Taguatur Transportes e Santa Clara receberam premiação

 O presidente do Grupo Taguatur, José Medeiros, com a diretora Ana Carolina Medeiros, e os gerentes Joelma Nogueira, Marco Aurélio Panzzini e Elthon Silva.

O presidente do Grupo Taguatur, José Medeiros, com a diretora Ana Carolina Medeiros, e os gerentes Joelma Nogueira, Marco Aurélio Panzzini e Elthon Silva.

Neste mês de novembro a Taguatur Transportes e a Transportes Santa Clara, empresas de transporte urbano do grupo Taguatur foram premiadas pela CEPIMAR – Federação das Empresas de Transportes Rodoviários dos Estados do Ceará, Piauí e Maranhão, respectivamente nas categorias “Melhoria da Qualidade do Ar” e “Empresa 100%”. A premiação é realizada todos os anos e contempla as empresas que atuam nos estados Ceará, Piauí e Maranhão.

 

O Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar, concedido à Taguatur Transportes, tem como objetivo reconhecer o trabalho das empresas do setor de transporte de passageiros e cargas que investem em projetos ambientais e ações sustentáveis. A iniciativa premia as melhores ações das empresas na busca pela diminuição da emissão de gases poluentes na atmosfera e pelo uso racional dos combustíveis através do Programa Despoluir, coordenado pela Federação dos Transportes – CEPIMAR.

 

O Certificado de Qualidade Empresa 100% foi concedido à Transportes Santa Clara representa o reconhecimento às empresas que não tiveram nenhuma multa aplicada pelos órgãos fiscalizadores e cujas frotas foram aprovadas pelo Despoluir. Receberam o Certificado oito empresas de transporte de passageiros e quatro de cargas.

 

TAGUATUR TRANSPORTES

 

A Taguatur Taguatinga Transportes e Turismo fundada em Brasília, no ano de 1968, é uma das maiores e mais bem estruturadas empresas do segmento de transporte coletivo do Brasil. Com matriz em São José de Ribamar (MA), a “Taguatur Transportes” atua também nas cidades de São Luís (MA), Teresina (PI), Santo Antonio Descoberto (GO) e Águas Lindas da Goiás (GO).

No início da história da empresa, mesmo com o trabalho avançado no Centro-Oeste, seu presidente José Medeiros percebeu a oportunidade de investimento no Maranhão e, em mais uma atitude empreendedora, decidiu em 1971, mudar-se para São Luís, cidade onde foi instalada na época a matriz. Empreendedor e visionário, ele ampliou os negócios e tornou-se um dos responsáveis por grande movimentação na economia dos estados de atuação.

 

Com administração familiar, matriz e filiais trabalham sempre em busca da excelência na qualidade de seus serviços, atuando como uma empresa cidadã e socialmente responsável. Seus valores e ações são seu grande diferencial. Isso se deve à preocupação constante com atividades que transcendem ao seu serviço e a forte aplicação de sua filosofia junto aos colaboradores e comunidade. O desenvolvimento de projetos de responsabilidade social e ambiental são alguns exemplos que fazem da Taguatur Transportes uma referência do segmento de transporte coletivo do Brasil.

 

sem comentário »

Secretário Luis Fernando participa de Dia de Campo em Humberto de Campos

Foto 1 Luis Fernando em Humberto de Campos foto Geraldo FurtadoO secretário de Estado de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, representando a governadora Roseana Sarney, participou, nesta sexta-feira (22), do 2º Dia de Campo do povoado Mutuns, no município de Humberto de Campos.  O objetivo principal do evento foi a difusão de tecnologias apropriadas para a produção de hortifrutos irrigados como alternativa de cultivo para empreendedores rurais no Território da Cidadania Lençóis/Munim.

Luis Fernando Silva destacou que a agricultura familiar intensifica o crescimento social e econômico do Maranhão. O secretário, que estava acompanhado do prefeito do município, Raimundo Nonato dos Santos, o Deco, e dos deputados estaduais Max Barros e Eduardo Braide, falou de sua experiência quando prefeito do município de São José de Ribamar, onde implantou projetos modelos em pólos agrícolas, que resultaram no desenvolvimento do município e gerou renda e emprego para famílias da região.

“Fui convidado para trazer, hoje, neste Dia de Campo, a experiência da cidade de São José de Ribamar na área da agricultura familiar e pesca artesanal. Mostramos como o município conseguiu gerar 2.200 oportunidades de trabalho, beneficiando 2.200 famílias de trabalhadores rurais e pescadores artesanais, melhorando a qualidade de vida e a renda”, destacou o secretário.

As ações realizadas por Luis Fernando Silva nessas áreas deram reconhecimento nacional ao município. “É possível. Não estou falando de sonho, nem de promessas. Essa é uma forma de estimular outros municípios, de dizer que o Maranhão rural, onde a agricultura familiar seja forte, gere emprego e renda, é possível”, completou Luis Fernando Silva.

O Dia de Campo é resultado de parceria entre o Governo do Estado, Sebrae, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Participaram do evento o representante do Sebrae, Mário Borralho, e o gerente do escritório da Agerp em Rosário, Valter Costa, além de ex-prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias locais.

 

Apoio técnico

O Governo do Estado tem dado apoio aos agricultores por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) que por meio de seus técnicos tem acompanhado a produção nos pólos agrícolas espalhados por todo o Maranhão. “Esse é um dia relevante para esta comunidade. A participação do governo no projeto é muito importante, pois sem isso não conseguiríamos dar andamento a este trabalho”, observou o prefeito Raimundo Nonato dos Santos, o Deco.

O presidente da Agerp, Jorge Fortes, disse que o dia de campo é um momento de difusão das tecnologias na produção de hortaliça utilizando uma ferramenta importante que é a irrigação artificial. “Esta é uma atividade de extrema importância para o ambiente e o tipo de ecossistema que temos na região”, observou.

Para o presidente da Associação dos Hortifruticultores de Mutuns, José Mário Bruzaca, o Dia de Campo é, também, um momento para divulgar a produção e atrair novos compradores para os produtos cultivados no pólo. “Aqui temos uma grande produção de mamão, maxixe, cheiro-verde, cenoura, melancia, entre outros produtos que são fonte de renda para as cerca de 60 famílias que vivem no local. O apoio do governo e da prefeitura é fundamental para o crescimento do nosso polo”, afirmou. Uma boa notícia foi dada aos produtores pelo deputado Eduardo Braide, a de que os agricultores vão ganhar mais kits de irrigação, patrulha mecânica.

 

sem comentário »

Prefeitura de Bacabeira recebe prêmio na Bahia

Sedes.BAA Secretaria de Desenvolvimento Social de Bacabeira foi uma das premiadas durante evento realizado esta semana, na Costa do Sauípe, estado da Bahia. O prêmio Responsabilidade Social é um reconhecimento pelas ações desenvolvidas pela SEMDES ao longo dos primeiros meses da gestão do atual prefeito, Alan Linhares.

A 5ª edição do prêmio avaliou gestões municipais a partir de critérios relacionados à coordenação das políticas públicas na área com foco no desenvolvimento social; combate à desigualdade social; estabelecimento de diretrizes de proteção e inclusão social;  plano municipal de Assistência Social e execução de programas sociais. A Secretaria de Desenvolvimento Social de Bacabeira concorreu com outras cinco mil cidades brasileiras, ficando entre as 50 melhores do país

“Estou muito feliz por estar aqui representando o município de Bacabeira, que, através deste prêmio tem seu trabalho reconhecido. Agradeço a toda minha equipe e aos colaboradores que, de uma forma ou de outra, contribuem  para o desenvolvimento de nosso município”,  destacou a secretária  municipal, Jacilene Corrêa, que participou do evento de entrega do prêmio, acompanhada do secretário-adjunto, Daniel Mendes.

sem comentário »

Aumento irregular de subsídios de vereadores motiva ACP por ato de improbidade

A Promotoria de Justiça da Comarca de São Luís Gonzaga do Maranhão (localizada a 253km da capital) propôs, em 14 de novembro, Ação Civil Pública por ato de improbidade contra vereadores e ex-vereadores, que aprovaram aumento irregular nos seus subsídios, causando prejuízos ao município. Ajuizou a manifestação o promotor de justiça Lindemberg do Nascimento Malagueta Vieira.

 

São réus na ação Antonia Hermenegilda Canuto (vereadora), José Matias dos Santos (vereador), Francisco Lopes de Castro (vereador), Sandra Oliveira Ferreira (ex-vereadora), Raimundo Oliveira de Andrade Filho (ex-vereador) e Raimundo Nonato Cutrim de Oliveira (ex-vereador).

 

Em 28 de dezembro de 2012, todos os referidos réus exerciam mandato no Legislativo Municipal e aprovaram, por unanimidade, a Resolução nº 05/2012, que autorizou o aumento dos subsídios dos vereadores de São Luís Gonzaga, ato que contrariou o artigo 29, inciso VI, da Constituição Federal, conforme explicou o promotor de justiça na ACP: “a fixação de subsídio de prefeito, vice-prefeito e vereadores, só poderá ser aprovada para ter vigência no mandato seguinte, antes de se saber quem os exercerá, em homenagem ao princípio da moralidade, que por certo deve pautar a atuação pública”.

 

Lindemberg Malagueta Vieira enfatizou também que, embora o aumento tenha sido aprovado em 2012 para ter vigência de 2013 a 2016, não foi observado o princípio da anterioridade, que legitima a votação de reajuste de subsídio somente antes das eleições municipais, pois foi aprovado no mês de dezembro, após o pleito que define a composição da Câmara e escolhe o administrador municipal.

 

O aumento irregular causou, até novembro de 2013, prejuízo ao erário no valor de R$ 94.371,53. “Os requeridos afrontaram os deveres de honestidade, legalidade e lealdade, traindo a confiança que lhes foi depositada pelos munícipes, para representar os seus interesses”, afirmou, na ação, o promotor de justiça.

 

 

PEDIDOS

Como medida liminar, o Ministério Público do Maranhão requer da Justiça a determinação da indisponibilidade dos bens pertencentes aos réus para englobar o valor de R$ 240.218,44, com a finalidade de garantir o ressarcimento dos danos materiais e morais causados ao Município de São Luís Gonzaga, conforme prevê a Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa).

 

Além desta sanção, a Promotoria solicita a condenação de Antonia Hermenegilda Canuto, José Matias dos Santos e Francisco Lopes de Castro à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo período de oito a dez anos, pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial, pagamento de até duas vezes o valor do dano, e de até 100 vezes a remuneração recebida pelo agente, proibição de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo prazo de 10 anos.

 

Para os ex-vereadores Sandra Oliveira Ferreira, Raimundo Oliveira de Andrade Filho e Raimundo Nonato Cutrim de Oliveira, o MPMA pede as seguintes penalidades: perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo período de cinco a oito anos, pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano, e de até 100 vezes a remuneração recebida pelo agente, proibição de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo prazo de cinco anos.

 

Todas as sanções são previstas na Lei de Improbidade Administrativa.

Informações do MPMA.

sem comentário »

Presidente do TCE defende maior aproximação entre gestores e a instituição

edmar_evento19_11_13O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Edmar Cutrim, defendeu nesta terça-feira (19) uma maior aproximação por parte dos gestores públicos do órgão de controle externo.

“O Tribunal não tem a função apenas de punir, o fazendo apenas quando é necessário Tem, principalmente, a função de orientar os gestores a aplicar corretamente os recursos para que, posteriormente, não tenham problemas com suas prestações de contas”, afirmou o conselheiro/presidente durante o II Encontro de Presidentes de Câmaras Municipais do Maranhão realizado no período da manhã na Assembleia Legislativa.

O evento organizado pela AL, em parceria com o TCE/Ma, reuniu centenas de presidentes de Câmaras que tiveram a oportunidade de participar de uma programação que os orientou a montar uma estrutura e uma equipe que se adequem às normas legais, classificando as despesas e observando as origens dos gastos do município, para que estejam fortalecidos como gestores e, no futuro, não tenham suas contas reprovadas e não fiquem impedidos de continuar o exercício da política.

Edmar Cutrim explicou que, de fato, ainda é grande o número de gestores (prefeitos, presidentes de Câmaras, ordenadores de despesas de órgãos públicos estaduais, dentre outros) que rotineiramente têm prestações de contas reprovadas pelo TCE. Ele atribuiu esta situação ao fato de que estes gestores, na maioria dos casos, não possuem uma assessoria técnica qualificada e que os oriente a aplicar os recursos em conformidade com a lei.

“O Tribunal possui técnicos qualificados que podem orientar os gestores. Possuímos, ainda, uma Escola de Contas que está à disposição. Por isso é importante que os gestores nos procurem, tendo em vista que o nosso objetivo é auxiliá-los”, disse Cutrim ressaltando a importância do Encontro.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo (PMDB), fez questão de ressaltar a parceria proveitosa entre o Poder Legislativo Estadual e a Corte de Contas. De acordo com ele, em muitos casos os gestores, especialmente os presidentes de Câmaras Municipais, erram de forma involuntária e sem maldade.

“O Tribunal de Contas do Maranhão está de parabéns por chamar para uma aproximação o gestor público. Somente desta forma, teremos administrações totalmente em conformidade com a lei”.

Avaliação semelhante fez o presidente em exercício da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PMN). “Eu mesmo faço questão de ir ao TCE conversar com os técnicos, pedir informações sobre a minha prestação de contas, que terei que apresentar. E recomendo a todos os demais colegas presidentes de Câmaras que também façam o mesmo”.

Palestras

A programação do II Encontro de Presidentes de Câmaras Municipais foi composta de palestras proferidas pelo conselheiro do TCE, José Caldas Furtado, e pelo procurador do Ministério Público de Contas, Jairo Cavalcanti.

Caldas Furtado abordou como tema “Julgamento dos Tribunais de Contas e sua Influência na Inelegibilidade do Gestor Público”, através do qual mostrou, passo a passo, como o gestor público deve proceder para apresentar uma prestação de contas de acordo com o que determina a lei.

Já Jairo Cavalcanti falou sobre os “Elementos Fundamentais da Prestação de Contas e a Instrução Normativa nº 28 do TCE”, palestra que também teve forte foco informativo.

sem comentário »

Governadora Roseana discute ações do Viva Maranhão em reunião com secretários

Foto 1 Viva Maranhão foto Handson ChagasA governadora Roseana Sarney se reuniu, nesta segunda-feira (18), com os secretários de Estado envolvidos no Programa Viva Maranhão para tratar sobre o nivelamento das ações e apresentação dos avanços e entraves para o desenvolvimento dos projetos. A reunião do Comitê Gestor dos Recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi realizada no Salão de Atos do Palácio dos Leões, em São Luís.

A governadora Roseana Sarney destacou a importância do encontro para avaliar o andamento do Viva Maranhão. “Essa é uma reunião de trabalho em que discutimos com todos os secretários envolvidos no programa, os avanços já alcançados e sobre como podemos ampliar ainda mais as ações em benefício da população”, ressaltou.

O Viva Maranhão tem por objetivo assegurar desenvolvimento ao estado, por meio de ações nas áreas de educação, saúde, saneamento ambiental, segurança pública, gestão territorial, gestão pública, infraestrutura rodoviária, assistência social e mobilidade urbana, entre outras.

O governo espera que até o final deste ano os projetos sejam implementados para que em 2014 estejam em pleno andamento as obras previstas no financiamento contratado pelo Estado junto ao BNDES. O Programa contempla investimentos totais de R$ 3,8 bilhões entre 2013 e 2016, voltados para combate à pobreza e redução de desigualdades, universalização dos serviços de saúde e de saneamento básico, qualidade de ensino, assistência social, segurança pública, qualificação profissional, capacitação científica e tecnológica, inclusão produtiva, superação da pobreza e mobilidade urbana.

“Nesta reunião temos a oportunidade de avaliar, secretaria por secretaria, o grau de execução das obras previstas no pacto firmado com o BNDES, que vão desde questões jurídicas, como licitações, até a execução das obras propriamente ditas”, afirmou o secretário chefe da Casa Civil, João Abreu. As reuniões de avaliação acontecem mensalmente, segundo informou o secretário.

O coordenador geral da Unidade Executora do Programa Viva Maranhão, Paulo Ronchi, ressaltou que são inúmeras as ações previstas, entre as quais projetos nas áreas de infraestrutura, com a execução de um amplo programa rodoviário, que fará do Maranhão o primeiro estado no Nordeste a ter todos os seus municípios ligados por estradas.

Ele destacou, ainda, que na esfera da gestão territorial o programa prevê um novo zoneamento ecológico-econômico, visando um melhor monitoramento dos recursos naturais e da destinação e uso da terra. Já os investimentos em gestão pública envolvem a implantação de sistemas integrados de monitoramento e acompanhamento de programas e projetos governamentais.

Na área social, estão incluídos investimentos para ampliação e recuperação da rede hospitalar e de escolas, com a construção de centros de ensino integral, e a expansão do sistema de abastecimento de água.  O projeto abrange também investimentos em segurança pública, com qualificação do trabalho de inteligência da polícia e ampliação do sistema prisional.

Foto de Handson Chagas.

sem comentário »

SES promove encontro sobre adesão de municípios ao programa Melhor em Casa

Foto 1 - SES - programa melhor em casaGestores de saúde de 90 municípios do Maranhão com população entre 20 mil e 40 mil habitantes reuniram-se na manhã desta segunda-feira (18), no auditório do CEMESP, para discutirem a implantação do programa “Melhor em Casa”, incentivado pelo Ministério da Saúde (MS). A intenção é fomentar junto aos municípios a adesão ao programa que já conta com experiências exitosas no estado.

O programa lançado em 2011 pelo Governo Federal constitui uma nova modalidade de atenção à saúde, substitutiva ou complementar às já existentes, oferecida em âmbito domiciliar e caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação, com garantia da continuidade do cuidado e integrada às Redes de Atenção à Saúde.

Figurando como um dos componentes da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, como “porta de saída”, a partir da instituição de equipes multidisciplinares para atendimento em domicílio, o programa pretende possibilitar melhor gestão do número de leitos disponíveis dentro do sistema de atenção, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo a superlotação nesses serviços, bem como reduzir riscos a saúde do paciente, como o de contrair infecções em ambientes hospitalares.

A técnica do Ministério da Saúde responsável por apresentar aos participantes o programa e suas exigências, Kátia Motta, explicou que o serviço é na verdade uma forma “coletiva, eficiente e eficaz” de se inserir na dinâmica do cuidado um artifício utilizado pela população brasileira contida nos anais históricos da saúde no país.

“Desde o início, o cuidado e tratamento em casa e a cultura de um médico da família existiu ao longo do tempo. O “Melhor em Casa se apropria de uma dinâmica de cuidado e confiança a partir não só dos agentes propiciadores deste cuidado, mas de vários fatores como a rotina e dinâmica familiar, a contextualização do cenário domiciliar como área de conforto entre outros fatores benéficos transferidos a recuperação e atenção continua aos pacientes”, disse ela.

Para aderir ao programa e receber aportes financeiros para implantar e desenvolver o programa o município deve enquadrar-se em alguns aspectos básicos necessários. Entre estes, ter o número de habitantes que definirá o tipo de atenção domiciliar a ser desenvolvido dividido em AD1, AD2 OU AD3, definidas respectivamente a partir da caracterização e tipo de atenção e dos procedimentos utilizados para a realização do cuidado.

Segundo Silvia Leite, gestora de Regulação, Controle e Avaliação da SES, a outra exigência primordial está ligada a questão do suporte prestado a este paciente pelas equipes moveis de urgência e emergência existente no município, seja SAMU qualquer outro tipo instituído pelo gestor municipal.

“Para receber o tratamento e cuidados em casa, este paciente triado pelas equipes do programa e que atende a um perfil tanto de natureza de agravo quanto social, precisa deste suporte que permitirá uma possível remoção de urgência ou emergência para uma unidade de referência que possa acolhê-lo imediatamente”, explica.

Ainda segundo a gestora, no estado, duas experiências já consolidadas do programa nos Municípios de São José de Ribamar e de Paço do Lumiar, se tornaram referencia para outras cidades. Tanto que durante o evento foram apresentados dados que comprovam que o programa pode ser perfeitamente desenvolvido e reverter situações adversas encontradas na assistência dentro das unidades de internação com resultados altamente satisfatórios no que diz respeito à qualidade do serviço.

Ela explica, também, que o programa pode ser perfeitamente aplicado a municípios que desejarem disponibilizar este tipo de serviço em forma de parceria do atendimento em casos de áreas limítrofes para ambos. “O programa permite este atendimento compartilhado pelos municípios, desde que atendam individualmente as exigências do programa”, conclui.

 

sem comentário »

Município de Ribamar receberá escola de ensino médio em tempo integral

DIALOGO MUNICIPALISTA 024O município de São José de Ribamar será contemplado pelo Governo do Estado com uma escola pública de ensino médio em tempo integral. A informação foi confirmada nesta terça-feira (12) pelo prefeito Gil Cutrim (PMDB) durante entrevista concedida a alguns veículos de comunicação.
“Recebemos, no início da semana, a confirmação, por parte do governo estadual, de que a cidade e o seu povo serão contemplados com uma unidade pública de ensino médio em tempo integral. Esse trabalho faz parte de uma grande ação do Governo, que também implantará escolas de ensino médio em tempo integral em outros municípios. Para nós, ribamarenses, é uma grande alegria, visto que, essa unidade irá somar-se à nossa rede municipal de ensino em tempo integral, formada pelos Liceus I e II, além do Liceu Ribamarense III, que está sendo construída na região das Vilas. Ou seja, o jovem ribamarense sairá do ensino fundamental em tempo integral e terá a oportunidade de continuar neste mesmo regime, desta vez no ensino médio”, avaliou o prefeito.
Gil Cutrim explicou que, a pedido da Secretaria de Estado da Educação, a Prefeitura doará ao Estado um terreno, localizado no bairro J. Câmara, na Sede da cidade, onde será construída a unidade especializada de ensino médio.
São José de Ribamar é a única cidade maranhense que possui uma rede municipal de ensino em tempo integral. As Escolas Municipais Liceu Ribamarense I (situada na Sede) e Liceu Ribamarense II (Parque Jair) foram construídas e são mantidas com recursos próprios da Prefeitura. Cada uma atende 400 alunos divididos no Ensino Fundamental (320 estudantes) e Educação Infantil (80). Possuem dez salas de aula; laboratório de informática com um computador (conectado a Internet) para cada aluno; laboratório de ciências; sala de multimídia; biblioteca com amplo acervo; brinquedoteca; área de vivência; quadra poliesportiva com arquibancada; refeitório; playgroud; secretaria, sala de professores; cozinha industrial com capacidade para produzir diariamente mais de mil refeições; além de área para estacionamento.
No mês de setembro, o prefeito Gil Cutrim autorizou a obra de construção da E.M Liceu Ribamarense III, que está sendo implantada, também com recursos próprios do município, na chamada região das Vilas de São José de Ribamar. Ela terá a mesma infraestrutura e capacidade de atendimento dos Liceus I e II.
sem comentário »

Gil Cutrim assina convênio para concluir obra do novo “Caldeirão do Peixe”

DSC_1027O prefeito Gil Cutrim (PMDB) e o secretário estadual de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel, assinaram nesta segunda-feira (11) convênio, no valor de R$ 1,8 milhão, cujos recursos serão utilizados na execução da segunda etapa e conclusão da obra de construção do novo Estádio Municipal Dário Santos, localizado na Sede de São José de Ribamar.
A assinatura do convênio aconteceu na Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (SEDEL), em São Luís, e contou, ainda, com as presenças do vice-prefeito Eudes Sampaio (PT do B); do secretário estadual adjunto de Esporte, Alim Maluf; e do secretário municipal da Juventude, Esporte e Lazer de Ribamar, Fredson Froz.
A parceria institucional entre Estado e Município que resultou no convênio foi solicitada pelo próprio Gil Cutrim. De acordo com o prefeito, a conclusão da obra do novo “Caldeirão do Peixe” – apelido carinhoso dado ao Dário Santos pela torcida do São José de Ribamar Esporte Clube, equipe que representa o município na elite do futebol maranhense – será de suma importância para incentivar, ainda mais, o desporto na cidade.
“Os desportistas e, principalmente, o povo ribamarense ganharão um Estádio novo com arquibancada coberta e dotado de toda a infraestrutura necessária para receber grandes jogos. Além disso, o São José de Ribamar Esporte Clube, o nosso Peixe Pedra, não terá mais que se deslocar até São Luís para mandar os seus jogos, visto que, terá a sua casa”, disse Cutrim.
A segunda etapa e conclusão da obra do Dário Santos consiste na execução de serviços de construção da cobertura da arquibancada (que terá capacidade para 600 lugares); implantação das cadeiras; instalação de alambrados; implantação dos acessos com catracas; construção dos bancos de reserva das equipes; implantação de sistema de drenagem do gramado; além de serviços diversos de acabamento.
A licitação para escolha da empresa que ficará responsável pelos serviços acontece no próximo dia 06 de dezembro. A obra tem prazo de duração de 180 dias, a partir da data na qual será dada a ordem de serviço.
sem comentário »

Secretário Luis Fernando prestigia aniversário de 19 anos de Bacabeira e anuncia obras de pavimentação

Foto 4 Luis Fernando em bacabeira foto Handson ChagasO secretário de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, anunciou, neste sábado (9), durante as comemorações dos 19 anos de emancipação política do município de Bacabeira, convênio com a prefeitura para pavimentar mais quatro quilômetros de ruas e avenidas na cidade, que fica a distante a aproximadamente 60 quilômetros de São Luís.

Acompanhado do secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, e do prefeito Alan Linhares, o secretário Luis Fernando participou da visita ao Centro de Capacitação Rui Barbosa, em fase de construção, e das inaugurações da Creche Cantinho do Saber e da Unidade Integrada Paulo Freire, construídas por meio da parceria entre a prefeitura de Bacabeira e a Petrobras.

“A cidade é um dos símbolos do crescimento do Maranhão e tem muito a comemorar nestes 19 anos de emancipação. Já comuniquei ao prefeito a decisão da governadora Roseana de fazer a pavimentação de ruas no município. Vamos fazer mais quatro quilômetros de ruas e avenidas asfaltadas dentro de Bacabeira”, afirmou Luis Fernando Silva.

O prefeito Alan Linhares afirmou que a parceria com o governo tem sido fundamental para o desenvolvimento do município. “A cidade é que faz aniversário, mas o presente é para a população. Entregamos a creche Cantinho do Saber para crianças de 0 a 3 anos e inauguramos a escola para alunos do ensino fundamental. Além disso, o secretário Luis Fernando anunciou mais quatro quilômetros de pavimentação, o que vai melhorar ainda mais a vida da população”, ressaltou.

Já o secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, lembrou que o Governo do Estado tem feito parcerias nos 217 municípios, para realização de obras e serviços. “Aqui em Bacabeira temos parceria com a prefeitura na área de desenvolvimento urbano. O município recebeu recursos de 1milhão e 200 mil reais para pavimentar ruas novas e recuperar ruas existentes, que precisam ao longo do tempo ser restauradas”.

 

Bacabeira

O município de Bacabeira foi fundado em 10 de novembro de 1994, por meio da Lei 6.187. A cidade, que na época foi desmembrada do município de Rosário, se desenvolveu bastante nesses 19 anos em áreas como agricultura e prestação de serviços.

Fotos – Handson Chagas

 

sem comentário »