Ferguson anuncia aposentadoria, após 27 anos à frente do United

A quarta-feira representa o fim de uma era no futebol mundial. Alex Ferguson, de 71 anos, anunciou, em nota divulgada nesta manhã do dia  08 de maio alexferguson_getpelo site oficial do Manchester United, que vai se aposentar e não será mais treinador da equipe após o término da temporada. A revelação confirmou as expectativas que davam conta de que, após 27 anos no comando, o veterano treinador encerraria sua trajetória à frente dos Red Devils após a atual edição da Premier League, conquistada antecipadamente pelos seus comandados. A despedida será na última rodada, no próximo dia 19, contra o West Bromwich, justamente na 1.500ª partida à frente do time.

Ferguson deixou claro que a decisão foi muito bem pesada, e tomada com equilíbrio e serenidade. Frisando o legado deixado, o treinador disse que este é o momento certo para se retirar.

– Era importante para mim deixar uma organização na forma mais forte possível, e creio ter feito isso. A qualidade deste time vencedor, e o equilíbrio de idades dentro dele, é um bom presságio para a sequência do sucesso no nível mais alto. A estrutura da juventude vai garantir que o futuro do clube a longo prazo continue sendo brilhante – disse Sir Alex Ferguson no comunicado divulgado pelo clube.

Lenda no futebol inglês, em especial no United, o treinador disse que não deixará os Red Devils. A partir do fim da temporada, exercerá atividades na área executiva, e se mostra muito animado com os novos horizontes.

– Daqui para frente, tenho o prazer de assumir as funções de diretor e embaixador do clube. Com essas atividades, junto com meus muitos outros interesses, eu estou ansioso para o futuro – frisou.

Ferguson fez questão de agradecer o apoio familiar, reservando carinho especial à inseparável companheira, vista por ele como alicerce durante os longos 27 anos vividos à frente do time do Manchester United.

– Devo prestar homenagem à minha família. Seu amor e apoio tem sido essencial. Minha esposa Cathy foi a figura-chave ao longo da minha carreira.

Em 27 anos, 13 títulos do Campeonato Inglês

O escocês Alexander Chapman Ferguson iniciou sua trajetória no futebol como jogador, primeiramente defendendo o Queen’s Park Rangers, no fim dos anos 1950. Pendurou as chuteiras em 1974, no Ayr United, após passagem, entre outros, pelo Rangers, todos da Escócia. No mesmo ano, deu seus primeiros passos como treinador, no East Stirlingshire-ESC. Passou em seguida pelo St, Mirren-ESC e Aberdeen-ESC, quando acumulou também a função na seleção escocesa.

A história vitoriosa de Ferguson com o Manchester United teve início em 1986. Desde então, ele se tornou o técnico britânico que ficou mais tempo no comando da mesma equipe, em 1.498 partidas até agora. Sob sua direção, o time superou o rival Liverpool, virando uma potência no mundo do futebol. Entre as inúmeras conquistas com os Red Devils, destacam-se 13 títulos nacionais, cinco Copas da Inglaterra, quatro Copas da Liga, duas Ligas dos Campeões da Europa, em 1998/99 e 2007/08, um Mundial de Clubes da Fifa, em 2008, e um Interclubes, em 1999.

Os favoritos para suceder Ferguson no cargo de treinador são David Moyes, também escocês, que treina o Everton, e o português José Mourinho, do Real Madrid, que já passou pelo Chelsea.

 

 

 

sem comentário »

Cinco juízes são titularizados em São Luís

Imagem inline 1O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Antonio Guerreiro Júnior, titularizou nesta terça-feira (7) cinco juízes que atuaram por quatro anos como auxiliares na comarca de São Luís. Ao dar posse e parabenizar os magistrados pelas novas funções, o presidente lembrou que as vagas surgiram em decorrência das oito varas instaladas na capital, na semana passada.

Foram titularizados os juízes Maria José França Ribeiro (7º Juizado Especial Cível das Relações de Consumo), Maria Izabel Padilha (1ª Vara do Tribunal do Júri), Eugênia de Azevedo Neves (6ª Vara Criminal), José Ribamar D’Oliveira Costa Júnior (2ª Vara Criminal) e Mário Prazeres Neto (3º Juizado Especial Cível das Relações de Consumo).

A primeira a assinar o termo de posse foi a juíza Maria José França Ribeiro, que foi titularizada no 7º Juizado. Há 20 anos na magistratura, ela atuou em São Mateus, Grajaú, Viana, Vitorino Freire e Itapecuru-Mirim. “É um novo desafio que assumo com muita disposição”, afirmou.

A juíza Maria Izabel Padilha assume a 1ª Vara do Tribunal do Júri com experiência também de duas décadas na magistratura estadual, passando pelas comarcas de Humberto de Campos, Icatu, Presidente Dutra, Colinas, Açailândia e Bacabal.

Eugênia de Azevedo Neves ingressou na magistratura em maio de 1993, como titular da comarca de Arari, exercendo atividades judicantes em Alcântara, Presidente Dutra, Santa Inês, Chapadinha, Itapecuru-Mirim e, nos últimos quatro anos, como juíza auxiliar na capital. “Pretendo desenvolver meu trabalho com comprometimento e dedicação, dando sequência ao planejamento do juiz anterior”, disse.

Juiz auxiliar de São Luís desde setembro de 2009, José Ribamar D’Oliveira Costa Júnior, iniciou carreira como substituto em Cururupu (a 465 km da capital). Foi titularizado na comarca de Poção de Pedras, instalada à época do seu ingresso. Em seguida, foi removido para Barreirinhas, São José de Ribamar, Imperatriz e São Luís (como auxiliar).

“Como auxiliar, tive a oportunidade de exercer função jurisdicional em diversas áreas do Direito, voltando à experiência de início de carreira. Agora, a expectativa é muito grande, uma vez que estar titularizado é resultado de anos de estudos e aprimoramentos”, enfatizou.

O juiz Mário Prazeres teve primeira titularização na comarca de Matinha, em 1997. Atuante como juiz auxiliar em São Luís desde setembro de 2009, também desempenhou a magistratura em Colinas, Presidente Dutra, Vargem Grande e Santa Inês.

“Vai ser uma experiência nova para mim, porque tive pouca passagem em juizados. Contudo, sei do dinamismo a ser empreendido. Devido a celeridade que as demandas exigem, a resposta tem que ser também rápida,” analisa Prazeres.

Participaram da solenidade de posse o juiz auxiliar da presidência, José Nilo Ribeiro Filho, a diretora-geral do TJMA Sumaya Heluy (que fez a leitura do termo de posse), e familiares dos magistrados.

Assessoria de Comunicação do TJMA

sem comentário »

Sejap inicia Curso Básico de Gestão Penitenciária

Foto 3 - Curso básico de gestão penitenciáriaNa manhã de segunda-feira (6), no auditório do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciops), aconteceu o Curso Básico de Gestão Penitenciária, destinado a diretores de todas as unidades prisionais do estado. Realizado pela Secretaria de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária, por meio da Assessoria de Planejamento, o curso prosseguirá até sábado (11).

Com o objetivo de melhorar a qualidade da gestão nos presídios, com uma capacitação voltada às necessidades enfrentadas pelos diretores das unidades, a Sejap, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) começou o primeiro da série de cursos que devem ser disponibilizados durante todo o ano aos servidores da instituição.

O secretário de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa, revela que o servidor é uma das prioridades. “Cuidando de quem cuida do sistema, com certeza, colheremos resultados positivos rapidamente”, disse.

No primeiro dia de capacitação, os diretores além de convidados e alguns servidores, assistiram a palestras motivacionais ministradas pelo sargento Jorge e tenente Miranda, que levaram, por meio de exibição de vídeos e dinâmicas em grupo, algumas estratégias e maneiras de como atuar melhor dentro do trabalho. “Momentos como esse são importantes para o inicio do curso, pois aproxima e desinibe quem está participando”, explicou o tenente Miranda.

O chefe da assessoria de planejamento (Asplan) da Sejap, e organizador do curso, Antônio José Pinto, relata que a ideia é que os diretores aprendam teoricamente as noções de procedimento administrativo e se adequem ao que rege o órgão “O foco é o aperfeiçoamento de quem está à frente do comando das unidades”.

O dia teve ainda a palestra dos professores Paulo de Tarso e Edilson Lira, que ministraram Redação Oficial e Gestão de Pessoas, respectivamente.

A programação contará com palestras do delegado André Grossain; do Secretário Adjunto de Justiça e Administração, Frei Ribamar; e outras voltadas a temática do sistema penitenciário.

Presentes na abertura do curso, o secretário Adjunto de Estabelecimentos Penais, Fredson Maciel; os superintendes de Justiça e de Controle e execução penal, Kecio Rabelo e Ronald Dias, respectivamente; representantes do Tribunal de Justiça; coordenadores de assistências aos apenados e demais servidores da instituição.

 

sem comentário »

Formato de prédio de jornal comunista chama atenção em Pequim

Prédio, ainda em construção, deve ser finalizado em maio de 2014 Foto: EFE

O formato da nova sede do Diário do Povo, principal meio de comunicação do Partido Comunista chinês, vem chamando a atenção e sendo alvo de piadas pelo país. Com 150 metros de altura, o edifício em formato fálico tem sido um dos assuntos mais comentados em Pequim.

Apesar de ainda inacabado, o prédio virou um dos tópicos mais comentados nas redes sociais chinesas. De acordo com o South China Morning Post, no entanto, as fotos e comentários já sofreram com a censura: ao procurar por “prédio Diário do Povo” no popular microblog Sina Weibo, o usuário encontra uma mensagem afirmando que o conteúdo não pode ser exibido por conta da legislação.

O responsável pela obra, que deve ser finalizada em maio do ano que vem e está localizada no leste do centro financeiro de Pequim, é Zhou Qi, professor universitário de arquitetura. Em recente entrevista, Zhou explicou que o desenho do prédio ecoa a antiga filosofia chinesa do “céu redondo, terra quadrada”, com a parte superior em formato esférico.

A forma esférica alongada, disse o professor, é designada para parecer com o caractere chinês para “pessoas”. O projeto foi vencedor de um concurso realizado em 2009.

 

Com informações da agência EFE

sem comentário »

Endereços desatualizados ocasionam devolução de documentos

Diretoria do DETRAN em reunião com gestores dos Correios para alinhar procedimentos do contratoO Detran-MA convoca os proprietários de veículos que estão com cadastro desatualizado para que atualizem seus endereços. A meta é evitar os elevados índices de devolução de documentos enviados via Correios, por erros no endereçamento. Essa foi uma das pautas da reunião realizada na noite desta quinta-feira (02/05) entre o Detran-MA, a empresa prestadora de serviço  Thomas Greg &Sons, que é responsável pela emissão e envelopamentos dos documentos e os Correios, que possuem um contrato com o departamento para a entrega dos documentos.

Com a atualização dos endereços, espera-se evitar mais devoluções já que as operações de fiscalização de acordo com o calendário do IPVA 2013 iniciam neste mês de maio.  A reunião aconteceu na sala de reunião da diretoria geral e contou com a presença do Diretor Geral do Detran-MA, André Campos, do Chefe da informática do Departamento, Cleyton Soares, do Coordenador de Veículos, José Campos, da gerente de vendas dos Correios, Nilce Maria Lemos Ribeiro, do Gerente de atividades externas dos Correios, Silvio Eduardo Silva e Silva e do Assistente de vendas, Antônio Sergio Espínola.

Procedimentos – A atualização de endereço, que ocorre sem qualquer custo, deve ser realizada nas unidades do Detran-MA (sede, postos de atendimento e Ciretrans), mediante a apresentação de documento oficial com foto e de cópia do comprovante atual de endereço, sendo válidas como comprovantes as correspondências de água, energia, telefone, IPTU e bancárias. O comprovante de endereço deve estar no nome do proprietário do veículo ou de seus pais ou cônjuge, nestes casos, desde que comprovados os vínculos familiares.

Segundo o artigo 123 do CTB – Código de Trânsito Brasileiro, no caso de mudança de domicílio, o proprietário do veículo é obrigado a comunicar o novo endereço em um prazo de 30 dias. Deixar de atualizar o cadastro, de acordo com o artigo 241, torna o proprietário passível a multa de R$ 53,20. A infração leve ainda resulta em três pontos na carteira do condutor, segundo o artigo 259. O Detran-MA salienta ainda que fazer falsa declaração de domicílio para fins de registro, licenciamento ou habilitação é infração gravíssima, passível a multa de R$ 191,54 e sete pontos na carteira.

Prejuízos – O Detran-MA alerta que, caso tenham seu endereço desatualizado, além de ter problemas para resgatar seus documentos, os proprietários de veículos também não receberão notificações de multa, perdendo o direito de entrar com recurso. Neste caso, o artigo 282 do CTB estabelece que “a notificação devolvida por desatualização do endereço do proprietário do veiculo será considerada válida para todos os efeitos”.

sem comentário »

A cidade e suas imagens

Essa é a Rua 1 no Planalto Anil I depois de uma chuva, ficou transforma em um lago devido aos buracos que existem. O prefeito Edivaldo de Holanda Júnior junto com seu secretariado esteve no local quando de uma enchente no canal da Cohab-Cohatrac, prometeu resolver o problema e até agora nada. Os moradores do local já estão se organizando para fechar a rua até que a prefeitura resolva a situação do local.

IMG_20120421_130256

sem comentário »

Federações enriquecem enquanto Estaduais têm públicos pífios

Os grandes clubes nacionais seguem a questionar o espaço no calendário reservado aos Estaduais, que por conta dos fracos públicos lhes fazem perder dinheiro. Mas as federações não têm do que reclamar: seus faturamentos só têm aumentado justamente por conta dessas competições. O UOL  fez um levantamento sobre os balanços de cinco das principais entidades estaduais do país e todas tiveram ganhos extras em 2012 em relação ao ano anterior. A maioria também teve queda na presença de público em seus campeonatos.

Um exemplo é a FPF (Federação Paulista de Futebol), cuja receita aumentou em 20% e atingiu um total de R$ 30,9 milhões. O crescimento da renda é maior justamente nos itens campeonatos e comerciais, que são oriundos do Paulistão.

Pato é uma das estrelas do Paulista, com público médio de 6 mil pessoas

É o maior faturamento entre todas as federações. A média de público – embora seja uma das maiores dos seus pares – está longe de empolgar, girando em torno de 6 mil pessoas por jogo. É menos da metade do Campeonato Brasileiro.

“Nosso Estadual só tem contratos melhores a cada ano. Enquanto o Estadual pagar bem, não tem porque mudar. É sinal de que vale para a televisão. Isso só sobe. Ninguém paga o que não vale”, afirmou o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, que só admite uma revisão para 2014, com a redução de duas datas, por conta da Copa.

 

Em proporções menores, Pernambuco vive realidade parecida: a federação ganha mais a cada ano, mas o Estadual teve queda no público. A federação ganhou R$ 4,8 milhões no último ano, contra R$ 3,1 milhões em 2011. O aumento de renda tem relação com o futebol e também com medidas administrativas.

“Alugamos uma parte da sede que foi modernizada. Mas também crescemos porque temos os melhores contratos de Estaduais no Nordeste, com a Coca-Cola como patrocinadora e a Globo na televisão. Ainda obtivemos apoios locais da economia, que está em ebulição”, contou o presidente da federação pernambucana, Evandro Carvalho.

O público do Estadual era o melhor do país em 2012 com cerca de 9 mil, mas isso graças ao programa de nota fiscal que prevê que os torcedores possam trocar notas por ingressos. Mesmo com a manutenção desse programa, em 2013 houve queda na média. O campeonato também foi reduzido para 12 datas só para os times grandes, o que abriu datas para a Copa do Nordeste.

“Já esperávamos essa queda. Mudamos a fórmula do campeonato. Reduziu em seis clássicos no campeonato. Era um sacrifício pela Copa do Nordeste”, defendeu Evandro Carvalho. Mas os clássicos realizados até agora tiveram públicos pouco empolgantes, a maioria com menos de 20 mil pessoas.

Em Minas Gerais, houve, sim, um crescimento de público, muito resultante das boas campanhas de Atlético-MG e Cruzeiro e principalmente pela reabertura de grandes estádios no Estado. O Mineirão recebeu a empolgação do público com o clássico de abertura. E o Galo tem aproveitado o Independência.  Assim, houve um salto de 3.581 para algo em torno de 5.500. Além disso, o campeonato enxuto aumentou a média.

“A torcida está em lua de mel por conta dos estádios”, explicou o presidente da federação mineira, Paulo Schettino, que ressalva que o campeonato enxuto também ajuda o público. “Temos 17 datas, com 12 clubes. Minha percepção é que tendo menos jogos aumenta a média de público.”

A renda da federação, no entanto, já vem aumentando desde o ano passado, mesmo com públicos baixos. Tanto que teve um crescimento de cerca de 27% em sua receita para 2012, atingindo R$ 7 milhões. “Temos o contrato da Chevrolet, que já houve manifestação pela renovação. A federação ainda ganha 10% da renda dos jogos dos estaduais, e mais 8,5% no interior”, explicou o presidente da federação mineira, Paulo Schettino.

Ressalte-se que a média de público, com o crescimento, ainda está bem abaixo do Nacional. Muito mais abaixo estão as médias de campeonatos como o Gaúcho e o do Rio de Janeiro.

No Rio, o público patina em pouco mais de 2 mil de média em 2012. Nem por isso as rendas de sua federação deixaram de crescer, embora em ritmo menor do que seus pares. Em 2012, a receita atingiu R$ 12,5 milhões, cerca de R$ 500 mil a mais do que em 2011. O crescimento é próximo do índice de inflação. É resultante do contrato de publicidade do campeonato que saltou para R$ 1,5 milhão, valor que, antes, era R$ 620 mil.

O caso do Rio Grande do Sul é mais emblemático. Sua média de público é ainda mais baixa, em torno de 2.200. Mesmo assim, a federação teve aumento da receita com novos contratos como apontou seu presidente Francisco Noveletto.

“A receita vem em cima de patrocínio da Chevrolet, das placas, Globo e RBS. Fiz contrato também com uma farmácia. Até hoje podem querer me dizer o que fazer com a bola que eu não sei, mas sou comerciante. Sei vender”, contou Noveletto.

Segundo ele, a queda na média de público deve-se ao fechamento do Beira-Rio e aos problemas ocorridos na Arena do Grêmio. Isso porque, contou o cartola, o Internacional teve que jogar em até seis estádios pelo interior. Mas ele admitiu que há outros fatores.

“A TV vende um pacote de R$ 50,00 que dá para assistir todo o Estadual. Fica difícil de o cara ter que pagar R$ 50,00 para o guardador, mais cachorro quente…Olha o Nacional, também caiu”, argumentou o dirigente gaúcho, que também ressalta que, no interior, são vendidos pacotes para torcedores.

O Campeonato Baiano também patina na média de público até a entrada de Bahia e Vitória, que disputavam a Copa Nordeste. Conseguiu encher estádio com a inauguração da Fonte Nova, que lotou e teve disputa por ingressos. Sua média em 2012 era de apenas 4 mil. É possível um crescimento com o novo estádio, mas não será muita porque a primeira fase mal atingia mil torcedores por jogo.

Nem por isso a renda da Federação Bahiana é prejudicada. De 2011 para 2012, saltou para R$ 4,3 milhões, um crescimento em torno de um quarto. Nenhuma dessas federações está livre de dívidas – algumas muito altas. Mas, ao contrário de grandes empresas de mercados, as entidades aumentam suas receitas mesmo que seus produtos estejam longe de ser sucessos.

 

sem comentário »