Max Barros defende despoluição visual do Centro Histórico de São Luís

 

download

O deputado Max Barros (DEM), na sessão desta segunda-feira (18), anunciou que deu entrada junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a um projeto de lei que obriga as concessionárias de energia e de telefonia a despoluir toda área tombada do Centro Histórico de São Luís, incluindo as ruas Grande, do Sol e da Paz.

 

De acordo com o projeto as concessionárias de serviço público que cuidam da energia e da telefonia e que têm exploração de rede a cabo, são obrigadas a tirar toda a rede aérea e colocar subterrânea, só permanecendo os postes para iluminação adequados ao padrão do patrimônio histórico. Segundo Max Barros, a iniciativa dará mais segurança às pessoas, tendo em vista que as redes elétricas ficam próximas das sacadas dos sobradões e, a qualquer momento, pode haver um acidente.

 

“A maior distorção que existe em relação à área tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual é a poluição visual causada pelos cabos das redes elétricas, telefônicas, dos postes e os transformadores que poluem todo o visual da área que não foi recuperada como, por exemplo, a Rua Grande e Rua da Paz que podem ter uma tendência para ser um grande shopping aberto para a população de São Luís”, afirmou Max Barros, destacando ainda que a rede subterrânea é mais segura até em termos de manutenção e de garantia da energia. “Se a rede for subterrânea, nós teremos menos interrupção de energia”.

 

O deputado também sugeriu a compra de casarões particulares e a transformação destes em moradias para a população. Ele acredita que essa medida vai dar mais vida para o Centro Histórico e uma permanente manutenção daquele local. “A minha preocupação com o Centro Histórico, não é de agora. Eu apresentei uma Emenda Constitucional que garante um percentual do ICMS a ser aplicado na preservação e manutenção do Centro Histórico, mas, infelizmente, ainda não foi regulamentada essa lei. Mas nós iremos lutar para que haja uma lei regulamentando para garantir recursos para sua preservação”.

 

Sem comentário para "Max Barros defende despoluição visual do Centro Histórico de São Luís"


deixe seu comentário