Ponte Rio Negro é um marco na integração da Região Metropolitana

Com 3.595 metros de comprimento, a Ponte Rio Negro é considerada a maior ponte estaiada (com 400 metros de trecho suspensos por cabos) do Brasil em águas fluviais e a segunda no mundo, atrás apenas da ponte sobre o rio Orinoco, na Venezuela.

Ao lado do Teatro Amazonas, vem sendo considerado o maior e mais importante monumento arquitetônico do Estado, além de representar um marco na integração da Região Metropolitana de Manaus (RMM), criada em 2007 com oito municípios amazonenses e cerca de 2 milhões de habitantes.

O empreendimento, que liga Manaus ao município de Iranduba (a 27 quilômetros da capital), representa, entre outras coisas, uma solução logística para o escoamento da produção e o transporte de pessoas. Do total de recursos aplicados, R$ 586 milhões foram financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 513 milhões do Governo do Amazonas. A obra principal foi executada pela construtora Camargo Correa.

O custo total da obra é de R$ 1,099 bilhão. O montante inclui, além dos 3.595 metros da ponte, obras complementares – construção de 7,4 quilômetros de acessos viários do lado de Manaus (1,9 quilômetros) e Iranduba (5,5 quilômetros), implantação do sistema de proteção dos pilares contra choque de embarcações, sistema de sinalização náutica e o sistema de iluminação da ponte – cênica e convencional e dos acessos.
Segundo o governador do Amazonas, Omar Aziz, a organização do Estado foi primordial na realização da obra. “Com planejamento e organização, consegui cumprir o compromisso assumido de entregar a ponte, sem comprometer as finanças do Estado, mas o mérito maior dessa obra magnífica é de todo o povo do Amazonas, que pagou por ela”, destacou.

O governo já prevê novos investimentos em infraestrutura na RMM como a implantação da Cidade Universitária da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em Iranduba, que também ganhará uma Central de Abastecimento, orçada em R$ 5,5 milhões, para atender feirantes, comerciantes e produtores rurais deste município, além de Manacapuru, Novo Airão, Careiro e adjacências.

Em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), com a revitalização do porto da cidade, a meta do governo estadual é tornar o município um entreposto de cargas, reunindo produtos de outras cidades amazonenses com destino ao mercado de Manaus. Para fomentar este corredor, o Estado também já conta com um projeto para duplicação da rodovia Manoel Urbano (AM-070), para o qual aguarda liberação de financiamento do BNDES, da ordem de R$ 162 milhões. A estrada liga Iranduba a Manacapuru.

sem comentário »

Dilma inaugura Ponte e estende ZFM a municípios da Região Metropolitana

A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta segunda-feira (24), durante a inauguração da Ponte Rio Negro, em Manaus, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que garante a prorrogação da Zona Franca de Manaus (ZFM) por mais 50 anos e a extensão da modelo para os municípios da Região Metropolitana de Manaus (RRM). Além de Dima, o ex-presidente Lula esteve presente na cerimônia.

“A Zona Franca, que o presidente Lula, quando ela estava praticamente sendo enterrada pelos governos anteriores, prorrogou a primeira vez. E agora damos continuidade a isso”, disse, durante seu discurso n
a cerimônia de inauguração da ponte Rio Negro, que liga a cidade de Manaus a Iranduba. A obra, que havia sido iniciada durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, demorou três anos para ser entregue em meio a impasses ambientais.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao lado da presidente Dilma Rousseff durante cerimônia em Manaus (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)
Lula, presidenta Dilma Roussef e governador do Amazonas

O discurso da presidente foi marcado por protesto. Grupos de movimentos dos sem-terra aproveitaram a presença de Dilma para reivindicar direitos à moradia. Trabalhadores do transporte executivo da cidade chegaram a fazer apitada durante a fala da presidente, que se mostrou incomodada e chegou a interromper o discurso por algumas vezes. Houve muito tumulto no local

Às 13h, o novo cartão postal de Manaus foi aberto ao público para passeata a pé. Às 19h, a ponte estará liberada para o tráfego de veículos.

 Ponte Rio Negro

A Ponte Rio Negro vai ligar Manaus a Iranduba e tem 3.595 metros de comprimento. A ligação foi realizada sob o custo total de R$ 1,099 bilhão e levou quase quatro anos para ser concluída. Para os amazonenses, é a obra mais aguardada dos últimos anos e representa novas alternativas de desenvolvimento.
Com a Ponte, a integração da Região Metropolitana de Manaus (RMM) se transformará em uma realidade em termos de logística. A ponte será um incentivo a projetos de infraestrutura para o outro lado do Rio Negro.
sem comentário »

Vereador paulista diz levar vida de príncipe com dinheiro público

 
 
 

O vereador de Taubaté (SP) Rodson Lima (PP), 49, confirmou, em Aracaju, que está na capital sergipana “tendo uma vida de príncipe”. Ele participou do XVIII Encontro da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo de Contas (ABEC), cujo tema é Planejamento Estratégico: gestão eficiente. O evento acontece no Aquarius Hotel, que fica na praia de Atalaia. Lima postou em sua página no Facebook que estava comemorando o fato de estar hospedado em um hotel três estrelas, com tudo pago com dinheiro público. Segundo ele, todos os políticos viajam como dinheiro público.

“A presidente Dilma Roussef estava na África com o dinheiro público. Senadores viajam com qual dinheiro? Com o público. Só que eles não têm coragem de falar isso. Eu quis falar, então pessoas maldosas não entenderam e acabaram distorcendo o que eu disse. Sou eternamente grato, porque é o povo que me proporciona isso”, disse o vereador.

Alvo de 14 processos na Justiça Eleitoral, Rodson de Lima afirmou que se o povo de Taubaté desejar, ele será reeleito novamente. Rodson já é vereador há 14 legislaturas. “Sou oriundo da classe baixa, tenho um escritório, ambulância, caminhão de mudança para o povo. Sou caminhoneiro, estou vereador. Eu seria um demente se fosse escarnecer desse povo que me ajuda”, disse.
“Aracaju é muito melhor que eu esperava. Povo hospitaleiro, sol ardendo”, destacou. Rodson ressaltou que a cidade é muito hospitaleira e que pretende retornar com a família.

Questionado se era o príncipe personagem de Antoine de Saint Exupéry (O Pequeno Príncipe) ou de Maquiavel (O Príncipe), Rodson foi taxativo: “Eu sou o de Exupéry que se tornou um grande príncipe. Ele descobriu que o mundo não é tão pequeno como ele pensava. Que o mundo tem coisas boas, como Aracaju e Sergipe”. O vereador disse que usou o transporte coletivo e ficou impressionado com o sistema integrado, em que o passageiro pode pagar apenas uma passagem e circular por toda cidade, desde que pare dentro dos terminais.

sem comentário »

A SOBERBA E O COTIDIANO

Estava em casa tentando curar uma gripe muito forte e uma alergia, eis que nagevando pela rede, encontrei este artigo sobre a Soberba. Achei interessante e trouxe aqui para o Linha Livre, com o objetivo de comparar a algumas pessoas que conseguem se sobressair em algum setor da vida, e, logo pensa ser o melhor, sem parâmetros, desconhecendo inclusive o trabalho dos demais.

Este trabalho não se destina a ninguém em especial, mais a todos quanto se enquandram neste perfil, de ser superior, e deixando transparecer com todos os gestos e modos, que é o maioral. Assim, antes de mais nada, trata-se de um artigo para reflexão, que ninguém é melhor que o outro, mas como diz o ditado popular; “servirá na cabeça daquele que colocar a “carapuça na cabeça”.

Soberba é o sentimento negativo caracterizado pela pretensão de superioridade sobre as demais pessoas, levando a manifestações ostensivas de arrogância, por vezes sem fundamento algum em fatos ou variáveis reais. O termo provém do latim superbia.

As manifestações de soberba podem ser individuais ou grupais. Em termos grupais, podemos exemplificar o nacionalismo xenófobo como uma faceta da soberba. Também todos os tipos de racismo, corporativismo, elitismo, doutrina de povos escolhidos ou eleitos e outras concepções semelhantes, em que um grupo se firma na crença de que é superior, demonstram matizes da soberba.
braham Maslow (1 de Abril de 1908, Nova Iorque — 8 de Junho de 1970, Califórnia) foi um psicólogo americano, conhecido pela proposta hierarquia de necessidades de Maslow. Trabalhou no MIT, fundando o centro de pesquisa National Laboratories for Group Dynamics
Esta é a Pirâmide de Maslow, onde ele trabalhou com as necessidades humanas.
A manipulação da soberba, do orgulho e da pretensão de superioridade de um grupo ou nação pode mobilizar conflitos armados, onde tais sentimentos de uma massa humana pouco crítica servem aos interesses políticos, econômicos, ideológicos ou religiosos de seus líderes. Exemplo recente encontra-se na doutrina de superioridade da raça Ariana, que serviu de base ideológica para arrigimentar uma nação e desencadear uma Guerra Mundial. Além deste, podem ser citados o regime de Apartheid que vigorou na África do Sul, a atitude dos colonizadores europeus nos séculos XIX e XX, a atitude recíproca da parcela radical de árabes e judeus, o sistema de castas da sociedade indiana, a Ku Klux Klan norte-americana, entre inúmeros outros.

Também observa-se processo semelhante na grande maioria das guerras religiosas registradas na História, o que vem contabilizando um sem-número de mortes, mutilações, retaliações, revanchismos e hostilidades de vários gêneros.

A soberba não é privilégio dos ricos. Os pobres também podem experimentar a soberba ao se considerarem especiais e buscando fingir serem o que não são. Não só através de bens materiais, pois muitas vezes a pessoa pode se sentir superior aos outros por acreditar que é o melhor no que faz, no que decide, na sua capacidade de resolver situações.

Enquanto o invejoso guarda tal sentimento para si, se remoendo internamente (talvez até com medo das denotações negativas que tal sentimento pode compor), o soberbo tende a se mostrar, pois está enamorado com a própria existência. O soberbo se sente auto-realizado (dentro dos conceitos propostos na pirâmide de Maslow), querendo mostrar-se para os outros a todo preço, querendo despertar a inveja e a admiração dos outros, como se isso elevasse sua estima ao máximo e lhe trouxesse prazer.

O soberbo quer superar sempre os outros, mas quando é superado, logo se deixa dominar pela inveja. Para o soberbo, ele deve sempre estar no topo, sendo o parâmetro mais alto para as pessoas, despertando interesse e curiosidade de todos. Quando é superado, logo o soberbo se sente ameaçado, atingido, sendo tomado pela inveja no sentido ruim, querendo depreciar os outros e vangloriar-se, sem que para isso se estruture para se superar ou até fazer uma avaliação da vida, dando-se em determinado momento por satisfeito.

A soberba é contrária à homogeneização da humanidade, pois, uma vez que a humanidade pode se tornar homogênea, com todos os indivíduos sendo e vivendo de maneiras iguais, não haverá mais espaço para a soberba, ao desejo de se tornar diferente e mais especial que os outros, nas mais diversas formas. Com todos vivendo igualitariamente, a soberba não existe, e quem desse pecado sobrevive, se sentirá carente, fraco, ausente, já que não conseguirá atrair atenção de ninguém tão facilmente ao agregar grandes valores a si próprio.

A correção da soberba ocorre única e simplesmente por meio da humildade. É agindo com simplicidade que se consegue combater a soberba nas suas mais diversas formas, evitando a ostentação, contendo as vaidades e olhando o mundo não apenas a partir de si, mas principalmente ao redor de si. O soberbo vê o mundo começando a partir de si, enquanto o correto seria que ele olhasse ao redor, comparasse, analisasse e traçasse seu caminho individualmente, com virtude e solidariedade.

Mas algumas vezes também pode-se perceber que o excesso de humildade é sinal de uma soberba focada na inferioridade. Ou seja, o soberbo não aceita ser como a média, não aceita ser como os demais. Ele precisa se destacar dos outros sendo o “mais” “maior”. Se não consegue ser o mais inteligente ele então desejará e será o mais ignorante, falando sobre isso o tempo todo para que, seu interlocutor ao ouvir a depreciação passe a elogiar o soberbo mesmo que seja por educação. Mas isso bastará ao soberbo que quer ser destacado dos outros que são medianos.

sem comentário »

Indiano tem 39 esposas, 94 filhos e 33 netos

O indiano Ziona, chefe de uma seita religiosa chamada “Chana”, tem 39 esposas, 94 filhos e 33 netos. Ele vive em uma casa de quatro andares e 100 quartos com 181 membros de sua família na aldeia de Baktawng, no estado indiano de Mizoram. A religião de Ziona, que foi fundada por seu pai em 1942, permite a poligamia.

Esse é o cara. Eis a familia do indiano Ziona. Se a moda pega aqui no Brasil, seria uma verdadeira loucura.

sem comentário »

Pesquisa CNI-Ibope revela que 51% da população condena segurança pública

Brasília – A maioria da população brasileira condena a segurança pública: exatos 51% considera a situação da segurança pública “ruim” ou “péssima”, revela a Pesquisa CNI-Ibope Retratos da Sociedade Brasileira: Segurança Pública, divulgada nesta quarta-feira, 19.10, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). 
Constata a pesquisa que a segurança pública é o segundo pior problema enfrentado pela população brasileira, só perdendo para a saúde, mas quando combinada com as drogas, que aparecem em terceiro lugar na lista das mazelas nacionais, assume a dianteira. 
Segundo o levantamento, 36% dos brasileiros avaliaram como “regular” o serviço de segurança pública. O cenário piora quando se verifica que para 37% das pessoas o serviço piorou nos últimos três anos, permanecendo do mesmo jeito para 47% dos entrevistados.
A pesquisa CNI-Ibope – que ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios entre os dias 28 e 31 de julho – faz um diagnóstico da percepção da população sobre várias questões da segurança pública e sobre temas como pena de morte, redução da maioridade penal, qualidade das instituições, entre outros.
Soluções – A melhor solução para melhorar a segurança pública, apontada  por 58% da população, é combater o tráfico de drogas. Dos entrevistados, 37% sugeriram aumentar o policiamento nas ruas, 27% aumentar as penas pelos crimes cometidos e 24% reprimir a venda ilegal de armas. Outros 17% propuseram ampliar a presença do Estado nas comunidades carentes com políticas públicas, como de educação e saneamento, e igualmente 17% sugeriram ampliar as políticas de combate à pobreza (14%).
Uma parcela significativa da população, de 58%, considera que a polícia não  melhorou nem piorou nos últimos 12 meses. Na avaliação de 42%, para que a atuação policial melhore, é preciso haver aumento de salários, enquanto para 41% é necessário melhorar a formação profissional. Punição exemplar de maus policiais (37%) e a melhora nos equipamentos utilizados pela polícia (36%) são outras ações apontadas para uma atuação mais eficiente da polícia.
Dividida – De acordo com a pesquisa CNI-Ibope, a população está rigorosamente dividida sobre a aplicação da pena de morte no Brasil: 46% são favoráveis e 46% são contrários. A instituição da prisão perpétua, porém, tem a aprovação de 69%  dos brasileiros. O gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, que divulgou o estudo, enfatizou que tais dados demonstram haver grande vontade da sociedade no combate à violência.
As Forças Armadas e a Polícia Federal são as instituições melhor avaliadas pela população, com conceitos de “ótima” e “boa” para 63% (Forças Armadas) e 60% (PF). Em oposição, o Congresso Nacional e o Poder Judiciário são as instituições com pior conceito: nada menos do que 40% dos brasileiros consideram a atuação do Congresso “ruim” e “péssima”, índice que é de 32% no caso da Justiça.
As informações são CNI – Confederação Nacional das Indústria e Ibope.
sem comentário »

Comissão para reforma do Código Penal é instalada pelo presidente do Senado

O presidente do Senado, José Sarney, instalou, no início desta tarde, a Comissão de Juristas, para elaborar o anteprojeto de Reforma do Código Penal. Criada por requerimento do senador Pedro Taques (PDT-MT), a comissão – formada por 15 juristas, veja lista abaixo – será presidida pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Gilson Langaro Dipp.
“É com satisfação que faço a constatação que o caminho que o Senado Federal adotou para promover a reforma de nossos principais códigos legais é um caminho vitorioso”, declarou o senador durante a cerimônia.

Sarney ressaltou que a reforma do Código Penal seguirá, no Senado, o mesmo processo de elaboração dos projetos dos Códigos do Processo Civil e do Processo Penal já aprovados nesta Casa e agora tramitando na Câmara dos Deputados. O prazo de trabalho da comissão é de 180 dias. Já estão instaladas as comissões para reforma do Código de Defesa do Consumidor, presidida pelo Ministro Hermann Benjamin, e do Código Eleitoral, presidida pelo Ministro Dias Toffoli.

Sarney observou que o atual Código Penal foi instituído pelo Decreto-Lei 2.848, de 1940, e nesses mais de 70 anos foi modificado pontualmente por inúmeras leis. “Além disso, surgiram leis penais extravagantes, fora do Código, sobre pontos diversos como crimes ambientais etc. Na década de 1970 foi elaborado um novo Código Penal, também por decreto-lei, que foi modificado por lei cuja vigência foi sucessivamente adiada até ser revogada por outra lei. A partir de 1980 uma comissão formulou anteprojeto que resultou na Lei 7.209, de 1984, com revisão da Parte Geral do Código Penal,” acrescentou.

Já o ministro Gilson Langaro Dipp disse em seu discurso que a comissão tem pela frente “a tarefa ingesta de elaborar um código que atenda tanto o executivo da avenida Paulista quanto o ribeirinho do Amazonas”. Ele acrescentou que “os membros da comissão representam as mais variadas vertentes do pensamento jurídico brasileiro e assim deve ser. Somos uma sociedade plural e desigual e esta comissão reflete exatamente isso”.

Falência da Segurança Pública

Sarney destacou que um dos desafios mais graves com que se deparará esta Comissão de Juristas é a falência do sistema de segurança pública no Brasil. “O Código Penal não pode ser uma abstração que se aplica a um número reduzido de criminosos, mas deve se aplicar a todos os criminosos. Para isso são necessárias uma polícia eficiente, um ministério público eficiente, um judiciário eficiente.”
Depois de expressar sua confiança de que o novo Código Penal seja também um elemento decisivo para conter a onda de crimes que ameaça o país, especialmente dos crimes contra a pessoa, Sarney declarou sua “perplexidade e indignação contra o estado em que se encontra a segurança pública em nosso país”.
O senador citou números: “o Brasil tem 3% da população mundial, e 12% dos homicídios; os 51 mil assassinados por ano no Brasil equivalem a 26 assassinados por 100 mil habitantes, comparados com menos de dois assassinados por 100 mil habitantes dos países desenvolvidos e de nosso vizinho Chile; e estes números, do SIM — Sistema de Informação de Mortalidade, do Ministério da Saúde, dizem os pesquisadores que devem representar 80% dos assassinados no País; e os inquéritos no Brasil investigam metade destes crimes; e que 80% dos inquéritos são arquivados e a menos de 20% se oferece denúncia.”

Os juristas, indicados pelas lideranças partidárias, são: Ministra Maria Tereza Moura; Antonio Nabor Areias Bulhões; Emanuel Messias Oliveira Cacho; Gamil Föppel El Hireche; Desembargador José Muiños Piñeiro Filho; Defensora Juliana Garcia Belloque; Procuradora Luiza Nagib Eluf; Procurador Luiz Flávio Gomes; Promotor Marcelo André de Azevedo; Dr. Marcelo Leal Lima Oliveira; Dr. Marcelo Leonardo; Professor René Ariel Dotti; Dr. Tércio Lins e Silva; e o Consultor Legislativo Tiago Ivo Odon.

sem comentário »

MANHÃ DE RECREAÇÃO ABRE ATIVIDADES DA ESTAÇÃO CONHECIMENTO DE ARARI

No último sábado (15), a Estação Conhecimento de Arari realizou uma manhã de recreação como marco inicial das atividades que atenderão 600 crianças e adolescentes que foram selecionados pelo Programa de Esportes da iniciativa de Educação, Esporte, Cultura e Desenvolvimento Econômico.
Estudantes, professores, representações políticos e comunitárias, além de representantes da Vale, Fundação Vale e Núcleo de Desenvolvimento Humano participaram do evento, que teve início às 9 horas, na Estação Conhecimento, próximo ao povoado Bubasa (BR 222).
A programação contou com apresentações do projeto Ação Verde e Amarela (da Vale), que pretende envolver alunos e seus familiares em jogos, oficinas, palestras, entre outras atividades. A banda musical Brandt e Silva, com alunos do Colégio Arariense também ilustrou a programação, que teve participação de aproximadamente 1500 pessoas.
O governo municipal foi representado no evento pelo prefeito Leão Santos, secretários e outros integrantes de órgãos municipais ligados à Educação, Esporte e Cultura. Leão Santos destacou a importância da iniciativa. “Arari é agraciado com a Estação conhecimento, cujas iniciativas são de grande relevância para o desenvolvimento do município nas áreas de esporte, agora com atividades iniciadas, além de ações de cultura, educação e desenvolvimento econômico. Estamos muito felizes por a Prefeitura de Arari ser parceira dessa iniciativa” – ressaltou o prefeito.
A Seleção para as atividades de Esporte
A seleção de alunos aconteceu em maio deste ano e contou com a participação de mais de 4.200 crianças e adolescentes. Em 2011, o programa disponibiliza 600 vagas distribuídas nas modalidades de natação, futebol e atletismo para crianças e adolescentes de 6 a 18 anos.
O objetivo é monitorar talentos e formar atletas e profissionais do esporte por meio da aprendizagem e do desenvolvimento social. “A Estação Conhecimento de Arari será um lugar de oportunidades para os participantes. Os treinos representam para estes jovens atletas a possibilidade de construir uma carreira esportiva”, frisa a coordenadora da Fundação Vale no Maranhão, Elis Ramos.  
Para a diretora da Unidade Escolar Abdomacir Santos, Benedita Fernandes, que acompanhou seus alunos durante as seletivas, o projeto irá melhorar o rendimento dos alunos na sala de aula. “A prática do esporte é de grande importância porque aumenta a disposição dos alunos em estudar. As crianças estão muito empolgadas com a possibilidade de praticar esporte”, disse Benedita Fernandes.
Sobre a Estação Conhecimento de Arari
Em dezembro de 2010, a Estação Conhecimento de Arari, distante 156 km de São Luís, foi inaugurada pela Fundação Vale em parceria com a Prefeitura Municipal de Arari. Esta é a sexta Estação criada no Brasil e ocupa aproximadamente 50 hectares. Sua estrutura conta com piscina semi olímpica, pista de atletismo, campo de futebol, além de salas de aula e áreas voltadas para o desenvolvimento agrícola.
As atividades de esporte estão vinculadas ao programa “Brasil Vale Ouro”, que tem como desafio descobrir novos talentos nas comunidades localizadas na área de influência da Vale. Os alunos que se destacarem terão oportunidade de avançar em seus treinamentos até atingirem nível olímpico.
Informações da Secretaria Mun. de Comunicação e da Vale

sem comentário »

Viva Nota realiza primeiro sorteio no dia 31, com R$ 210 mil em prêmios

O programa Viva Nota realizará o primeiro sorteio de prêmios em dinheiro na sexta-feira (31), com um total de prêmios de R$ 210 mil. Participarão desse primeiro sorteio, em caráter excepcional, todos os consumidores que se cadastrarem no site do Viva Nota até a data de 31 de outubro.
Só participam dos sorteios aqueles que se cadastrarem no site e aderirem ao regulamento do sorteio. Se o consumidor fez o cadastro, mas não marcou a opção de adesão às regras do sorteio, não poderá ser incluído no certame.
Para fazer a adesão, ele deve entrar no sistema Viva Nota e clicar em Configuração do Consumidor, e marcar a opção “Aceita os termos do regulamento do Sorteio de Prêmios do Viva Nota”. Com isso, estará automaticamente concorrendo ao primeiro sorteio de 31 de outubro
.
Segundo a estatística informada pelo site do Viva Nota, mais de 18 mil pessoas já se cadastraram no programa, e 4 mil consumidores não aderiram ao regulamento do sorteio. Estes cadastrados, caso queiram participar do sorteio, terão que aderir ao regulamento, mudando a configuração do seu cadastro.
Próximos sorteios
Nos sorteios seguintes ao do dia 31 de outubro, para concorrer será necessário atender a exigência do regulamento. A cada 100 Reais em compras com nota fiscal que possua destaque do CPF ou a cada lote de 5 notas de qualquer valor, o consumidor ganha, automaticamente, um cupom eletrônico para concorrer a prêmios em dinheiro.
Informações do Sorteio
O sorteio terá por base concurso da Loteria Federal da Caixa Econômica Federal, cujos resultados serão divulgados no site do programa (http://vivanota.sefaz.ma.gov.br), assim como o número do cupom eletrônico com o qual o consumidor participará do sorteio. Os principais premiados serão amplamente divulgados.
 A Secretaria de Estado do Maranhão (Sefaz) informou que estão impedidos de participar do sorteio menores de idade, exceto os emancipados, de acordo com a legislação.
Todos os segmentos envolvidos
A Sefaz promoveu mudança no regulamento da campanha que previa a inclusão escalonada de segmentos do comércio varejista para efeito de devolução de parte do ICMS pago nas compras de mercadorias
 A partir de agora, as notas fiscais emitidas, por qualquer que seja o segmento varejista, darão direito ao recebimento de parte do ICMS pago pelo consumidor, assim como direito a ingressos e cupons eletrônicos para participar do sorteio.
LISTA DE PRÊMIOS
1 prêmio de R$ 100.000,00
1 prêmio de R$ 15.000,00
10 prêmios de R$ 1.000,00
15 prêmios de R$ 500,00
1.000 prêmios de R$ 25,00
3.500 prêmios de R$ 15,00                                              
sem comentário »

Audi A6 chega a partir de R$ 313,3 mil

A Audi lança o novo A6 no Brasil a partir de R$ 313.390,00. Segundo a marca, o preço já inclui um aumento de 10% definido após a alta do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros vindos de fora da Argentina, Uruguai e México. Esse percentual será mantido até outubro, quando a Audi deverá decidir com a rede de vendas por um provável novo aumento.

A sétima geração do A6 herda inovações já existentes em seus “irmãos” maiores, o A7 e o A8. O sedã tem 30 kg a menos do que sua versão anterior e motor mais potente, o 3.0 TFSI a gasolina, com compressor mecânico, que desenvolve 300 cavalos de potência -10 cv a mais do que o antigo- e 440 Nm de torque máximo, entre 2.900 e 4.500 rpm. Combinado com câmbio de sete velocidades, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos e tem velocidade máxima limitada em 250 km/h.

Comparado com o modelo anterior, o A6 ficou 2 centímetros mais curto, mas o entre-eixos aumentou em 7 cm, chegando a 2,91 m. O sedã tem 4,92 m de comprimento, 1,87 m de largura e 1,46 m de altura. O visual foi atualizado com a grade mais baixa, vista nos mais recentes modelos da marca alemã, e a frente conta ainda com faróis bi-xenônio com LEDs que acompanham as curvas e as manobras de estacionamento, descreve a marca.

O motor também evoluiu na sétima geração do Audi A6. O propulsor 3.0 litros TFSI a gasolina, 2.995 cm3, produz 300 cv de potência e O motor  em conjunto com a transmissão S tronic de dupla embreagem e sete marchas, somados à tração quattro, possibilitam ao Audi A6 o desempenho de um carro esportivo.

Segundo a Audi, o consumo médio do A6 também foi reduzido. Agora é de 12,2 km/l, com emissão de 190 g CO2 por km – nível 13% menor que do modelo anterior, que entregava 10 cv a menos. Esta economia permitiu a redução do tanque de 80 litros para 75 litros, sem prejuízo da autonomia, informa a marca. A capacidade do porta-malas é de 546 litros.

sem comentário »