de Imperatriz. Em Balsas, da mesma forma, nós queremos dar esse presente de Natal para população e entregar a nova sede no mês de dezembro. Uma sede moderna, que atenda bem os usuários com agilidade e transparência”, afirmou.

 

O prazo para a entrega das obras é de, no máximo, seis meses, contando a partir da assinatura da ordem de serviço. No entanto, a diretoria estabeleceu uma meta de entregar até dezembro de 2014. Um dos destaques do projeto é a construção de uma área específica para o exame prático de duas rodas e do exame teórico.

 

Para o chefe da 4ª Ciretran de Balsas, Madson Galvão, a nova sede vai contribuir para a melhoria e ampliação do trabalho realizado na cidade. “Essa assinatura marca não apenas a retomada de uma obra, mas retomada de um sonho. E com essa obra vai mudar muita coisa, hoje Balsas é terceira frota do estado. Nós temos uma demanda muito grande tanto de veículos, quanto de habilitação e com a nova sede poderemos prestar um serviço de excelência para população”, destacou.

 

 

 

sem comentário »

Diretor geral do Detran/MA recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de São Luís

download (2)O diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA), André Campos recebeu oficio do presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, vereador Antonio Pereira Filho, informando da Moção de Congratulações e Aplausos pelo sucesso da campanha educativa ?Carnaval é gostoso de viver, não dirija depois de beber?.

?Cada campanha educativa que realizamos tem o objetivo maior de sensibilizar as pessoas para que possamos reduzir o número de acidentes e mortes. Fico imensamente gratificado de receber em nome do Detran-MA um reconhecimento da Câmara de Vereadores de São Luís, que representa a nossa sociedade. Aproveito para externar esse reconhecimento a todos os profissionais e educadores do Detran-MA que trabalharam e nos ajudaram a fazer essa campanha?, ressaltou André Campos.

A Moção de nº 036/2014 foi requerida pelo vereador Armando Costa, que reiterou seus aplausos pela iniciativa dos colaboradores, educadores e direção do Detran-MA ao idealizarem e executarem a campanha realizada no período de carnaval. A campanha cumpriu seu objetivo de reduzir o número de acidentes e mortes, que acontecem principalmente nos períodos festivos em virtude da combinação álcool x direção.

Vale ressaltar que a Moção de Congratulações e Aplausos foi subscrita pelos vereadores Professor Lisboa, Francisco Carvalho, Beto Castro, Marlon Garcia, Nato, Josué Pinheiro, Honorato, Pedro Lucas, Dr. Gutemberg e José Joaquim.

 

sem comentário »

Ações conjuntas de educação no trânsito e fiscalização são fundamentais para reduzir índices de acidentes fatais, destaca André Campos, do Detran-MA

images (3)Os acidentes de trânsito são responsáveis por milhares de mortes e feridos, principalmente em períodos festivos como o carnaval, quando uma grande parte das vítimas, na maioria jovens, aumentam os índices em todo o País, e no Maranhão não é diferente.

Ações conjuntas de fiscalização de todas as forças sejam municipais, estaduais e federais juntamente com o trabalho de educação dos órgãos competentes e da própria sociedade civil organizada são iniciativas que devem ser consideradas ao se analisar uma alternativa viável para tentar frear esses números assustadores.  

Foi com essa prerrogativa que o Diretor Geral do Detran-MA, André Campos avaliou de forma positiva a redução de 66% dos acidentes fatais nas rodovias federais do Maranhão, de acordo com levantamento da Polícia Federal do Maranhão que atuou fiscalizando e autuando os motoristas ao longo do período carnavalesco, inclusive em parceria com o Departamento de Trânsito nas saídas da capital.

“Todos nós, participantes do sistema de trânsito, temos responsabilidade na diminuição de conflitos e acidentes de trânsito. Os papéis dos indivíduos no trânsito não são estáticos. Todos devem estar conscientes de seus direitos e deveres e agir de modo menos egoísta para tornar o trânsito mais humanizado. Os educadores de trânsito são responsáveis por ensinar regras de bom comportamento no trânsito, sensibilizando e educando as pessoas para se construir um trânsito melhor, com uma visão mais social do trânsito e as forças policiais atuam no sentido de punir os motoristas infratores que por ventura desrespeitam o Código de Trânsito!”, destacou Campos.

Além da combinação fiscalização e educação, a nova lei seca que passou a ser mais rígida e as próprias formas de comprovação da infração e do crime pelo agente de trânsito foram fundamentais para essa redução nacional e estadual no número de acidentes. Em todo o Maranhão, foram feitos mais de 700 testes de alcoolemia, que resultaram em 60 autuações de lei seca, mais de 300 autos de infração de trânsito e 36 prisões. Foram mais de 5.000 veículos fiscalizados e um acréscimo de 244% em relação a 2012, no número de ocorrências de embriaguez ao volante de acordo com dados da PRF e da PMMA.

No ranking de acidentes de trânsito, por número de mortes, o Maranhão ficou na 12ª posição entre os estados brasileiros. Em todo o país ocorreram 3.149 acidentes nas rodovias federais, com 1.793 feridos e 157 mortes. Em Roraima, Rondônia, Acre, Amazonas e no Ceará não foi computado nenhum óbito pela PRF durante os dias de folia.

Durante a operação Carnaval em todo o país houve uma redução de 18% no número de mortes em todo o país, enquanto que no Maranhão esse índice foi de 66%. Essa foi a maior redução dos últimos 10 anos no país, fato que merece ser destacado.

“A fiscalização se faz necessária para que possamos diminuir os índices de acidentes, essa é cumprir a determinação da Governadora Roseana Sarney”, enfatizou o diretor-geral do Detran, André Campos.

Paralelo as ações nas ruas, o Detran-MA por meio da educação para o trânsito iniciará em março as atividades dos projetos Detran nas Escolas e Escolas no Detran, que será também ampliado para as universidades. “É fundamental que todos nós, ao exercermos nossos papéis no trânsito, sigamos as normas, cobrando nossos direitos e cumprindo nossos deveres, sendo cidadãos educados e nos colocando como figuras de especial importância para um trânsito mais seguro”. Assim, poderemos ter menos mortes e sofrimentos, finalizou Campos.


sem comentário »