Chávez passa bem após cirurgia em Cuba

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, passou por uma cirurgia em Cuba para tratar de uma nova lesão relacionada a seu câncer e se recupera no hospital. Segundo o vice-presidente da Venezuela, Elias Jaua, o estado de saúde do presidente é bom.

“O presidente da Venezuela está em boas condições. A lesão na região pélvica foi totalmente removida e não houve complicações”, disse Jaua, que não confirmou quando a cirurgia foi realizada, embora duas fontes tenham informado à agência Efe que a operação ocorreu nesta terça-feira (28).
Uma fonte médica próxima à equipe que trata o presidente na Venezuela afirmou que o procedimento demorou 90 minutos.

De acordo com informações divulgadas hoje pelos jornais espanhóis “Público” e “El País”, com base em documentos revelados pelo WikiLeaks, o presidente venezuelano teria entre 1 e 2 anos de vida, e sua doença seria mais grave do que o revelado.

Chávez está em Cuba desde sexta-feira para passar por nova cirurgia de retirada de lesão na mesma região da qual foi extraído um tumor cancerígeno em junho.

O WikiLeaks teve acesso a milhares de e-mails da Stratfor Global Intelligence, uma empresa americana privada de segurança. Pelos e-mails, os médicos russos e cubanos que atenderam o líder em junho do ano passado deram a Chávez no máximo dois anos de vida, revela o ” El País”.

Uma mensagem de 5 de dezembro enviada de George Friedman, fundador da empresa, Reva Bhalla –para a diretora de análise da Stratfor– revela as críticas da equipe médica russa sobre o primeiro tratamento de Chávez em junho de 2011, quando foi operado de um abscesso pélvico em Havana. As informações partiram de uma fonte que trabalha com Israel.

Os médicos russos disseram que os cubanos não têm equipamentos apropriados para tratar Chávez e acusavam de ter feito uma “cirurgia incorreta” da primeira vez para tentar extrair o tumor, informa o jornal espanhol.

Poucos dias depois, a mesma equipe russa foi encarregada de fazer a segunda intervenção de “limpeza” na região pélvica, de onde retirado um “tumor do tamanho de uma bola de beisebol”, descreveu o próprio Chávez. “É por isso que os russos dão menos de um ano de vida ao líder enquanto os cubanos dois”, acrescenta a informação.

Ainda de acordo com os documentos publicados, o tumor de Chávez começou com o surgimento de um volume “perto da próstata que se estendeu para o cólon” e se propagou dos nódulos linfáticos até a medula óssea.( Com informações Reuters e Efe)

sem comentário »

Prefeitura finaliza parte das obras do Canal do Cohatrac/Cohab

As obras de canalização, retificação e requalificação urbana e paisagística do Canal do Cohatrac/Cohab, realizadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), entram na fase de conclusão em alguns trechos. A área próxima à Cohab até a ponte da Avenida 3, está finalizada.

“Agora está faltando a parte de urbanização da área, como recomposição do meio-fio, colocação de grama, drenagem superficial, mas o Canal mesmo já está pronto neste local”, explica Roberto Souza, gerente do Gepac-Semosp.

Os trabalhos agora serão concentrados na área da Estrada da Maioba, onde os homens já estão trabalhando. Todo o Canal do Cohatrac/Cohab, que terá 1.920 metros de extensão, está sendo construído em concreto armado a partir das imediações do Planalto Anil II, margeando a Cohab IV em direção à Estrada da Maioba.

Ao longo de sua extensão, estão previstos guarda-corpo e passeio lateral com largura de dois metros, além de ações de requalificação urbana e paisagística. As obras, que começaram em outubro passado, devem ser concluídas até setembro deste ano e resolverão o problema dos alagamentos na região, beneficiando diretamente mais de 100 mil moradores dos bairros da Cohab, Cohab Anil, Cohatrac, Jardim das Margaridas e Planalto Anil.

“Todo ano alagava aqui, agora, com este canal, nossa vida vai ser outra”, afirma a moradora Vitoria Batista.

O Canal do Cohatrac/Cohab faz parte de uma série de projetos, na área de saneamento, que já estão sendo executados pela Prefeitura de São Luís em vários cantos da capital, a exemplo dos canais do Coroado, Mercado Central/Portinho, Tropical Shopping/O Imparcial, Rio Gangan, no Turu, e Avenida Cônego Tavares, no Anil.
Fotos de Honório Moreira
Matéria – Secom Municipal
sem comentário »

Prefeitura finaliza parte das obras do Canal do Cohatrac/Cohab

As obras de canalização, retificação e requalificação urbana e paisagística do Canal do Cohatrac/Cohab, realizadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), entram na fase de conclusão em alguns trechos. A área próxima à Cohab até a ponte da Avenida 3, está finalizada.

“Agora está faltando a parte de urbanização da área, como recomposição do meio-fio, colocação de grama, drenagem superficial, mas o Canal mesmo já está pronto neste local”, explica Roberto Souza, gerente do Gepac-Semosp.

Os trabalhos agora serão concentrados na área da Estrada da Maioba, onde os homens já estão trabalhando. Todo o Canal do Cohatrac/Cohab, que terá 1.920 metros de extensão, está sendo construído em concreto armado a partir das imediações do Planalto Anil II, margeando a Cohab IV em direção à Estrada da Maioba.

Ao longo de sua extensão, estão previstos guarda-corpo e passeio lateral com largura de dois metros, além de ações de requalificação urbana e paisagística. As obras, que começaram em outubro passado, devem ser concluídas até setembro deste ano e resolverão o problema dos alagamentos na região, beneficiando diretamente mais de 100 mil moradores dos bairros da Cohab, Cohab Anil, Cohatrac, Jardim das Margaridas e Planalto Anil.

“Todo ano alagava aqui, agora, com este canal, nossa vida vai ser outra”, afirma a moradora Vitoria Batista.

O Canal do Cohatrac/Cohab faz parte de uma série de projetos, na área de saneamento, que já estão sendo executados pela Prefeitura de São Luís em vários cantos da capital, a exemplo dos canais do Coroado, Mercado Central/Portinho, Tropical Shopping/O Imparcial, Rio Gangan, no Turu, e Avenida Cônego Tavares, no Anil.
Fotos de Honório Moreira
Matéria – Secom Municipal
sem comentário »

VERGONHA E FALTA DE COMPROMISSO!

Perdi a paciência e estou postando algumas fotos do Planalto Anil I no lado em que não mora nenhum político ligado à administração do prefeito João Castelo. Aliás já tinha mostrado em outras oportunidades a situação do conjunto, onde foi feito um paliativo, mas agora a situação piorou bastante e as fotos vão mostrar. Será falta de vergonha ou de compromisso com a comunidade? Se neste lado do bairro morasse um vereador a prefeitura iria deixar do jeito que está?

sem comentário »

Prefeitura de Ribamar entrega prestação de contas ao TCE

O prefeito e 1º vice-presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Gil Cutrim (PMDB), entregou, nesta quarta-feira (14), ao Tribunal de Contas do Estado a prestação de contas da Prefeitura de São José de Ribamar, referente ao exercício financeiro de 2011.

A prefeitura ribamarense foi a primeira do Maranhão a entregar ao órgão a prestação de contas, cujo prazo de encaminhamento se encerra no dia 02 de abril.

O documento, totalmente digitalizado e gravado em DVD, conforme determina as Instruções Normativas nº 25 e nº 26 instituídas pelo TCE no final do ano passado, foi entregue pelo prefeito ao presidente do Tribunal, conselheiro Edmar Cutrim. Também participaram do ato os secretários municipais Rodrigo Valente (Planejamento, Administração e Finanças), Eudes Sampaio (Receita e Patrimônio Público Imobiliário) e Fredson Froz (Governo), além de funcionários dos setores de planejamento, contabilidade e controle interno da prefeitura.

“O gestor quando tem responsabilidade com a coisa pública não encontra dificuldades para elaborar e entregar a prestação de contas. A Prefeitura de São José de Ribamar, ao se consagrar como a primeira do estado a encaminhar ao Tribunal a documentação exigida por lei, mais uma vez, dá exemplo de transparência e seriedade com os recursos públicos e, principalmente, de respeito para com o povo”, avaliou Edmar Cutrim.

Gil Cutrim elogiou os procedimentos de modernização adotados pelo TCE com o objetivo de dar maior celeridade, precisão e segurança, tanto ao processo de recebimento das prestações de contas anuais, quanto à sua análise e trâmite pelos diferentes setores da instituição.

De acordo com o prefeito e dirigente da FAMEM, trabalhar com planejamento e austeridade é a fórmula para se obter sucesso na administração pública. “É por isso que aplicamos bem os recursos públicos e os transformamos em benefícios para a população”, afirmou. 
sem comentário »

União deixa de gastar R$ 3,7 bilhões em segurança pública em 2011

Considerada uma das prioridades do governo federal, a segurança pública não recebeu tantos investimentos quanto poderia no primeiro ano do mandato da presidente Dilma Rousseff. Dados oficiais a que o R7 teve acesso revelam que a União deixou de gastar R$ 3,7 bilhões do orçamento total previsto para o setor em 2011.
De acordo com levantamento feito pela assessoria de orçamento da liderança do PSDB na Câmara a pedido da reportagem, o Congresso Nacional havia liberado ao Executivo R$ 10,2 bilhões para investimentos e despesas em segurança pública em 2011. No entanto, até o final de dezembro, R$ 7,7 bilhões foram empenhados (destinados a atividades específicas) e somente R$ 6,5 bilhões efetivamente foram gastos com projetos e atividades previstos.
O que sobrou do valor empenhado e não utilizado – R$ 1,2 bilhão – foi incluído nos restos a pagar (despesas autorizadas que não são efetuadas no mesmo ano fiscal) de 2012. Outros R$ 2,5 bilhões sequer foram empenhados. Por isso, a verba teve que ser devolvida ao Tesouro Nacional.

Os dados referem-se à execução orçamentária da União e fazem parte do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira) da Presidência da República. Eles indicam itens incluídos na função segurança pública que não foram totalmente executados. Em 2011, o governo gastou, por exemplo, apenas R$ 5,5 milhões dos R$ 50 milhões de que dispunha para as ações preventivas de segurança pública para a Copa do mundo de 2014. 

Os gastos com a estratégia nacional de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro também foram subaproveitados: dos R$ 750 mil previstos, somente R$ 150 mil foram efetivamente gastos.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça, responsável pela gestão dos recursos federais de segurança pública, para questionar por que a verba aprovada no orçamento não foi utilizada, mas não obteve resposta.

Greves da PM

A discussão sobre a fragilidade na segurança pública tomou maiores proporções após a greve de policiais militares na Bahia iniciada em 31 de janeiro, que provocou a morte de centenas de pessoas. Ao longo das últimas semanas, a crise foi assunto constante no Congresso Nacional, onde as leis e o orçamento são votados.
Os manifestantes a todo o tempo pedem salários maiores e a aprovação da PEC 300, que poderá unificar um piso salarial nacional. Por outro lado, os governos estadual e federal alegam não ter recursos para bancar o aumento pedido pela categoria categoria.

O delegado da Polícia Federal e vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, deputado Fernando Francischini (PSDB-PR), diz acreditar que a falta de utilização das verbas aprovadas no Orçamento evidenciam problemas na gestão do governo.

– É a prova da falta de estrutura do poder Executivo para executar o Orçamento. Dá a impressão de que o marketing é maior que a eficiência, já que eles anunciam valores enormes para investimento e, na prática, não têm capacidade para fazer acontecer.

O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB – SP) ressalta que, caso o dinheiro público fosse melhor gerido, haveria o suficiente para investir em segurança.

– Os governos federais e estaduais sempre dizem que não há recursos para aumentar os salários dos policiais ou investir em segurança. Mas basta olhar os desvios de conduta que resultam em verbas que saem pelo ralo da corrupção ou da má gestão. Se fortalecer o instrumento de fiscalização e acabar com esse escoamento, o dinheiro aparece.

Para o líder do PR na Câmara, Lincoln Portela, o país vive um problema de gestão na segurança pública. Ele destaca que, de acordo com o Mapa da Violência, elaborado pelo Instituto Sangari com dados dos ministérios da Saúde e da Justiça a cada ano, 50 mil pessoas morrem assassinadas no Brasil.

– É preciso haver uma comissão geral chamando o Ministério da Justiça, o Ministério Público, o Legislativo e o Executivo para dar uma resposta à sociedade, revendo e votando todas as propostas que estão paradas no Congresso sobre segurança pública. Não adianta esperar um momento de comoção para elaborar leis correndo. É preciso rever o Código Penal, o sistema penitenciário, as penas, tudo o que está relacionado ao tema.

sem comentário »

Galinha colombiana põe ovo de 245 gramas e pode entrar para o Guinness

O dono de uma galinha que pôs um ovo de 245 gramas na Colômbia afirmou nesta terça-feira (7) que apresentará o animal para o livro Guinness dos Recordes porque está convencido de que é o maior deste tipo no mundo.
“O recorde estava em 175 gramas na China, depois que no México outra galinha pôs um ovo de 135 gramas; mas hoje nós temos o nosso, de quase 250 gramas”, detalhou Hernando Niño, proprietário da fazenda Altamira e da já famosa galinha.
O camponês se disse orgulhoso por Franciscana, como se chama a galinha. Ele tem um sítio no centro da Colômbia há duas décadas, que é pioneiro em auto-suficiência alimentícia com uma agricultura orgânica, onde é excluído o uso de adubos e outros produtos químicos.
Niño declarou que Franciscana é uma galinha comum, de cinco anos de idade e com quatro de produção, que come o mesmo que as demais: milho e outros alimentos naturais.
Informações do jornal colombiano El Heraldo
sem comentário »

VIII Festival Geia de Literatura é lançado em São José de Ribamar

O prefeito Gil Cutrim (PMDB) e o presidente do Instituto Geia, Jorge Murad, lançaram, nesta terça-feira (07), a oitava edição do Festival Geia de Literatura, evento que acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de agosto no município de São José de Ribamar.
A solenidade de lançamento do Festival Geia de Literatura 2012 foi realizada nas dependências da Escola Municipal Liceu Ribamarense e contou com as participações de professores, estudantes, patrocinadores e lideranças políticas, dentre elas o ex-prefeito e atual secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Luis Fernando Silva, que representou a governadora Roseana Sarney no evento.
Lançado em 2005, o Festival, promovido pelo Instituto Geia em parceria com a prefeitura ribamarense, tem como objetivo disseminar a literatura e o hábito da leitura entre os alunos ribamarenses das redes municipal, estadual e privada de ensino.
Este ano, as principais novidades dizem respeito ao aumento do valor das premiações para as escolas que participarão da Gincana Geia do Conhecimento e ao processo de inscrição. A primeira colocada receberá como prêmio a quantia de R$ 3 mil (ano passado foi de R$ 2 mil); a segunda R$ 1.750,00 (ano passado foi mil) e a terceira R$ 1 mil (ano passado foi um eletroeletrônico).
O processo de inscrição será feito somente pela Internet através do sítio do Instituto (www.geia.org.br) no período compreendido entre 1º a 30 de março. Especificamente sobre a rede municipal de ensino de São José de Ribamar, poderão efetuar as inscrições somente Escolas Municipais que possuem Ensino Fundamental da 5ª a 8ª série. 
As obras literárias que nortearão a oitava edição do Festival são os livros “Uma Idéia toda Azul”, de Marina Colasanti, e “O Mulato”, de Aluísio Azevedo.
Além da Gincana do Conhecimento, estão mantidos para este ano o Desafio de Literatura; a Olimpíada de Matemática, o Concurso Professor Pesquisador e o Prêmio Geia de Monografia, destinado aos universitários de instituições públicas e privadas do Maranhão.
“É o segundo ano consecutivo que nossa administração tem o prazer de contribuir com a realização do Festival Geia, este importante mecanismo incentivador do hábito da leitura entre os estudantes ribamarenses. O evento é, e sempre será, um grande sucesso porque é focado na educação, pilar fundamental na formação de homens e mulheres de bem”, avaliou Gil Cutrim.
Luis Fernando elogiou a parceria formalizada, mais uma vez, entre o Instituto Geia e a prefeitura ribamarense e garantiu que o Governo do Estado também dará total apoio ao evento literário. “O Festival desmistifica aquela história de que é impossível o aluno ter contato direto com um grande escritor. O aluno, além de ter contato direto com grandes ícones da literatura maranhense e brasileira, absolve o hábito da leitura”, afirmou o secretário chefe da Casa Civil.
Jorge Murad agradeceu o apoio da prefeitura e dos demais parceiros e disse que a programação oficial do Festival, assim como os escritores de renome nacional que participarão do evento, serão anunciados em breve. “Todos os anos implantamos algumas novidades com o objetivo de tornar o Festival mais ágil e atrativo. Tenho certeza que a edição 2012 será melhor do que as anteriores”. 
sem comentário »

Gil Cutrim apresenta balanço das ações desenvolvidas em Ribamar

O prefeito Gil Cutrim (PMDB), em cumprimento ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Orgânica do Município, realizou esta semana, durante sessão de reabertura dos trabalhos da Câmara Municipal de São José de Ribamar, mais uma prestação de contas da sua administração.
Para um público formado por vereadores, lideranças políticas e comunitárias, além de representantes dos mais variados segmentos da sociedade ribamarense, Gil Cutrim apresentou o balanço das ações desenvolvidas ao longo de 2011 e fez uma projeção extremamente positiva para este ano.
“Foram dezenas de obras e ações executadas em todos os setores da administração pública. Só para você ter uma idéia, inauguramos quatro novas Escolas Municipais; a primeira Maternidade Municipal de São José de Ribamar; a Unidade Básica de Saúde da Vila Cafeteira e o SAMU 192; asfaltamos mais de 70 novas ruas e avenidas de diversos bairros; ampliamos as ações do projeto Caminhão da Juventude; realizamos concurso público para o provimento de mais 400 vagas no quadro efetivo da prefeitura; implantamos o novo Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração dos servidores efetivos do município…enfim trabalhamos muito com o objetivo de fazer com que São José de Ribamar se torne uma cidade cada vez melhor”, afirmou o prefeito, que fez questão de ressaltar o papel importante desenvolvido pela Câmara Municipal.
“De forma harmônica e independente, Executivo e Legislativo caminham juntos com o objetivo de trabalhar pelo povo. Todos os vereadores têm desenvolvido um papel brilhante, dando sugestões de melhorias e fazendo críticas construtivas, quando é necessário”, avaliou Cutrim.
Entre as ações previstas para este ano, o prefeito citou, como exemplo, a execução de mais obras de asfaltamento em vários bairros; reforma e ampliação de unidades de ensino; aumento da frota de veículos escolares; inauguração do Centro de Apoio Psicossocial; projetos direcionados para área do turismo e de incentivo ao desporto e a cultura; dentre várias outras.
“Os vereadores apóiam o prefeito Gil porque sabem que ele é um homem trabalhador. É um gestor que estimula o crescimento político, econômico, social e cultural de São José de Ribamar, tornando-a uma cidade referência em todo o Maranhão”, disse o presidente da Câmara Municipal, vereador Beto das Vilas (PMDB).
sem comentário »

Luis Fernando Silva entrega MP do novo Código de Licitação à AL em ato com presença do presidente do TCULicitação à AL em ato com presença do presidente do TCU

O secretário chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, fez a entrega da Medida Provisória que trata do novo Código de Licitação e Contratos do Estado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo. A entrega foi realizada, nesta sexta-feira (3), no Palácio dos Leões, na presença do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Benjamin Zymler, e do presidente da Comissão Central de Licitação (CCL), Francisco Baptista Ferreira.
“O novo Código reforça a preocupação da governadora Roseana Sarney com a administração pública, as compras governamentais e as contratações, de maneira a praticar o preço de mercado, assegurar a competição, além de garantir à sociedade obras e aquisições de qualidade”, destacou.
Luis Fernando Silva disse ter ficado muito feliz ao saber que o Maranhão será referência na elaboração do Código Federal de Licitações.  “O Código é resultado de uma ampla discussão entre todos os poderes estaduais com apoio do Tribunal de Contas da União”, ressaltou.
Francisco Baptista Ferreira apontou os avanços do novo Código, como a redução das modalidades de licitação para apenas quatro; a mudança de paradigma da menor proposta para a melhor proposta; e a regulação dos sistemas auxiliares da licitação, isto é, o Sistema de Registros de Preços, o Credenciamento e a Pré-qualificação, que são amplamente utilizados, mas não têm regulamentação.
Esses avanços também foram destacados pelo presidente do TCU, ministro Benjamin Zymler. “O Maranhão está de parabéns, hoje tem o diploma legal mais avançado do Brasil em termos de licitações e contratos administrativos”, declarou. O ministro Benjamin Zymler afirmou que a Medida Provisória maranhense é um marco para o Brasil, pois incorpora avanços da legislação e da jurisprudência do Tribunal de Contas da União.
Zymler ressaltou que agora a lei precisa ser aplicada, mas, para isso, os servidores precisam ser qualificados. “Nos colocamos à disposição para colaborar com os treinamentos e outras iniciativas dos servidores estaduais para que a boa lei seja em concreto uma excelente lei”, ressaltou. O ministro revelou que está levando a Brasília uma cópia do Código para servir de referência para o início dos debates a cerca de um novo Código Federal de Licitações.
O presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, declarou que a mensagem da Medida Provisória, encaminhada pela governadora Roseana Sarney, será levada para plenário e avaliada pelas comissões, para ser regulamentada. “O Maranhão se antecipa para aprimorar e controlar as contas e aquisições do Estado”, destacou.
Modernização
O Maranhão é o quarto estado brasileiro a elaborar um novo Código de Licitações e Contratos. Segundo o presidente da CCL, Francisco Baptista, o documento é moderno e precisa ser conhecido por todos os gestores. “A partir do dia 13 de fevereiro terá início a qualificação dos servidores que vão trabalhar com a nova modalidade de aquisição do estado”, revelou.
Elaborado pelo professor Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, uma das maiores autoridades do Brasil no tema, o código abrange os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e se baseia na competência que os Estados têm de adaptar à sua realidade a Lei Federal de Licitações e Contratos (nº 8.666, de 21 de junho de 1993) – seguida hoje no Estado.
Informações da Secom Estadual
Foto : Handson Chagas 
sem comentário »